Olá,

Visitante

Mama Nenê na Creche: Projeto de Incentivo a Amamentação em Creches do Município de Americana – Sp

O Mamãe Nenê (Programa de educação e acompanhamento até os três anos), da Secretaria de Saúde, atua, desde 2009, no incentivo, no apoio, e na proteção do Aleitamento Materno no município de Americana – SP, porém o retorno materno ao emprego tornou-se um importante obstáculo à amamentação, já que as mães necessitam deixar seu filho aos 4 meses em unidades escolares que nem sempre estão preparadas para recebê-las para amamentar, ou para ofertar leite materno ordenhado ao seu bebê.Com o objetivo de incentivar, apoiar e proteger o Aleitamento Materno junto às crianças que ingressam nas Unidades Educacionais de Creche no Município de Americana, o programa desenvolveu a parceria entre as Secretarias de Saúde e de Educação (03/2013) para facilitar a continuidade do aleitamento materno das crianças que ingressam nas creches municipais. Formou-se um grupo condutor com integrantes da Secretaria de Educação (diretores e pedagogos de creches) e da Secretaria de Saúde (enfermeira e fonoaudióloga do Mamãe Nenê) para definição de diretrizes e elaboração das ações e as estratégias a serem implantadas. Foi proposto a capacitação das 21 creches com berçário do município de Americana, que se deu em 2 etapas (realizadas entre 09/2013 e 11/2014): a capacitação à equipe de apoio (servente, auxiliar de cozinha e cozinheira-150 funcionários) de cada unidade, em horário disponibilizado durante o expediente de trabalho, com duração mínima de 1 hora

Incentivar, apoiar e proteger o Aleitamento Materno junto às crianças que ingressam nas Unidades Educacionais de Creche no Município de Americana.- A resistência de alguns profissionais e a forte cultura do uso de bicos artificiais para as crianças foram as principais dificuldades encontradas, estes questionamentos foram discutidos e trabalhados durante a capacitação.

O projeto Mama Nenê na Creche de Americana mantém revisão permanente de diretrizes e aperfeiçoamento das ações implantadas, principalmente, pelo fato da Educação realizar, anualmente, novas atribuições de cargos aos seus profissionais. Além disso, esse projeto amplia-se com a execução prática da teoria discutida nas capacitações.

Principal

Graciele Coral Fonseca Michelani, Maria Aparecida Mori Chen, Sandra Regina Possobon, Aline Marcelino da Silva

saúde@americana.sp.gov.br

A prática foi aplicada em

Americana

São Paulo

Sudeste

Instituição

Av. Bandeirantes, 2.390, Jardim da Colina

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Graciele Coral Fonseca Michelani, Maria Aparecida Mori Chen, Sandra Regina Possobon, Aline Marcelino da Silva

Conta vinculada

claudia.oliveira@fiocruz.br

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Seu Período de Execução foi de

até

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Impacto do Programa Antitabagismo no Munícipio de São José da Lagoa Tapada – Pb
Paraíba
Práticas
‘‘Felicidade de Viver’’. Promoção da Atividade Física na Terceira Idade para Melhorar a Qualidade de Vida Física e Mental.
Paraíba
Práticas
Ação Municipal – Juntos Somos Mais Fortes
Tocantins
Práticas
Atenção Domiciliar: a Integralidade do Cuidado Promovendo Saúde e Prevenindo Agravos
Rio de Janeiro
Práticas
Relato de Experiência da Atenção Especializada em Saúde da População Trans no Município de Niterói.
Rio de Janeiro
Práticas
Modelos Assistenciais em Saúde: Desafios e Perspectivas
Rio Grande do Sul
Práticas
A Ótica do Cuidado: Relato de Experiência Sobre o Projeto olhar Brasil Realizado no Município de Vassouras – Rj
Rio de Janeiro
Práticas
Promoção da Saúde a Partir do Resgate da Ancestralidade de Comunidades em Contexto Rural e Quilombola no Município de Natividade
Rio de Janeiro
Práticas
Rede de Atenção com Foco no Cuidado das Pessoas com Doença Falciforme no Município de São Pedro da Aldeia – Rj: Contribuição da Coordenação de Saúde Bucal.
Rio de Janeiro
Práticas
Protocolo para o Cuidado odontológico dos Pacientes com Doença Falciforme no Município de São Pedro da Aldeia – Rj
Rio de Janeiro