Olá,

Visitante

Indicadores para monitoramento das ações de promoção e atenção a saúde do homem em Petrópolis

A Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem (PNAISH), instituída pelo Ministério da Saúde em 2009 tem como objetivo ampliar e facilitar o acesso da população masculina às ações e aos serviços de assistência integral à saúde no Sistema Único de Saúde; O princípio básico da PNAISH é a orientação de ações e serviços de saúde para a população de homens entre 20 e 59 anos de idade, com garantia de integralidade, equidade e humanização do atendimento. As diretrizes da PNAISH são fundamentadas num conjunto de ações de promoção, prevenção, assistência e recuperação da saúde, nos diferentes níveis de atenção, com priorização da atenção básica, em especial da Estratégia de Saúde da Família. A PNAISH está em consolidação, porém a sociedade desconhece, impactando na não adesão dos homens a esse serviço básico de saúde e principalmente nos locais de trabalho, pois como nãoexiste indicadores estabelecidos pelo Ministério da Saúde, não é possível avançarmos em dados fidedignos a serem referenciados. Desta forma, foram construídos indicadores para entender o perfil da população masculina do Município de Petrópolis, a partir de 2020 até os dias atuais, trabalhando na promoção e prevenção da saúde de acordo com os principais pontos necessários para fortalecer o serviço.

Objetivo: Relatar a experiência da implantação dos Indicadores de Saúde do Homem no município de Petrópolis/RJ.Método: Para implantação dos indicadoresalguns aspectos foram necessário:Analisar os eixos prioritários da PNAISH,levantamento de dados por meio de prontuárioeletrônico,fichas de notificações da Vigilância Epidemiológica e Unidade de referência de urologia do Município, aproximação com as unidades de saúde e profissionais, capacitações para que pudessem entender as especificidades de cada indicador e integralidade com outros serviços de saúde e o Estadoatravés da Área Técnica de Atenção integral a saúde do Homem que capacita ,orienta e supervisiona os municípios para promoção e efetivação da Política.A área técnica de saúde do Homem construiu aproximadamente oito indicadores iniciados no ano de 2020 até o presente ano de 2024, sendo os principais:Pré-natal do parceiro realizados, Número de vasectomias realizadas,Taxa das principaispatologias na saúde do Homem na APS,Número de óbitos mais prevalentes na população masculina pelo Cid 10, Número de óbitos por neoplasia de Próstata,Número de óbitos por acidentes de Trânsito, Número de Notificações de acidentes de trânsito, Número de Notificações de Sífilis Adquirida na população masculina.

Resultados: No município, 57% da população masculina está na faixa etária de 20 a 59 anos, totalizando 83.577 homens. Destaque para o aumento gradual do Pré-natal do parceiro: 34 (2020), 155 (2021), 213 (2022), 303 (2023), um crescimento de 26,39%. O número de vasectomias aumentou de 96 (2021) para 300 (2023). Óbitos por acidentes de trânsito afetam mais os homens de 20 a 29 anos, com 37 óbitos (2022), representando 34,79%. Acidentes de motocicleta predominam (56,23% de 2017 a 2022). Em 2023, houve um aumento de 38,3% em causas externas, mantendo-se como principal causa de óbito. Doenças circulatórias aumentaram de 22% (2022) para 29% (2023). Principais patologias em 2023: hipertensão (10,49%), tabagismo (11,09%), álcool (12,27%), drogas ilícitas (10,61%) e diabetes (7,08%). Tabagismo prevalece em 2023. O número de patologias diminuiu em relação a 2022 devido a mais atendimentos e ações preventivas.O número de Sífilis adquirida na população masculina na faixa etária de 20 a 59 anos, dentro da serie histórica também, Obtemos cerca de 250 notificações no ano de 2023, e a população de 20 a 29 anos é a predominante na notificação com sífilis adquirida. Esses resultados compõem dados do município de Petrópolis,um trabalho gradual e buscando melhoria dos dados com outras plataformas.

A implantação dos indicadores de Saúde do Homem em Petrópolis/RJ representa um esforço significativo em meio a desafios complexos. Apesar das dificuldades de conscientização ao público alvo, Petrópolis hoje é reconhecido pioneiro no estado, pois é o único município que realiza monitoramento de indicadores de Saúde do Homem. Os resultados revelam avanços, como o aumento do Pré-natal do parceiro e das vasectomias, mas também desafios persistentes, como os óbitos por acidentes de trânsito e as altas taxas de doenças circulatórias e patologias relacionadas ao estilo de vida. A incidência de Sífilis adquirida, especialmente entre os jovens, ressalta a urgência de intervenções preventivas como já tem sido feitas. Este trabalho gradual demonstra a importância de ações integradas e monitoramento para superar esses obstáculos e garantir a saúde integral dos homens em Petrópolis, além de fortalecermos a PNAISH. É importante destacar as diversas vantagens de agregar a população masculina no cuidado com a sua própria saúde,fortalecendo a paternidade ativa e o cuidado integral do mesmo, sendo visível e necessária a construção desse trabaho.

Principal

Maria Eduarda da silva Possato

dudapossato15@gmail.com

enfermeira

Coautores

Maria Eduarda da Silva Possato;Rita Cassia Ravaglia Campos ; Patrícia Ramos Pereira Rodrigues; Giovanni Dimas; Carina Fernandes Pereira de Moura; José Mozar de Barros Junior

A prática foi aplicada em

Petrópolis

Rio de Janeiro

Sudeste

Esta prática está vinculada a

Rua figueira de Mello , Petrópolis rj -106

Uma organização do tipo

Instituição Pública

Foi cadastrada por

Maria eduarda da Silva Possato

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

01 abr 2024

e atualizada em

01 abr 2024

Condição da prática

Andamento

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

Você pode se interessar também

Práticas
Implantação e ampliação de Serviço Especializado em município do sertão da Paraíba
Paraíba
Práticas
Gestão de saúde de Cabedelo na implantação da nova lei de licitações: desafios e conquistas
Paraíba
Práticas
Processo de elaboração do Plano Municipal de Saúde 2022-2025- relato de experiência.
Paraíba
Práticas
INFORMATIZAÇÃO DA REGULAÇÃO MUNICIPAL COM A ATENÇÃO PRIMÁRIA COMO COORDENADORA DO CUIDADO
Rio de Janeiro
Práticas
A importância da implantação de sistema de regulação de exames no Município de mendes.
Rio de Janeiro
Práticas
Ideação suicida e tentativas de suicídio: uma análise de casos do SAMU 192 no interior do estado do RJ.
Rio de Janeiro