Olá,

Visitante

Implementação do Procolo de Enfermagem na Atenção Básica no Município de Muqui/Es

Trata-se de um estudo descritivo, do tipo relato de experiência, que buscou descrever a experiência da implantação do Protocolo de Enfermagem na APS no Município de Muqui/ES. Localizado ao Sul do Estado do Espírito Santo, o município de Muqui, conforme estimativas do IBGE de 2020, possui cerca de 15. 526 habitantes. A elaboração do protocolo de enfermagem, deu-se por uma necessidade em conjunto, dos profissionais que necessitavam de um instrumento de organização do serviço e do município que visa um atendimento cada vez mais humanizado e voltado para as necessidades da população. A elaboração deste protocolo foi realizada por uma profissional enfermeira atuante na Estratégia Saúde da família, bolsista do Programa Estadual de Qualificação da Atenção Primária à Saúde do Estado do Espírito Santo (Qualifica-APS). Após elaboração o documento passou por uma revisão de uma equipe técnica com profissionais de diversas áreas, como o médico, farmacêutico, enfermeiro, e pelo próprio gestor de saúde do município. O Protocolo de enfermagem conta com um sumário inicial, introdução e apresentação dos programas de atendimento da enfermagem na APS, entre eles, o HiperDia, voltado aos pacientes hipertensos e diabéticos, Programa de Puericultura, voltado ao atendimento das crianças. Programa de pré-natal de baixo risco, assistência de enfermagem aos adolescentes, tratamento de infecções sexualmente transmissíveis (IST), planejamento familiar, entre outros.

O fortalecimento e a consolidação do papel da Enfermagem na APS é um dos caminhos adotados para a sustentabilidade de sistemas de saúde universais e que, nos últimos anos, vem ganhando destaque no Sistema Único de Saúde (SUS). Nesse contexto, os Protocolos de Enfermagem permitem ao Enfermeiro da APS autonomia nas suas decisões clínicas, além de tornar a prática assistencial de forma humana e segura, garantindo por meio de instrumentos sistematizados maior qualidade e tomada de decisão na resolução de conflitos de forma ética e com respaldo científico baseado em evidência na APS. Considerando que a centralização do cuidado da APS na figura do médico ainda é uma realidade vivenciada em muitos municípios, observa-se filas de espera aguardando a consulta com o médico e insatisfação da população. Diante desta problemática, viu-se a necessidade da implantação do Protocolo de Enfermagem no município de Muqui, dando mais autonomia e auxiliando na resolução dos problemas de saúde pelos profissionais enfermeiros. Atualmente, o município conta com 05 Unidades Básicas de Saúde e com 09 (nove) pontos de apoio. Em cada equipe de Estratégia Saúde de Família (ESF), contamos com 01 (um) profissional médico, 03 (três) enfermeiros em uma equipe e 02 (dois) enfermeiros nas demais equipes, além de técnicos de enfermagem e estagiários. O município conta com um total de 28 agentes comunitários de saúde, apresentando algumas áreas descobertas.

A implementação dos Protocolos de Enfermagem propicia mais segurança para a atuação dos enfermeiros da rede municipal e reduz a fila de espera na Atenção Primária. A consulta de Enfermagem e a prescrição de exames e medicamentos essenciais para a população, bem como o processo de acolhimento nas unidades de saúde, foram incorporados na rotina de trabalho dos enfermeiros, proporcionando maior resolutividade das demandas de saúde.

Principal

Gilçania Rodrigues Silva

gilcania@hotmail.com

A prática foi aplicada em

Muqui

Espírito Santo

Sudeste

Instituição

rua cel. mateus paiva

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Gilçania Rodrigues Silva

Conta vinculada

gilcania@hotmail.com

07 out 2015

e atualizada em

14 set 2023

Seu Período de Execução foi de

até

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Cooperação Técnico-Científica Entre o Instituto Nacional de Cardiologia e As Redes Regionais de Atenção Cardiovascular no Estado do Rio de Janeiro
Rio de Janeiro
Práticas
Universalidade Menos Equidade = Desigualdade
Pará
Práticas
O Controle Social e a Saúde do Trabalhador: Seminário de Capacitação para o Fortalecimento das Ações na Macrorregião de Sobral
Ceará
Práticas
Mapeamento Digital das Ubss do Município de Iguaba Grande.
Rio de Janeiro
Práticas
Ações Integradas de Atenção a Saúde Indígena no Município de Tocantinópolis-To
Tocantins
Práticas
Oficina de Ervas Medicinais para Mulheres Rurais (Teresópolis)
Rio de Janeiro
Práticas
Saúde Digital no Municipio de Itapema: Implantação do Atendimento Nutricional online
Santa Catarina
Práticas
Medicamentos Fitoterapicos: Xaropes, Sabonete Medicinal e Óleo para os Pés.
Goiás
Práticas
Saúde Bucal: uma Abordagem Multidisciplinar e Transversal no Programa Saúde na Escola
Santa Catarina
Práticas
Trabalhando a Sexualidade no Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos
Santa Catarina