Olá,

Visitante

Implantação de Programas de Residência em Área Profissional de Saúde Vinculada a uma Autarquia Municipal de Saúde

Para aprovação dos Programas de Residência, foi preciso estruturar um corpo docente que conduziria todo o processo. Foram selecionados treze docentes, de doze especialidades, no quadro de colaboradores da Autarquia Municipal de Saúde. O corpo docente foi capacitado com relação à metodologias de ensino, com ênfase em metodologias ativas.A escolha dos cenários de prática em que os profissionais de saúde residentes iriam atuar foi pautada na estrutura física, disponibilidade de computadores, recursos humanos e população adstrita.Para o processo de implantação dos Programas de Residência foram envolvidos a Autarquia Municipal de Saúde, Diretoria Administrativa, a Superintendência da Estratégia de Saúde da Família e seus colaboradores.Todo o processo de estruturação dos Programas de Residência para receber os residentes foi realizado em dois meses.

O Ministério da Saúde, através do Edital, nº 12, de 28 de agosto de 2015, pela primeira vez permitiu que serviços de saúde reconhecidos pelo setor da saúde como rede SUS-Escola, não vinculados a instituições de ensinopropusessemProgramasdeResidênciaemÁreaMultiprofissionaleProfissional de Saúde. Em consonância com uma necessidade do serviço municipal em qualificaraassistênciaemsaúdedomunicípio,aAutarquiaMunicipaldeSaúde de Apucarana propôs a implantação de três programas de residência, sendo o Programa de Residência Multiprofissional em Atenção Básica, Programade Residência Multiprofissional em Saúde Mental e Programa de Residência Profissional em Enfermagem Obstétrica – Ênfase em Rede Cegonha. O município de Apucarana foi contemplado com os três programas e com 27 bolsas do Ministério da Saúde.

A Residência em Área Profissional da Saúde tem como objetivo a formação de profissionais aptos a construir e reconstruir seu conhecimento de acordocomarealidadeondeiráatuar,preparadosparaatuarnoSistemaÚnico de Saúde, em equipe multiprofissional, capaz de romper com os modelos tradicionais de atenção à saúde.O ensino através das metodologias ativas de ensino busca a produção de conhecimento baseada na problematização e reflexão da prática e socialização desse conhecimento junto as equipes, com a proposição de novas estratégias de intervenção junto à comunidade.

Principal

Franciele Nogueira Smanioto

fmkaneta@uol.com.br

A prática foi aplicada em

Apucarana

Paraná

Sul

Instituição

Rua Miguel Simião, 69

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Franciele Nogueira Smanioto

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Incluir e apreender: parceria entre saúde e educação no acompanhamento multidisciplinar de escolares com necessidades especiais
Paraíba
Práticas
A educação permanente dos profissionais de enfermagem como estratégia no enfrentamento à dengue
Paraíba
Práticas
Oficina de atualizacao dos cadastros para melhoria da cobertura vacinal em Junco do Serido-PB
Paraíba
Práticas
Educação em gênero no SUS e a proteção integral à mulher em situação de violência na atenção primária
Paraíba
Práticas
Era uma vez, apresentando uma história de cuidado e amor – a importância da educação vacinal desde o berço
Paraíba
Práticas
Estratégia de comunicação pública voltada à saúde no ambiente digital em Campina Grande
Paraíba