Olá,

Visitante

Impacto Financeiro da Substituição de Exames Laboratoriais Por Testes Rápidos para Diagnóstico de Hiv e Hepatites B e C no Município de Joinville, Sc

o diagnóstico precoce das hepatites virais e do HIV permite tratamento adequado e impacta na qualidade de vida dos indivíduos. Existem diferentes imunoensaios (IE) para realizar este diagnóstico, todos baseados na detecção do antígeno (Ag) viral e/ou anticorpos (Ac) específicos. o Laboratório Municipal de Joinville (LMJ) utiliza atualmente a metodologia de quimioluminescência para detecção da reação Ag-Ac no soro, que tem como vantagens a alta sensibilidade e a simplicidade da preparação da amostra, porém tem custo relativamente elevado. Já os TRs são IE de execução simples, realizados em até 30 minutos a partir de soro, plasma ou sangue total, e não necessitam de estrutura laboratorial, podendo ser realizados nas Unidades Básicas de Saúde (UBS). o Ministério da Saúde (MS) adquire e distribui TRs para HIV e HV para os municípios, e estabelece critérios mínimos de sensibilidade e especificidade para os mesmos, o que garante sua confiabilidade e reprodutibilidade.

o projeto teve como objetivo a redução dos custos com a realização de testes sorológicos no LMJ, através da realização de testes rápidos para HIV e Hepatites B e C nas UBS. em 30/05/2016 foi divulgado para as UBSs o MI 133/2016/NAAB, com orientações para a utilização de TRs no pré-natal. em 20/04/2017 foi divulgado o Protocolo de Acesso aos Exames Laboratoriais do Pré-Natal (pelo MI 010/2017/SMS/GUFL), o qual foi pactuado em reunião com as Coordenações das UBS. Este protocolo foi implementado em 01/05/2017, e o LMJ passou a exigir a realização dos TRs a partir de 01/07/2017. o número de exames sorológicos de HIV, Hepatite B (HbSAg) e Hepatite C (HCV) realizados pelo LMJ foi monitorado por 30 meses (6 meses antes, 12 meses após a orientação do NAAB, e 12 meses após a implantação do Protocolo de Acesso), através dos relatórios gerados pelo Sistema de Gestão Laboratorial.

No 2º semestre de 2016, após divulgação do MI 133/2016/NAAB, as solicitações de exames laboratoriais para diagnóstico de Hepatites B e C apresentaram redução quando comparadas ao 1º semestre de 2016, o que não foi observado para HIV. as solicitações continuaram a ser monitoradas, e após implementação do Protocolo de Acesso (MI 010/2017/SMS/GUFL) em julho/2017, observou-se redução significativa do número de exames laboratoriais realizados para diagnóstico de HIV e Hepatites B (HbSAg) e C (HCV) pelo LMJ. Os resultados demonstram redução de R$ 160.707,70 (77%) com os custos de reagentes para realização de exames laboratoriais para diagnóstico de HIV e Hepatites B e C no 1º semestre de 2018, em relação ao 1º semestre de 2016.No intuito de reduzir custos com a realização de testes sorológicos, foram escritas e divulgadas orientações e Protocolo de Acesso para realização de TRs nas UBSs. Observou-se queda nas solicitações de exames diagnóstico de HIV e Hepatites B (HbSAg) e C (HCV) recebidas pelo LMJ no 1º sem/2018 em comparação ao 1º sem/2016, representando redução de 77% com custos de reagentes. Além da economia, esta ação proporcionou a ampliação do diagnóstico precoce dos usuários.

Principal

Louise Domeneghini Chiaradia Delatorre

louisedc@gmail.com

Coautores

Mayra Daniela Miers Witt, Elisangela Rumor Paul, Ariane Hoffmann De Barros, Mário José Bruckheimer,

A prática foi aplicada em

Joinville

Santa Catarina

Sul

Instituição

Rua Rio Grande Do Norte, 177, Apto 402 - Bairro Anita Garibaldi, Joinville - Sc

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Jean Rodrigues Da Silva

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

23 set 2023

e atualizada em

23 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Título: Autismo – uma causa municipal.
Paraíba
Práticas
TEA/TDAH: inclusão sem discriminação
Paraíba
Práticas
Visita de luto – uma atitude humanizada
Rio de Janeiro
Práticas
Vacinação Sem Barreiras: um Grande Desafio
Todos os Estados (Norte)
Práticas
Vacinação: Estratégias para o Aumento da Cobertura Vacinal no Município de Barrolândia – TO
Todos os Estados (Norte)
Práticas
Plano de Recuperação do Faturamento Ses/Df
Distrito Federal
Práticas
Sala de Situação Ses-Df
Distrito Federal
Práticas
Rede Inovases
Distrito Federal
Práticas
Diagnóstico de Atendimento da População Hipertensa/Diabética da Equipe 474/06
Distrito Federal