Olá,

Visitante

Fortalecimento da Equipe Multiprofissional Após Novo Financiamento da Atenção Básica

APRESENTAÇÃO Criado em 2008 e reformulado em 2017 o NASF-AB constitui um importante espaço de trabalho profissional e que contribui para o fortalecimento da atenção básica em saúde, pois amplia as ofertas de saúde na rede de serviços, assim como a resolutividade, a abrangência e o alvo das ações e tinha na sua composição uma equipe formada por diferentes profissionais da saúde.O novo modelo de financiamento e custeio da Atenção Primária à Saúde no âmbito do SUS, através da portaria n° 2.979, de 12/11/2019 cria o Programa Previne Brasil e gera uma fragilização do Núcleo de Ampliado de Saúde da Família e Atenção Básica (NASF-AB). Nesse novo modelo de financiamento, verificou-se a ausência de medidas de valorização e estímulo à implantação dos referidos núcleos nos municípios.Seguindo contrário ao Ministério da Saúde e mesmo com a ausência de incentivo às equipes multiprofissionais, a gestão do município de Santa Cruz – PB tendo autonomia na aplicação dos recursos da atenção primária, manteve a equipe multiprofissional no formato mais apropriado às necessidades locais que atualmente conta com: assistente social, psicóloga e nutricionista. A equipe continua na perspectiva do NASF-AB no sentido de atuar de forma integrada com as equipes de Saúde da Família e de Atenção Básica na realização de ações educativas, discussões de casos e construção conjunta de projetos, matriciamento e propostas de trabalho, com o objetivo de ampliar e fortalecer as ações de prevenção e promoção da saúde. METODOLOGIA Trata-se de um relato de experiência sobre as vivências da equipe multiprofissional que está inserida na atenção primária de saúde do município de Santa Cruz -PB. O município de Santa Cruz conta com 03 (três) Equipes de Saúde da Família – ESF, sendo: ESF Sede equipe I, Casinha do Homem equipe II e São Pedro equipe III. As equipes da ESF II e III estão localizadas nos distritos e cobrem toda zona rural.A equipe multiprofissional com o apoio da coordenação de atenção básica montou as atividades e ações de sua responsabilidade, estabelecendo um matriciamento em cada ESF, após realizado, ficou acordado que nas segundas e terças feiras da semana a equipe esteja in loco disponível nas equipe da ESF II e III, respectivamente e nos demais dias da semana na ESF da sede, realizando visitas domiciliares, atendimentos, construção de PTS e ações educativas, seguindo o modelo proposto pelo NASF-AB. As atividades acontecem de forma conjunta com os profissionais das ESF em casos de atendimento individual é realizada uma escuta inicial e, caso necessário, encaminhados à média e alta complexidade, seguindo as redes de acordo com as pactuações definidas. A equipe multiprofissional atualmente é responsável também por promover educação em saúde nas ESF, como as salas de espera, encontros de idosos e gestantes, trazendo para o momento os temas mais atuais ou sugeridos pelos próprios usuários e identificados.RESULTADOSOs aspectos positivos com a equipe multiprofissional seguindo o modelo (NASF-AB) dentro dos espaços da atenção primária, refere-se principalmente nas discussões sobre os processos de trabalho com uma visão integral e multidisciplinar aos usuários. Como orientado e preconizado pela Atenção Primária foi realizado o matriciamento junto às 03 ESF, analisando a realidade local junto com os indicadores de saúde de cada equipe, sendo a vulnerabilidade social diferente em cada, refletindo nas ações e metas. Portanto, foi proposto um calendário semanal com as seguintes atividades: visitas domiciliares, formação de grupos, salas de espera, ambulatório e formação pedagógica. Para isso, utiliza-se a educação permanente em saúde e a educação popular como ferramenta de reflexão e problematização, estimulando o diálogo entre os usuários e profissionais de saúde, na partilha de estratégias e/ou ações exitosas no processo saúde-doença. Além de fortalecer as necessidades locais

Objetivo geral: Descrever e fortalecer a equipe multiprofissional da atenção primária do município de Santa Cruz-PBObjetivo específicos: Descrever a atuação da equipe multiprofissional dentro das ESF

A experiência proporcionará o fortalecimento da equipe multiprofissional frente o novo financiamento da atenção primária.O novo modelo de financiamento e custeio da Atenção Primária à Saúde no âmbito do SUS, através da portaria n° 2.979, de 12/11/2019 cria o Programa Previne Brasil e gera uma fragilização do Núcleo de Ampliado de Saúde da Família e Atenção Básica (NASF-AB). Nesse novo modelo de financiamento, verificou-se a ausência de medidas de valorização e estímulo à implantação dos referidos núcleos nos municípios.Seguindo contrário ao Ministério da Saúde e mesmo com a ausência de incentivo às equipes multiprofissionais, a gestão dos municipios têm autonomia na aplicação dos recursos da atenção primária, para manter a equipe multiprofissional no formato mais apropriado às necessidades locais.

Principal

Joane Silva de Queiroga

joanequeiroga@gmail.com

A prática foi aplicada em

Paraíba

Nordeste

Instituição

Santa Cruz

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Joane Silva de Queiroga

Conta vinculada

joanequeiroga@gmail.com

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Seu Período de Execução foi de

até

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
O Encontro como Estratégia de Fortalecimento da Rede de Atenção Psicossocial: Conectando e Mobilizando Fluxos nos Diferentes Pontos da Atenção Básica no Vale do Jamari, Rondônia
Rondônia
Práticas
Projeto Menina do Laço de Fita: Integralidade do Cuidado na Garantia do Direito Sexual e Reprodutivo da População de Abaetetuba – Pará
Pará
Práticas
Aperfeiçoamento do Processo de Gerenciamento do Programa do Tratamento Fora do Domicílio de Santa Luzia do Pará
Pará
Práticas
Criança Vacinada e Feliz
Práticas
Outside Vaccine: Rorainópolis Fora dos Muros
Práticas
Estratégias para Vacinação Contra Covid: Busão +saúde – Palmas-to
Práticas
Estrategias para Contornar Dificuldades e Elevar Cobertura Vacinal de Polio e Penta
Práticas
Reorganização do Processo de Trabalho das Equipes da Atenção Básica para o Fortalecimento das Ações de Imunização no Município de Jandaíra-ba
Práticas
Vacinar para Proteger: Metodologias Sistematizadas Aplicadas para o Alcance da Cobertura Vacinal em Pindoretama-ceará
Práticas
Imunização na Terceira Idade: Educação em Saúde Como Estratégia para Adesão de Idosos em um Município do Estado do Maranhão