Olá,

Visitante

Experiência de Implantação da Residência de Medicina de Família e Comunidade da Secretaria Municipal de Saúde de Londrina/Pr

Residência Médica em Medicina de Família e ComunidadeDesde 1981 até os dias atuais várias foram as leis que embasam a Residência Médica. No caso de sua estruturação para o SUS foi através da PORTARIA Nº 1.248, DE 24 DE JUNHO DE 2013 que “Institui a Estratégia de Qualificação das Redes de Atenção à Saúde (RAS) por meio do incentivo à formação de especialistas na modalidade Residência Médica em áreas estratégicas do Sistema Único de Saúde (SUS).”Formou-se o arcabouço jurídico-legislativo que cria a possibilidade concreta de que municípios se habilitem a estruturarem em seus serviços, polos formadores de recursos humanos, especificamente Residência Médica em Medicina de Família e Comunidade.A Residência Médica de Família e Comunidade tem o objetivo de formar médicos residentes com habilidades para o atendimento de todos os ciclos de vida, desde a infância à velhice e integrar ações de promoção, proteção, recuperação e educação em saúde. Buscar uma orientação que articule ensino e trabalho, voltados para uma formação que potencialize competências para a integralidade, com base em uma lógica do cuidado e não da doença mobilizou a Secretaria de Londrina para esta proposta de ensino na residência. Em setembro de 2013, o município de Londrina apresentou projeto junto ao Ministério da Saúde/Ministério da Educação/COREME pela criação de um Serviço Municipal de Residência Médica em Medicina de Família e Comunidade em Londrina. Em janeiro de 2014 esse serviço foi autorizado recebendo da CNRM (Comissão Nacional de Residência Médica) a aprovação provisória, para dar início a sua implantação. Foram credenciadas 6 vagas para o primeiro ano (R1) e 6 vagas para o segundo ano (R2).Papel Estratégico dos Preceptores :O residente de MFC, como outros residentes, cumpre um programa diversificado de treinamento que transcende a atividade de um só preceptor e/ou de uma só equipe, mas deve entrar em contato com um leque variado de orientadores.A primeira consequência prática que decorre destas características para a formação do médico de família é a necessidade de existência de uma Equipe Estruturante de Preceptores envolvidos com o programa, desde a sua elaboração e seleção dos diferentes cenários de treinamento.Em 2013 formou-se comissão composta de médicos do quadro da Secretaria de Saúde de Londrina, formalizada em portaria pelo prefeito municipal, COREME /Londrina(Comissão de Residência Médica do Município de Londrina), que elaborou e acompanhou a implantação do projeto.A COREME/Londrina se reuniu o ano todo de 2014 e 2015, dando continuidade ao trabalho de implantação da Residência de Medicina de Família e Comunidade no aspecto jurídico legal e de formalização do processo seletivo para os residentes, e também na estruturação teórica e prática dos campos de estágio da residência.Uma das conquistas foi conseguir junto ao Hospital Sírio Libanês a possibilidade de um curso para Preceptores de Residência Médica em Medicina de Família e Comunid

A integração saúde-escolaDesde 1990 o município de Londrina oferece estágio para alunos da graduação e pós-graduação do ensino superior da UEL, UNOPAR, UNIFIL, INESUL e outros, assim como cursos técnicos na área de saúde. Atualmente são aproximadamente 17 instituições e 3000 estagiários dos diversos cursos e instituições de saúde, desenvolvendo estágios na rede de serviços municipais de saúde.A discussão do próprio município criar cursos que permitissem a formação profissional dentro dos preceitos e objetivos do Sistema Único de Saúde, tem sido frequente.

– Atualizar em Medicina de Família e Comunidade, os médicos pertencentes ao quadro de servidores da Secretaria Municipal de Saúde de Londrina, candidatos à preceptores da residência Médica de Medicina de Família e Comunidade.- Criar bolsa de estudo para o

Principal

Vania Maria Goulart Brum Moraes

vmgbrum@gmail.com

A prática foi aplicada em

Londrina

Paraná

Sul

Instituição

Avenida Theodoro Victorelli, 103

Uma organização do tipo

llthurow@yahoo.com.br

Foi cadastrada por

Vania Maria Goulart Brum Moraes

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Incluir e apreender: parceria entre saúde e educação no acompanhamento multidisciplinar de escolares com necessidades especiais
Paraíba
Práticas
A educação permanente dos profissionais de enfermagem como estratégia no enfrentamento à dengue
Paraíba
Práticas
Oficina de atualizacao dos cadastros para melhoria da cobertura vacinal em Junco do Serido-PB
Paraíba
Práticas
Educação em gênero no SUS e a proteção integral à mulher em situação de violência na atenção primária
Paraíba
Práticas
Era uma vez, apresentando uma história de cuidado e amor – a importância da educação vacinal desde o berço
Paraíba
Práticas
Estratégia de comunicação pública voltada à saúde no ambiente digital em Campina Grande
Paraíba