Olá,

Visitante

Execução Orçamentária: Fazer A Diferença na Gestão Municipal

Com a unificação dos blocos federais de financiamento por meio da Portaria nº 3.992 de 28/12/2017, dificultou o processo de trabalho da contabilidade dos municípios, pois não conseguiriam mais separar as receitas advindas do governo federal. Com isso sentiu-se a necessidade da utilização de uma planilha onde a gestão municipal conseguisse visualizar, organizar e manter atualizada as contas das receitas e despesas da saúde, visto que com a unificação o mesmo não poderia ser feitodevido à distribuição dos recursos serem em contas únicas, tanto custeio como capital.Lembrando que no final de cada exercício os grupos de ações deverão refletir a vinculação que foi definida em cada programa de trabalho de orçamento municipal, bem como os mesmos devem constar na Programação Anual de Saúde e Plano Municipal de Saúde.

Gerenciar as receitas e despesas utilizando a Planilha de Gerenciamento Financeiro, elaborada por Luana Tironi, Karen Rocha e Adriano Dutra,para vinculação aos programas e diretrizes dos instrumentos de gestão municipal, proporcionando uma gestão fin A Planilha de Gerenciamento Financeiro é utilizada por meio de um link que da o acesso a planilha on-line do Google, sendo um recurso gratuito e que é utilizado e sub-dividido por páginas onde pode ser alocado o orçamento, receitas federais de custeio e capital Receitas estaduais de custeio e capital Despesas de custeio e capital E relatórios detalhados e resumidos. A gestão municipal vincula a despesa com o orçamento e a diretriz da Programação Anual de Saúde que aquela despesa se refere. Com isso fazendo o processo de gerenciamento financeiro.

Os resultados advindos com a utilização da Planilha de Gerenciamento Financeiro, foi um olhar diferenciado a todas as diretrizes do Plano Municipal de Saúde, pois notou-se a melhor execução das metas pactuadas bem como os objetivos estipulados, além da fácil visualização e alocação dos dados na mesma, facilitando assim o processo contábil, financeiro e da gestão.A planilha além de dar um diagnóstico dos gastos em saúde, conseguiu realizar o encontro de contas e a compatibilização dos instrumentos de gestão e fiscais.Verificou-se que após a utilização da Planilha, tivemos um grande benefício para conclusão de exercício, pois se consegue fazer um maior controle orçamentário e financeiro. em análise dos gastos apresentados pela Planilha, o Município foi responsável por 50,3%, o Estado por 10,5% e o Governo Federal por 39,2% dos custos da AB, assim como o município também custeou 84% dos gastos da média complexidade. Desta forma, a gestão municipal terá subsídios de discussões para um financiamento tripartite.

Principal

Rosangela Ianes

rosangela_pmp@hotmail.com

Coautores

Luana Tironi, Marcia Regina Rossi, Marcelo Fontes Da Silva, Clodoaldo Fernandes,

A prática foi aplicada em

Nova Tebas

Paraná

Sul

Instituição

Sitio Nossa Senhora Aparecida – Rio Gaúcho

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Márcia Regina Rossi

Conta vinculada

23 set 2023

e atualizada em

23 set 2023

Seu Período de Execução foi de

até

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Regulação do Acesso À Atenção Especializada: des coberta de um Iceberg e des afios A Serem Superados
São Paulo
Práticas
Fórum Permanente de Embu Guacu: uma Possibilidade de Organização do Cuidado Intersetorial
São Paulo
Práticas
Profilaxia Pré-Exposição ao Hiv (Prep) como Nova Estratégia para A Prevenção do Hiv – uma Experiência Multiprofissional
São Paulo
Práticas
Consultório na Rua: uma Ampliação da Abordagem das Pessoas Vivendo com Hiv/Aids Focando A Adesão
São Paulo
Práticas
Processo Formativo de Apoio em Saúde Mental no Município de Franco da Rocha – Sp
São Paulo
Práticas
Estruturação da Rede de Saúde de Franco da Rocha: Análise do Financiamento das Ações, Por Meio da Transferência de Recursos Obrigatórios e Voluntários ao Município
São Paulo
Práticas
Participação Social na Construção do Planejamento Estratégico em Saúde e do Plano de Educação Permanente no Território de Ermelino Matarazzo/Sp
São Paulo
Práticas
Impactos da Formação de Trabalhadores Sobre Práticas Relativas ao Uso Racional de Medicamentos: Experiência no Contexto do Plano Regional de Educação Permanente em Saúde (Pareps)
São Paulo
Práticas
A Assistência Farmacêutica como Veículo de Educação e Economia
São Paulo
Práticas
Programa de Automonitoramento Glicêmico para Paciente Diabético Insulinodependente
São Paulo