Olá,

Visitante

Execução Orçamentária: Fazer A Diferença na Gestão Municipal

Com a unificação dos blocos federais de financiamento por meio da Portaria nº 3.992 de 28/12/2017, dificultou o processo de trabalho da contabilidade dos municípios, pois não conseguiriam mais separar as receitas advindas do governo federal. Com isso sentiu-se a necessidade da utilização de uma planilha onde a gestão municipal conseguisse visualizar, organizar e manter atualizada as contas das receitas e despesas da saúde, visto que com a unificação o mesmo não poderia ser feitodevido à distribuição dos recursos serem em contas únicas, tanto custeio como capital.Lembrando que no final de cada exercício os grupos de ações deverão refletir a vinculação que foi definida em cada programa de trabalho de orçamento municipal, bem como os mesmos devem constar na Programação Anual de Saúde e Plano Municipal de Saúde.

Gerenciar as receitas e despesas utilizando a Planilha de Gerenciamento Financeiro, elaborada por Luana Tironi, Karen Rocha e Adriano Dutra,para vinculação aos programas e diretrizes dos instrumentos de gestão municipal, proporcionando uma gestão fin A Planilha de Gerenciamento Financeiro é utilizada por meio de um link que da o acesso a planilha on-line do Google, sendo um recurso gratuito e que é utilizado e sub-dividido por páginas onde pode ser alocado o orçamento, receitas federais de custeio e capital Receitas estaduais de custeio e capital Despesas de custeio e capital E relatórios detalhados e resumidos. A gestão municipal vincula a despesa com o orçamento e a diretriz da Programação Anual de Saúde que aquela despesa se refere. Com isso fazendo o processo de gerenciamento financeiro.

Os resultados advindos com a utilização da Planilha de Gerenciamento Financeiro, foi um olhar diferenciado a todas as diretrizes do Plano Municipal de Saúde, pois notou-se a melhor execução das metas pactuadas bem como os objetivos estipulados, além da fácil visualização e alocação dos dados na mesma, facilitando assim o processo contábil, financeiro e da gestão.A planilha além de dar um diagnóstico dos gastos em saúde, conseguiu realizar o encontro de contas e a compatibilização dos instrumentos de gestão e fiscais.Verificou-se que após a utilização da Planilha, tivemos um grande benefício para conclusão de exercício, pois se consegue fazer um maior controle orçamentário e financeiro. em análise dos gastos apresentados pela Planilha, o Município foi responsável por 50,3%, o Estado por 10,5% e o Governo Federal por 39,2% dos custos da AB, assim como o município também custeou 84% dos gastos da média complexidade. Desta forma, a gestão municipal terá subsídios de discussões para um financiamento tripartite.

Principal

Rosangela Ianes

rosangela_pmp@hotmail.com

Coautores

Luana Tironi, Marcia Regina Rossi, Marcelo Fontes Da Silva, Clodoaldo Fernandes,

A prática foi aplicada em

Nova Tebas

Paraná

Sul

Instituição

Sitio Nossa Senhora Aparecida – Rio Gaúcho

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Márcia Regina Rossi

Conta vinculada

rosangela_pmp@hotmail.com

23 set 2023

e atualizada em

23 set 2023

Seu Período de Execução foi de

até

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Educação Permanente em Saúde Diária como Estratégia de Sustentação na Integração Entre Equipes Técnicas Distintas – Atenção Básica e Vigilâncias
São Paulo
Práticas
Avaliação Interdisciplinar e Diagnóstico Diferencial – Mobilização na Busca de uma Linha de Cuidado Assertiva no Cer de São Bernardo do Campo
São Paulo
Práticas
Intervenção do Farmacêutico do Nasf no Uso Irracional de Antiinflamatórios Não Esteroidais (Aines), uma Experiência da Ubs União
São Paulo
Práticas
Tecendo Redes: uma Experiência de Articulação do Trabalho em Rede Intersetorial em um Território de Saúde no Município de Assis/Sp
São Paulo
Práticas
Empoderamento Social em Defesa do SUS no Município de des calvado – Sp
São Paulo
Práticas
A Experiência de Implantação da Política de Saúde Integral para Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (Lgbt) na Região Central do Município de São Paulo
São Paulo
Práticas
des envolvimento da Gestão de Custos no SUS em São José do Rio Preto
São Paulo
Práticas
Processo de Implantação da Estratégia Amamenta e Alimenta Brasil como Forma de Transformação e Reorganização do Trabalho em Ubs
São Paulo
Práticas
Primeira Mostra de Experiência da Linha de Cuidado Sobrepeso e Obesidade, Os Resultados Alcançados Pelo Município de Parapuã Sp
São Paulo
Práticas
Compulsão Decisória na Judicialização da Saúde, des estruturando e des afiando o Financiamento Finito do Sistema Único de Saúde
São Paulo