Olá,

Visitante

Estratégias para Melhoria da Adesão e Cobertura Vacinal Contra a Influenza nos Usuários do Município de Pacatuba/Se

Categoria não especificada

A experiência relatada, surgiu através da identificação das barreiras existentes relacionadas a imunização, considerando as quedas, de forma geral, da cobertura vacinal, sendo esta uma problemática de saúde pública. A rotina de imunização no município já ocorre extramuros e buscando sanar potenciais fatores que interfiram nesse processo – principalmente nos imunobiológicos da rotina -, além disso, foi utilizada a mesma estratégia na campanha vigente de Influenza do ano de 2023.

As ações implementadas, além da rotina de vacinação já realizada, possibilitou a imunização efetiva desses usuários, tanto para a Influenza quanto para outros imunizantes. No que concerne a primeira fase da campanha de Imunização contra Influenza, das doses recebidas, 100% delas foram aplicadas. Sendo assim, esse cenário mostra a efetividade das ações e estratégias implementadas na garantia da cobertura vacinal da população. Na segunda fase da campanha, algumas barreiras a exemplo das supracitadas se mostraram resistentes, mas as equipes permanecem se articulando e buscando saná-las para alcancar a meta proposta.

Além das estratégias supracitadas, é importante ressaltar que o município de Pacatuba é concorrente da edição 2021-2024 do Selo Unicef e está desenvolvendo de forma intersetorial – com Assistência Social e Educação – a adesão e composição da plataforma de Busca Ativa Vacinal (BAV). Sendo assim, essa metodologia estratégica será mais uma ferramenta potencializadora em garantir a melhoria da adesão e cobertura vacinal da população alvo – crianças -, tendo esse modelo potencial expansão, por meio da gestão municipal, como instrumento de identificação de atrasos vacinais, intervenções e planejamento em atualizá-los.

Os paradigmas da população e a disseminação de informações não verídicas acerca dos imunizantes ainda são barreiras a serem vencidas no reestabelecimento, de forma geral, das coberturas vacinais. Entretanto, o planejamento e a implementação de ações como as que foram relatadas, mostram que é possível enfrentar essas dificuldades.

Principal

Vivian Larissa Batista Lemos

Coautores

Vânia Lúcia Andrade Santos, Angélica Pinto dos Santos, Tâmara Raylane Santos de França

A prática foi aplicada em

Região

Instituição

Endereço

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Conta vinculada

ideiasus@gmail.com

A prática foi cadastrada em

23 dez 2023

e atualizada em

23 dez 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

Você pode se interessar também

Práticas
Caminhos estratégicos da APS frente a cobertura vacinal no município de Bernardino Batista
Paraíba
Práticas
Ampliando leque da rede: fortalecimento dos vínculos entre equipes e escola.
Paraíba
Práticas
Relato de experiência: humanização na atenção ao usuário no pronto atendimento de Pilar (PB))
Paraíba
Práticas
Implantação de laserterapia na rede de atenção à saúde de Pilar (PB): relato de experiência
Paraíba
Práticas
Paciente protagonista de sua terapia: o cuidado farmacêutico com pacientes atendidos no CAPS de Pilar (PB)
Paraíba
Práticas
Atenção e cuidado ao paciente portador de feridas no SUS em Pilar (PB)
Paraíba
Práticas
Quando a saúde vai além dos muros das UBS
Rio de Janeiro