Olá,

Visitante

Estratégias para Ampliação da Cobertura Vacinal em Assis

Categoria não especificada

No município de Assis, localizado na Região oeste do Estado de São Paulo, com uma área territorial de 461,705 Km², predominantemente urbana (96%), população estimada de 100.477 habitantes (IBGE – 2022), a Imunização ocorre de forma descentralizada dispondo de 25 Salas de Vacina distribuídas entre 6 Unidades Básicas de Saúde 13 Estratégias Saúde da Família cobertura total de 70,01%, 4 Hospitais Maternidades, 1 Centro de Testagem Diagnóstico e Acompanhamento (CTA) e 1 Unidade de Urgência (Upa). Todas as Salas de Vacina são Informatizadas vinculadas aos Sistemas do Ministério da Saúde. Todos os profissionais são periodicamente Treinados e Capacitados pela Vigilância Local seguindo orientações Federal e Estadual. Em situações de Reações Adversas Pós Vacinação são notificadas pela Sala de Vacina e encaminhadas para serem inseridas no Sistema Esus Notifica pelo Profissional da Vigilância Epidemiológica. Para a realização das ações de Imunização a Vigilância Epidemiológica em conjunto com a Atenção Básica se articulam em estratégias para execução e ampliação das ações de rotina e também em ações extra muro. Por meio desta integração, por vários setores da Secretaria Municipal da Saúde no período da Campanha Vacinação Covid-19 identificaram-se grandes potencialidades e desafios dos quais adotaram para as demais ações estratégicas em Vacinação. Durante as ações na Campanha Covid-19 obervou-se maior adesão da população, aumentando a Cobertura Vacinal, continuando com tais estratégias, que possibilitou maior acessibilidade a população por meio de ações em dias e horários alternativos, agilidade na execução das aplicações e do registro das informações, contando com o apoio e integração entre as equipes trabalhando junto, centralização de vários imunobiológicos simultâneo. Durante estas ações foi possível constatar também pontos a serem aprimorados como agilidade na conferência dos documentos para Evitar Filas por meio da Composição de mais trabalhadores; instalação de ponto fixo de internet e tablets dispondo de internet para digitação. Desmistificar mitos acerca de horários padrões de vacinação infantil e vacinação simultânea e a intensificação da orientação do registro do imuno em tempo real. As estratégias que foram adotadas nas ações extra muro pelo município para ampliar a cobertura vacinal foram: Sistema Drive Thru; Vacinalândia ocorrida em um dia e horário especial (sábado das 8h as 18h), observou-se uma grande procura de mais de cem pessoas entre crianças de adultos sendo vacinados com mais de um imunizante no mesmo momento. A Estratégia Van da Vacina, vacinação itinerante (casa a casa) com uma Van equipada como Sala, observando-se um aumento de aproximadamente 25% na Cobertura Vacinal no período de um mês após o funcionamento dela. Adotou-se também a Estratégia de Vacinação no ambiente escolar com um aumento diário de aproximadamente 4% na cobertura de crianças vacinadas. Foi adotado também pelo Município a Estratégia Boa Noite Saúde com horário estendido para atendimento uma vez ao mês até o início da noite nas Salas de Vacina facilitando o acesso a população. Neste sentido, consideramos que para assegurar o aumento das Coberturas Vacinais no município é preciso manter as ações já realizadas e ampliar novas ações conforme a avaliação e monitoramento constante do cenário epidemiológico.

Os resultados da Pesquisa ImunizaSus possibilita realizar o comparativo com outros registro onde destaca-se a não informação da vacina aplicada. Além de identificar pontos para analise nos serviços como os cuidados e avaliações em rede de frio, sistemas de informações, educação permanente com os membros das equipes atuantes nas salas de vacinação.

As estratégias que foram adotadas nas ações extra muro pelo município para ampliar a cobertura vacinal foram: Sistema Drive Thru; Vacinalândia ocorrida em um dia e horário especial (sábado das 8h as 18h), observou-se uma grande procura de mais de cem pessoas entre crianças de adultos sendo vacinados com mais de um imunizante no mesmo momento. A Estratégia Van da Vacina, vacinação itinerante (casa a casa) com uma Van equipada como Sala, observando-se um aumento de aproximadamente 25% na Cobertura Vacinal no período de um mês após o funcionamento dela. Adotou-se também a Estratégia de Vacinação no ambiente escolar com um aumento diário de aproximadamente 4% na cobertura de crianças vacinadas. Foi adotado também pelo Município a Estratégia Boa Noite Saúde com horário estendido para atendimento uma vez ao mês até o início da noite nas Salas de Vacina facilitando o acesso a população.

Neste sentido, consideramos que para assegurar o aumento das Coberturas Vacinais no município é preciso manter as ações já realizadas e ampliar novas ações conforme a avaliação e monitoramento constante do cenário epidemiológico.

Principal

LUCIANA ANGELICA DA SILVA OLIVEIRA

Coautores

Aline Biondo Alcantara, Cristiani Silvério de Andrade Bussinati, Rodrigo Caetano de Oliveira , Camila de Moraes Delchiaro , Daiane Vieira dos Santos Teodoro, Janayna Aparecida Martinez

A prática foi aplicada em

Região

Instituição

Endereço

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Conta vinculada

ideiasus@gmail.com

A prática foi cadastrada em

23 dez 2023

e atualizada em

23 dez 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

Você pode se interessar também

Práticas
ADESÃO DAS GESTANTES AO PRÉ-NATAL ODONTOLÓGICO: UMA PROPOSTA DE INTERVENÇÃO NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE
Paraíba
Práticas
A PRÁTICA DE PRIMEIROS SOCORROS NO CONTEXTO DE UM CURSO TÉCNICO PARA AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE
Paraíba
Práticas
Vacinação nos espaços de formação: experiência no 2º Congresso Nordestino de Pediatria
Paraíba
Práticas
A (in) visibilidade de quem está em situação de rua: caminhos possíveis para cuidado em saúde
Paraíba
Práticas
Título: Autismo – uma causa municipal.
Paraíba
Práticas
Do ambulatório LGBTQIAPNB+ ao Café com Diversidade: garantindo acesso e fortalecimento de vínculos
Paraíba
Práticas
Atuação intersetorial nos casos suspeitos de TEA na primeira infância, um relato de experiência.
Paraíba
Práticas
Programa Bolsa Família: processo formativo para profissionais da atenção primária
Paraíba
Práticas
As PICS como ferramenta potencializadora no cuidado a saúde do trabalhador
Paraíba