Olá,

Visitante

Estratégias da Campanha de Vacinação de Covid-19 Como Guia para o Fortalecimento das Ações de Resgate das Coberturas Vacinais de Rotina

A vacinação é uma ação integrada e rotineira dos serviços de saúde, se constituindo no procedimento de melhor relação custo e efetividade no setor saúde. O declínio acentuado de morbimortalidades por doenças infecciosas e evitáveis por imunoprevenção nas últimas décadas, em todo o mundo, serve de prova inconteste do enorme beneficio que é oferecido às populações por intermédio das vacinas (STARFIELD,2002). Porém. de acordo com dados do Ministério da Saúde, a cobertura vacinal da população vem. despencando, chegando em 2021 com menos de 59% dos cidadãos imunizados. Em 2020, o índice era de 67% e em 2019. de 73%. O patamar preconizado pelo Ministério da Saúde é de 95% (BRASIL,2022). O Município de Dom Inocêncio Piauí. está localizado a 650 km da capital Teresina, pertence a XII Gerencia Regional de Saúde – São Raimundo Nonato e faz parte do território Serra da Capivara. Tem uma população de 9.574 (IBGE-2021), sendo que 80% desta população é predominantemente da zona rural. Possui área territorial de 3.871.824 km? e densidade demográfica de 2,39 hab./km? O acesso para muitas localidades é ruim e as estradas são 100% vicinais. A grande extensão territorial e a baixa densidade demográfica são obstáculos que dificultam uma cobertura vacinal de acordo com o que é preconizado pelo Ministério da Saúde. Diante disto em 2016 o município apresentou baixa cobertura vacinal (49,23%) em crianças menores de um ano, preocupando assim as autoridades sanitárias, politicas e profissionais da saúde locais, fazendo-se necessário no ano seguinte em 2017, um trabalho intenso de capitação, conscientização valorização do acompanhamento e cumprimento do calendário vacinal nesta faixa etária, junto aos entermeiros da ESF e ACS. Esse trabalho foi liderado pela enfermeira e coordenadora da atenção básica à época. Eram feitas reuniões quinzenais com os ACS focando na busca ativa de forma intensiva por crianças para vacinar com o objetivo de melhorar as coberturas vacinais em crianças menores de ano. Em 2017 (74,40%), 2018 (92,62%) e 2019 (105,89%) houve um crescimento significativo nas coberturas, mas com o objetivo de melhorar cada vez mais a imunização da população de Dom Inocêncio, foram realizadas ações para uma ampla cobertura da vacinação contra covid-19 nos anos de 2020 (119,57%) 2021 (92,93%) e 2022 (93,10%) as quais passamos a relatar. O trabalho desenvolvido se baseou em estratégias que no decurso do tempo se mostraram eficazes no alcance de bons resultados durante o decorrer da campanha permitindo ao município se destacar dos demais do território Serra da Capivara e se posicionando bem a nível estadual. Por esta razão é que estamos adotando a mesma estratégia na rotina de imunização de crianças adolescentes em 2023. Na vacina contra covid-19 o planejamento se deu da seguinte forma: 1° – levantamento pelos Agentes Comunitários de Saúde (ACS) de todos os idosos residentes no Município, organizados por faixa etária; 2° reunião com a enfermeira coordenadora da atenção básica e de imunização, enfermeiros da ESF, ACS, técnicas da sala de imunização, secretário municipal de saúde, comitê da covid-19, assessoria e conselho municipal de saúde, reunião esta para discutir quais seriam as melhores estratégias propostas para elaborar um plano de trabalho a ser seguido e executado a nível de município (Destaca-se que a comunicação através das redes sociais foi de extrema importância, tanto para o contato com os ACS para que pudéssemos nos organizar, como com a população para divulgação e conscientização da importância de tomar a vacina naquele momento).

Dificuldades Enfrentadas: Grande parte das dificuldades enfrentadas se relacionavam à infraestrutura, condições climáticas, suporte técnico e acesso que incluiam: transporte insuficiente (aluguel); período de chuvas; localidades com difícil acesso; estradas em péssimas condições; vacinar no campo aberto, na estrada (homens a cavalo), causando um certo desconforto para manipulação da vacina; alimentação da equipe. Desafios: Dentre os muitos desafios destacam-se o enfrentamento das chuvas intensas, o deslocamento para áreas de difícil acessso a pé, a cavalo, o horário de saída e retorno, a travessia de riachos em barcos, o receio de que com as chuvas o nível da água nos riachos subisse impedindo a passagem na volta e de ter que pernoitar fora de casa, prazo de utilização da vacina após preparada, pois, o deslocamento entre uma comunidade a outra e as vezes era distante, além do desafio de em período de pandemia ter acesso às residências, sermos recebidos, conversarmos com as pessoas e atende-las. De 2016 a 2022 o município contava apenas com uma sala física para imunização localizada na zona urbana e atualmente, em 2023, esta sala foi mantida e foram criadas mais quatro salas volantes nas quatro UBS de zona rural, com vacinação semanal pelos profissionais de enfermagem da ESF. Baseado na experiencia anterior mantivemos as seguintes estratégias: ✓ Capacitação para os profisionais que irão realizar a vacinação; ✓ Sensibilização da população sobre a importância do cumprimento do calendário vacinal com palestras nas UBS e orientações no pre-natal e puericultura; ✓ Levantamento de todas as crianças menores de 2 anos, feito pelo ACS através de lista nominal; ✓ Levantamento de todas as crianças de 4 a 6 anos, feito pelo ACS através de lista nominal; ✓ Levantamento de todas as crianças/adolescentes de 9 a 14 anos, feito pelo ACS através de lista nominal; ✓ A lista nominal fica uma com cada ACS, uma com cada enfermeiro da ESF na UBS e na sala de imunização ficam todas as listas; ✓ É realizado o acompanhamento do comparecimento de todas as crianças e adolescentes do município. Aos faltosos é dada uma tolerância de 10 dias e em caso de não comparecimento, o enfermeiro ou ACS é acionado para fazer a busca ativa e ver o que aconteceu; Existem casos em que há necessidade de fazer a vacinação domiciliar, como exemplo temos a dificuldade de transporte para a mãe se deslocar com a criança e em casos de gemelaridade. ✓ Deste modo todas as crianças que vão nascendo, seus nomes são inseridos na lista pelos ACS, facilitando a cobertura vacinal. Percebemos que é importante fazer um monitoramento constante pelos ACS dos usuários que moram na divisa com outros municípios, orientando da importância de se vacinar no município de residência, pois observamos que parte dos desfalques na cobertura vacinal estava justamente neste público.

Para execução do planejamento foram adotadas as seguintes estratégias: 1° – Divisão do Município em dois territórios (1 e 2); 2° – Montagem das equipes que iriam fazer a cobertura dos dois territórios compostas por um enfermeiro da ESF, uma técnica da sala de imunização, os ACS e o motorista; 3° – Ficou acordado que cada equipe seria acompanhada por uma técnica da sala de imunização, por ter uma maior experiência e domínio da temática de imunização e que seriam trabalhados os roteiros de forma alternada nos dois territórios para que a sala de imunização, localizada na zona urbana se mantivesse atendendo à demanda espontânea ; 4° – A vacina contra covid-19 seria realizada de forma domiciliar em todos os idosos, independente de serem ou não acamados; 5° – O percurso diário era realizado com enfermeiro (ª), técnica em enfermagem, ACS e motorista saindo às 05:00 e retornando entre as 18:30 e as 21:00 h, com visitas a todas as residências onde residiam idosos que deveriam serem imunizados, de acordo com os grupos etários liberados pelo Ministério da Saúde (Obs.: as duas primeiras semanas fomos acompanhados pelo médico da ESF, conforme orientações dos protocolos do Ministério da Saúde no primeiro momento com as vacinas contra covid-19;

Acreditamos que a melhoria nas coberturas vacinais e a redução da morbimortalidade infantil por causas evitáveis no município de Dom Inocêncio esteja relacionadas ao trabalho desenvolvido por toda a equipe de forma conjunta, tendo em vista a extensão territorial e a densidade demográfica, aspectos cruciais que estão sendo superados. Conclui-se que uma equipe engajada que trabalha em sintonia e que encontra todo suporte necessário para desenvolver suas atividades, sejam eles recursos humanos, financeiros e materiais, Alcança metas e objetivos que podem levar o serviço e a instituição a experiencias exitosas e de sucesso relevante para a sociedade de um modo geral. É fundamental a motivação para o êxito de metas estabelecidas em conjunto e com a participação de todos os envolvidos desde o gestores até a população.

Principal

Ivalbina De Almeida Dias Coelho

A prática foi aplicada em

Região

Instituição

Endereço

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Conta vinculada

ideiasus@gmail.com

A prática foi cadastrada em

30 ago 2023

e atualizada em

30 ago 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Experiência do Preventivo Humanizado no SUS
Maranhão
Práticas
Implantação do serviço de curativos na atenção básica do município de Arara: experiência exitosa
Paraíba
Práticas
Assistência odontológica aos trabalhadores da saúde municipal de Esperança: relato de experiência
Paraíba
Práticas
Caminhos do Cuidado, levando serviços de saúde para as comunidades rurais no município de Condado (PB)
Paraíba
Práticas
Gestar saudável – de 0 a 1000 dias
Paraíba
Práticas
Mapa territorial em saúde mental: instrumento exitoso do cuidado na atenção primária à saúde
Paraíba
Práticas
Implementação da estratégia Tenda da Imunização para aumento de coberturas vacinais
Todos os Estados (Nordeste), Paraíba