Olá,

Visitante

Estratégia de comunicação pública voltada à saúde no ambiente digital em Campina Grande

A comunicação tem passado por um intenso processo de reconfiguração e isto impacta diretamente em todas as áreas da cadeia informativa.
Elencamos, aqui, a experiência da Ascom da Secretaria de Saúde de Campina Grande, desempenhada pela equipe levando em consideração os conceitos de Comunicação Pública, explorando o espaço digital para ampliar o atendimento ao cidadão com as informações de relevância para a população. Campina tem 413.830 habitantes, segundo estimativa do IBGE 2021.
As estratégias de comunicação no ambiente digital surtiram efeito além do esperado, com a aderência da população à comunicação nas redes sociais e um impacto positivo, sobretudo, na imunização. Foram desenvolvidas iniciativas como O denguezapp, campanhas educativas, o uso lúdico do personagem Zé Gotinha em vários contextos regionais, entre diversas outras ações, em atividades que até extrapolaram o ambiente digital. Com isso, as redes sociais da Secretaria de Saúde juntas, hoje, já somam quase 100 mil seguidores. Ou seja, criou-se um espaço de rápida comunicação diretamente com o cidadão.
Canais:
Instagram: secsaudecg
Facebook: saudecg
Youtube: secsaudecg
TikTok: secsaudecg
Podcast: saudecampina
Twitter: SaudeCampina

Objetivos:

Um dos objetivos claros da Comunicação Pública é fazer com que a informação de interesse do cidadão chegue até ele sem mesmo que ele próprio realize esta busca. Com esta estratégia, a Assessoria de Comunicação da Secretaria de Saúde desenvolveu este objetivo. As finalidades deste trabalho são também:

– Informar com exatidão, utilizando potencialidades do ambiente digital, sobre serviços e demais informações de interesse público no âmbito da saúde pública municipal;
– Publicizar os atos administrativos;
– Promover o chamamento público para atendimento às exigências e aos índices da saúde pública coletiva;
– Cientificar o cidadão dos seus direitos e deveres em saúde;
– Promover uma cultura positiva em torno das ações públicas de saúde coletiva no município;
– Ampliar a compreensão da população sobre os serviços de saúde e seu funcionamento.

A desinformação foi o principal motivo para a estratégia.
A partir da percepção de que a informação de interesse público em saúde estava fragmentada, enviesada e distorcida, buscamos criar este elo de confiabilidade informando adequadamente sobre saúde pública no município.

Os perfis das redes sociais da Secretaria de Saúde de Campina Grande foram utilizados estrategicamente como um dos eixos das ações que envolvem a saúde municipal. O perfil do Instagram, por exemplo, já chegou a ultrapassar a marca de 1 milhão de contas alcançadas em um único mês e alcançou 80 mil seguidores, o que representa um quinto do tamanho da população de toda a cidade.
Para isto, a Ascom lançou mão sobre a publicação de postagens informativas, vídeos lúdicos sobre as mais diversas temáticas e utilizou a estratégia de divulgação das campanhas de imunização da covid-19 com temas por faixas etárias, replicando esta ideia nas demais campanhas de vacinação.
Além das campanhas de conscientização, da produção de conteúdos para a imprensa e da divulgação dos boletins epidemiológicos, a comunicação buscou atuar divulgando orientações sobre serviços, fosse sobre testagem, atendimento ou outros serviços de interesse público que eram gerados pela pasta.
Os resultados da comunicação no ambiente digital demonstram o impacto das ações. Para se ter uma ideia, entre 2020 e 2024, o número de seguidores do perfil oficial no Instagram subiu de 13 mil para 80 mil.
Com o foco em divulgações como a da vacinação, o município retomou o caminho das altas coberturas vacinais. Em pesquisa realizada por Dantas e Mélo (2022), 55% dos entrevistados disseram que se informaram sobre a data e o local da vacina em Campina Grande por meio do Instagram da Secretaria de Saúde. Outros 13% ficaram sabendo a respeito através do jornalismo institucionalizado, 20% pela comunicação interpessoal e o restante diluído através de vários meios. No total, 68% das pessoas disseram acompanhar a rede social oficial da SMS-CG e afirmaram que se sentiram estimulados a receber a vacina em virtude da atmosfera positiva criada pela comunicação.
Esta postagem evidencia que a população atendeu ao chamado exatamente das redes sociais. Em uma divulgação, cujo tema foi “O Auto da Compadecida”, o público foi aos locais de vacinação da seguinte forma: https://www.instagram.com/p/CSprR3iH_Sc/?igsh=MTdncHA4Y3U3Zm95MA%3D%3D&img_index=1
Destacamos alguns links de conteúdos produzidos:
https://www.instagram.com/reel/C17uEzVPcld/?igsh=MWRyOWJ1bDQ1dDdmYg==
https://www.instagram.com/reel/C1P7-O9vE49/?igsh=MWZxNXIydzU1a2twMg==
https://www.instagram.com/reel/CyQVZiVuy_b/?igsh=MWdnbjJxZ2J5eDY2bw==
https://www.instagram.com/reel/CplSJYOAx9M/?igsh=czc5aDJtcGZ3bnI5

A comunicação digital se mostra como fundamental para alcançar os objetivos pretendidos na gestão de saúde pública em todo o país e em cidades com dimensões moderadas.
O exemplo de Campina Grande demonstra uma clara exploração consciente deste ambiente digital por meio das redes sociais para atender aos preceitos da Comunicação Pública.
É possível verificar uma identificação da população local com os conteúdos postados, um reforço da imagem positiva dos aspectos sobre saúde pública coletiva e um atendimento dos índices de saúde pública potencializado pelo trabalho da Ascom nas redes sociais.

Referências:
DANTAS, Taís; MÉLO, Rafael. Estratégia de utilização de personagens lúdicos para atração do público jovem à vacinação contra covid-19 da prefeitura de Campina Grande- PB. Universidade Estadual da Paraíba: 2022.
DUARTE, Jorge. Instrumento de comunicação pública. In: DUARTE, Jorge (Org.). Comunicação pública: estado, mercado, sociedade e interesse público. São Paulo: Atlas, 2007.

Principal

RAFAEL DE ARAÚJO MELO

rafaelmelojornalista@gmail.com

Coordenador de Comunicação

Coautores

Rafael de Araújo Mélo, Nelsina Maria Vitorino de Araújo, Geovanni Ferreira de Araújo, Edinilson Augusto Lima de Arruda, Kamyla Danielle Porto Duarte, Bruno Lopes Veloso, José Trigueiro Júnior, Saulo Emerson de Sousa, Aldair Rodrigues Araújo, Ana Paula Araújo, Franklin Matheus Rocha Gomes, Felipe Odilon Cunha Heinen

A prática foi aplicada em

Campina Grande

Paraíba

Nordeste

Esta prática está vinculada a

Rua Maria de Lourdes Aguiar Loureiro, 549 - Catolé

Uma organização do tipo

Instituição Pública

Foi cadastrada por

RAFAEL DE ARAÚJO MELO

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

15 abr 2024

e atualizada em

18 abr 2024

Início da Execução

18/03/2020

Fim da Execução

18/03/2024

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

Você pode se interessar também

Práticas
Incluir e apreender: parceria entre saúde e educação no acompanhamento multidisciplinar de escolares com necessidades especiais
Paraíba
Práticas
A educação permanente dos profissionais de enfermagem como estratégia no enfrentamento à dengue
Paraíba
Práticas
Oficina de atualizacao dos cadastros para melhoria da cobertura vacinal em Junco do Serido-PB
Paraíba
Práticas
Educação em gênero no SUS e a proteção integral à mulher em situação de violência na atenção primária
Paraíba
Práticas
Era uma vez, apresentando uma história de cuidado e amor – a importância da educação vacinal desde o berço
Paraíba
Práticas
Atuação do programa saúde na escola (PSE) no enfrentamento da dengue e outras arboviroses
Paraíba