Olá,

Visitante

Educação Popular em Saúde Como Base para As Ações Intersetoriais no Município do Crato

O bairro seminário considerado o mais populoso do município do Crato que possui alta vulnerabilidade social e ambiental teve sua realidade impactada através da obra de urbanização da encosta do seminário em parceria com o Banco Mundial e governo do Estado. O projeto ‘‘Quem ama o crato cuida’’ foi realizado em paralelo com 2º etapa da obra que implantou o sistema de saneamento básico. Ação foi desenvolvida entre os meses de fevereiro, março e abril de 2015 de forma integrada e participativa em parceria com a Secretaria de Educação, Meio Ambiente, Limpeza pública, Sociedade Anônima de Água e Esgoto- SAAEC, Assistência Social, SESC, SENAC, Secretaria da Cidade e liderança do bairro, teve como objetivo mobilizar a população quanto a corresponsabilidade para a resolução dos problemas de saúde que afetam a comunidade, tendo em vista que a área é considerada vulnerável com incidência de Dengue, diarreias, leishmaniose e a sua própria geografia contribui para insalubridade ambiental, pois a população possuía a cultura de depositar seu lixo em uma vala aberta chamada de vulcão. A 1º etapa aconteceu com a construção do plano de intervenção através da chuva de idéias propostas pelos atores envolvidos que resultou no planejamento de 15 (quinze) dias de Mobilização. Iniciamos a 2º etapa com oficina para 25 (vinte e cinco) Agentes Comunitários de Saúde sendo discutido o impacto do saneamento básico na saúde. Na oficina foi pactuado que os ACS intensificariam suas visitas no bairro e por um período de duas semanas o assunto abordado nas residências seria o Saneamento Ambiental. Foram visitadas 3.000 (três mil) famílias sendo entregue em cada casa um calendário educativo que serviu para ilustrar o diálogo com as famílias mostrando a importância da rotina de inspeção da residência com o intuito de eliminar riscos que trazem prejuízo a saúde pública, mostrou-se também a importância de acondicionar os resíduos de forma correta. A comunidade foi convidada a participar do mutirão de limpeza realizado pela prefeitura municipal. Realizamos a semana do saneamento básico nas escolas públicas e privadas onde o alunado foi instigado a criar experimentos e cartazes que foram apresentados na manhã de mobilização que aconteceu na praça dona Ceicinha, foram montadas 06 tendas onde cada instituição envolvida apresentou um serviço para a população, paralelo a essas ações na praça, aconteceu a passeata pelas ruas do bairro com os alunos das escolas, todos os órgãos municipais envolvidos e banda de música, casa a casa a população foi convidada a entender e participar do ato.

O bairro Seminário considerado o mais populoso do município do Crato que possui alta vulnerabilidade social e ambiental teve sua realidade impactada através da obra de urbanização da encosta do Seminário em parceria com o Banco Mundial e governo do Estado.Problemas de saúde que afetam a comunidade, tendo em vista que a área é considerada vulnerável com incidência de Dengue, diarréias, leishmaniose e a sua própria geografia contribui para insalubridade ambiental, pois a população possuía a cultura de depositar seu lixo em uma vala aberta chamada de vulcão.

Certamente, a Educação popular em saúde deverá ser a força motriz para a realização de outras ações que envolva todos os setores da gestão municipal em áreas de expressa vulnerabilidade social sendo previsto o desenvolvimento do projeto em outros bairros que receberá obra de saneamento.

Principal

Diones Gomes da Silva

dhiones.gomes@hotmail.com

A prática foi aplicada em

Crato

Ceará

Nordeste

Instituição

Largo Júlio Saraiva

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Diones Gomes da Silva

Conta vinculada

theoucunha@gmail.com

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Seu Período de Execução foi de

até

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
O Encontro como Estratégia de Fortalecimento da Rede de Atenção Psicossocial: Conectando e Mobilizando Fluxos nos Diferentes Pontos da Atenção Básica no Vale do Jamari, Rondônia
Rondônia
Práticas
Projeto Menina do Laço de Fita: Integralidade do Cuidado na Garantia do Direito Sexual e Reprodutivo da População de Abaetetuba – Pará
Pará
Práticas
Aperfeiçoamento do Processo de Gerenciamento do Programa do Tratamento Fora do Domicílio de Santa Luzia do Pará
Pará
Práticas
Criança Vacinada e Feliz
Práticas
Outside Vaccine: Rorainópolis Fora dos Muros
Práticas
Estratégias para Vacinação Contra Covid: Busão +saúde – Palmas-to
Práticas
Estrategias para Contornar Dificuldades e Elevar Cobertura Vacinal de Polio e Penta
Práticas
Reorganização do Processo de Trabalho das Equipes da Atenção Básica para o Fortalecimento das Ações de Imunização no Município de Jandaíra-ba
Práticas
Vacinar para Proteger: Metodologias Sistematizadas Aplicadas para o Alcance da Cobertura Vacinal em Pindoretama-ceará
Práticas
Imunização na Terceira Idade: Educação em Saúde Como Estratégia para Adesão de Idosos em um Município do Estado do Maranhão