Olá,

Visitante

Dormir na Fila Jamais! A Experiência da Fila Virtual na Regulação Ambulatorial de Ipueiras – Ce

A regulação municipal deve considerar os princípios do SUS, onde cada gestor coopera na organização do serviço, garantindo fluxo eficiente e otimização dos recursos (Albuquerque et al., 2013). Esse processo regulatório em Ipueiras–CE até 2016 acontecia em dias pré-determinados com liberação de fichas, desrespeitando prioridades e agendando conforme a fila ordinal, sem considerar a gravidade dos pacientes. Os usuários chegavam e madrugavam na fila por um atendimento que nem sempre era garantido pela demanda enorme e oferta mínima. Nessa situação questionou-se: como acabar com as filas presenciais nas madrugadas, a distribuição de vagas sem critérios de classificação de risco e garantir os princípios do SUS? Assim, este relato visa apresentar a experiência da reorganização da regulação ambulatorial de Ipueiras-CE substituindo as filas presenciais por filas virtuais que agregaram organização, acolhimento e classificação de graus de prioridade para atendimento.

Descrever a implantação da fila virtual para agendamento, acompanhamento e monitoramento do sistema de regulação ambulatorial de Ipueiras – CE. Trata-se de um relato de experiência iniciado em 2016 no município de Ipueiras-CE precisamente no setor de Regulação Municipal Ambulatorial. Para a coleta dos dados utilizou-se de informações locais dos sistemas, bem como dados disponíveis na fila virtual em funcionamento. Os dados foram apresentados com figuras que representam a ferramenta e suas funcionalidades, bem como os fluxos existentes.

Para a implantação da fila virtual criou-se uma planilha no google drive para registro dos pacientes que necessitavam de regulação ambulatorial, passando estes a serem acolhidos diariamente no setor e não em dias pré-determinados. Essa ferramenta registra todas as demandas, dispõe de campos para inserir prioridades e direcionar o agendamento considerando a necessidade do paciente. Nesta perspectiva, a ferramenta tecnológica passou a garantir o acesso, organização e agendamento considerando os princípios do SUS, resolvendo o problema das filas presenciais e do agendamento por fila ordinal. o uso da fila virtual disponibilizou também outros dados de acompanhamento que são captados e sistematizados por meio de tabelas dinâmicas.A adoção de um sistema de fila virtual permitiu acolher diariamente os usuários e garantir o agendamento com base a gravidade do estado clínico, prezando os princípios da equidade e integralidade do SUS. Além disso, favoreceu a constituição de um banco de dados para o monitoramento e o planejamento de ações. Essa experiência demonstra que apesar da regulação ambulatorial ser um desafio, há ainda inovações possíveis para garantir o direito a integralidade da assistência.

Principal

Verineida Sousa Lima

verineida@gmail.com

Coautores

Adriana Moreira Alves E Oliveira

A prática foi aplicada em

Ipueiras

Ceará

Nordeste

Instituição

Rua Dos Tabajaras, 268

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Thiago Pinho Aragão

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

23 set 2023

e atualizada em

23 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
TEA/TDAH: inclusão sem discriminação
Paraíba
Práticas
Visita de luto – uma atitude humanizada
Rio de Janeiro
Práticas
Vacinação Sem Barreiras: um Grande Desafio
Todos os Estados (Norte)
Práticas
Vacinação: Estratégias para o Aumento da Cobertura Vacinal no Município de Barrolândia – TO
Todos os Estados (Norte)
Práticas
Plano de Recuperação do Faturamento Ses/Df
Distrito Federal
Práticas
Sala de Situação Ses-Df
Distrito Federal
Práticas
Rede Inovases
Distrito Federal
Práticas
Diagnóstico de Atendimento da População Hipertensa/Diabética da Equipe 474/06
Distrito Federal