Olá,

Visitante

Concurso Mostre o Seu Talento

FINALIDADE DA EXPERIÊNCIA:•

Em 1991, o Ministério da Saúde institucionalizou o Programa de Agentes Comunitários de Saúde (PACS), visando o enfrentamento das necessidades de saúde de populações em situação de risco e a superação de práticas que se desenvolviam de forma isolada e focal. Em 2002, a profissão de Agente Comunitário de Saúde (ACS) foi criada legalmente, estabelecendo-se que seu exercício devia se dar exclusivamente no Sistema Único de Saúde (SUS). A partir de 1993, quando começa a ser idealizada a Estratégia de Saúde da Família (ESF), o PACS passa a ser implantado de forma transitória. A ESF, composta por equipe mínima, também tinha no ACS um profissional fundamental para o seu desenvolvimento e para efetivação dos princípios da integralidade, universalidade e equidade.Nesse contexto, o agente comunitário de saúde (ACS) tem um papel singular, ao se constituir um elo entre a comunidade e o serviço de saúde, atuando de forma condizente com atitudes e valores requeridos pelas situações de trabalho, realizando ações de apoio em orientação, acompanhamento e educação em saúde, visando, sobretudo, à promoção da qualidade de vida e o bem estar da população. Por ser esta peça chave na relação serviço-comunidade, isso também o faz um potente mediador de tensões da clientela, por atender às inúmeras demandas de saúde. Mas simplificar o papel do agente de saúde é, no mínimo, desconhecer o avanço que sua atuação proporcionou, especialmente nas pequenas localidades que até então não tiveram acesso a algum tipo de atenção à saúde.O documento do Ministério da Saúde intitulado Perfil de competências do agente comunitário de saúde cita as habilidades e conhecimentos necessários à atuação do ACS. Além de desenvolver integração da equipe com a população local, planejar e avaliar ações de saúde, prevenir e monitorar grupos específicos, morbidades e riscos ambientais e sanitários, o ACS deve realizar a promoção da saúde. Um dos elementos principais do trabalho do ACS é realizar a mediação entre esses saberes, já que se encontra imerso no conhecimento popular e, por outro lado, incorpora conhecimentos científicos ao integrar as equipes multiprofissionais.

Pode ser realizado em vários municípios

Principal

Nissandra Karsten

A prática foi aplicada em

Palotina

Paraná

Sul

Instituição

RUA GETÚLIO VARGAS, 739, CENTRO

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Nissandra Karsten

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Acesso facilitado ao mamógrafo itinerante: identificação precoce do câncer de mama
Paraíba
Práticas
O Papel do Samu na promoção em saúde com educadores e cuidadores de crianças com TEA
Paraíba
Práticas
Caminhos estratégicos da APS frente a cobertura vacinal no município de Bernardino Batista
Paraíba
Práticas
projeto interagir sorrindo
Rio de Janeiro
Práticas
PROJETO PRIMEIROS SOCORROS E PREVENÇÃO DE ACIDENTES NAS ESCOLAS – LEI LUCAS
Rio de Janeiro
Práticas
Consciência Vacinal: fortalecendo as estratégias e combatendo a desinformação para o cumprimento do calendário de vacinação de crianças no município de São Francisco-PB.
Paraíba