Olá,

Visitante

Comunicação em Saúde: Experiências da Rádio Web Saúde com Jovens Latino-Americanos

O presente trabalho visa divulgar os resultados obtidos em oficina realizada no I Seminário Latino-americano sobre Juventude, Saúde Pública e Participação Social, realizado de 21 a 24 de novembro de 2012, em Brasília, moderada pela equipe do Projeto Radio Web Saúde da Universidade de Brasília. Tendo como tema a participação juvenil a referida oficina serviu para subsidiar a elaboração de Carta de Intenções da Juventude da América Latina em Saúde Pública, onde se espelham as expectativas dos jovens acerca da participação política por eles almejada e raras vezes contemplada nas políticas públicas do continente. O Seminário contou com a participação de cerca de 350 jovens de 16 países da América Latina, integrantes do Movimento Jovem de Políticas Públicas, com idades variando entre 12 e 21 anos. A Rádio Web Saúde é um projeto idealizado e realizado por estudantes de graduação em Saúde Coletiva da Universidade de Brasília, com base em estratégias de comunicação em saúde subsidiadas por novas tecnologias de informação e comunicação. O objetivo deste relato é descrever a experiência dos estudantes de Saúde Coletiva da Universidade de Brasília, integrantes do Projeto Rádio Web Saúde- UnB/Brasil, na mediação das conversas, empoderando esses jovens, e buscando democratizar suas formas de participação coletiva. Metodologia : O seminário contou com a participação de cerca de 350 jovens, representando 16 países da América Latina, e outros representantes de governo e estudantes universitários, que puderam participar das discussões via web, graças à atuação da equipe da Rádio Web Saúde, que transmitiu o evento em tempo real democratizando desta forma a participação popular. Os adolescentes e jovens que foram selecionados para participar do seminário e das oficinas fazem parte da Organização Visão Mundial. Nela emprega-se a metodologia de Monitoramento Jovem de Políticas Públicas (MJPOP) de saúde, educação, esporte e lazer. Tais processos têm como facilitadores outros jovens, na sua maioria entre 16 e 24 anos, capacitados para promover processos de empoderamento da comunidade onde vivem, através de reuniões comunitárias, conversas com poder público, dentre outras iniciativas.

O presente trabalho visa divulgar os resultados obtidos em oficina realizada no I Seminário Latino-americano sobre Juventude, Saúde Pública e Participação Social, realizado de 21 a 24 de novembro de 2012, em Brasília.

Principal

Grasiela de Sousa Pereira

A prática foi aplicada em

Brasília

Distrito Federal

Centro-Oeste

Instituição

Endereço

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Grasiela de Sousa Pereira

Conta vinculada

ideiasus@gmail.com

A prática foi cadastrada em

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos