Olá,

Visitante

Atenção Básica, Saúde Bucal, Programa Saúde na Escola e I Semana do Bebê – uma Parceria de Sucesso.

FINALIDADE DA EXPERIÊNCIA:A experiência, com ênfase na Saúde Bucal, fez parte do cronograma de atividades da I Semana do Bebê de Pio IX em articulação com as áreas de educação e cultura, saúde e assistência social, aconteceram no período de 18 a 24 de agosto de 2014, com o intuito de mobilizar técnicos, discutir a saúde física e mental dos bebês, defender os direitos das crianças, orientar, prevenir as doenças, incentivar o aleitamento materno exclusivo e o parto natural e criar um canal de comunicação onde fosse amplamente divulgada a importância de tornar o direito à sobrevivência e ao desenvolvimento de crianças, de até seis anos de idade, prioridade na agenda do município.DINÂMICA E ESTRATÉGIAS DOS PROCEDIMENTOS USADOS: A atividade mobilizou a Unidade Escolar Laurindo Paulo de Oliveira, localizada em zona rural do município a aproximadamente 25 km da sede, uma peça teatral foi montada pelos agentes comunitários de saúde e por técnico da casa da juventude, abordando a importância da saúde bucal e alimentação saudável para as crianças. O cordel: “Por um Sorriso Legal”, elaborado pelo dentista Dr. Luís Pereira de Alencar foi utilizado como fonte de inspiração para a peça e também foram distribuídos para os alunos, juntamente com kits de higiene bucal e maçãs. A distribuição de kits de higiene bucal e a presença do dentista nas escolas, com introdução do bochecho com flúor já acontecem de forma rotineira através das ações de saúde bucal junto ao PSE – Programa Saúde na Escola. INDICADORES/VARIÁVEIS/COLETA DE DADOS:A atividade aconteceu na Unidade Escolar Laurindo Paulo de Oliveira, escola localizada a aproximadamente 25 km da sede do município. Participaram da experiência 10 profissionais da saúde, 10 profissionais da educação, 32 pessoas da comunidade, entre pais e curiosos, 1 técnico da casa da juventude, 150 crianças (entre alunos e convidados). Foram distribuídos 60 Kits de higiene bucal e 90 maçãs. O cenário, o figurino dos personagens foi providenciado pelos ACS e técnico da casa da juventude junto às repartições municipais, a exemplo da biblioteca municipal. OBSERVAÇÕES/AVALIAÇÃO/MONITORAMENTO:As ações desenvolvidas tiveram impacto positivo na comunidade, à medida que reuniu o lúdico e a informação, apresentou-se uma forma diferente de educação em saúde- transformando a prática educativa fortemente apoiada em transmissão de conhecimento e abrindo espaço para o novo.

Em saúde bucal, a situação epidemiológica brasileira ainda é grave devido às condições sociais e econômicas da população, sobretudo em municípios como Pio IX, à pequena parcela de investimentos que área recebe em relação ao total do SUS e à falta de informação sobre os cuidados básicos de saúde. Embora a odontologia se mostre muito desenvolvida em tecnologia, não responde em níveis significativos às demandas dos problemas de saúde bucal da população. Neste contexto, a EDUCAÇÃO EM SAÚDE BUCAL tem sido cada vez mais requisitada, considerando o baixo custo e as possibilidades de impacto no âmbito público e coletivo.

A cultura, aliada à educação em saúde, permite divertir ao mesmo tempo em que educa. Valorizar o potencial local, aproveitar os talentos natos, incluir outros profissionais no processo, isso integra. A comunidade também é convidada para participar, dialogando e sugerindo novas atividades. As diversas manifestações culturais aliadas à educação em saúde constituem-se em importante ferramenta para despertar a curiosidade e atenção da população, possibilitando atingir públicos variados. O baixo custo e os impactos em níveis individuais e coletivos são pontos positivos.Embora a educação, sozinha, não tenha forças para possibilitar a saúde desejável à população, pode fornecer elementos que capacitem os indivíduos para ganhar autonomia e conhecimento na escolha de condições mais saudáveis e a experiência mostrou que pode ser de forma agradável, divertida e participativa, utilizando as potencialidades locais.É preciso substituir modelos ancorados em práticas de comunicação unidirecional, dogmática e autoritária com foco na transmissão, pela discussão e reflexão. A aceitação da comunidade é notória, aumenta o interesse por assuntos relacionados à saúde e aproxima a comunidade da equipe de saúde. Concluímos que o trabalho de educação em saúde, incluindo diversão e valorização da cultura popular deve ser mantido e incentivado. A experiência está documentada através do relatório de atividades da I Semana do Bebê de Pio IX, nos livros de atividades coletivas da Atenção Básica/Saúde Bucal, também está documentada através de registros fotográficos e publicação em páginas de redes sociais.

Principal

Luís Pereira de Alencar

A prática foi aplicada em

Pio IX

Piauí

Nordeste

Instituição

RUA FRANCISCO DAS CHAGAS FORTALEZA, 185 CENTRO

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Luís Pereira de Alencar

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Implantação de laserterapia na rede de atenção à saúde de Pilar (PB): relato de experiência
Paraíba
Práticas
Atenção e cuidado ao paciente portador de feridas no SUS em Pilar (PB)
Paraíba
Práticas
Oferta e Inserção do DIU pelo Enfermeiro na Atenção Primária a Saúde do Município de Assunção
Paraíba
Práticas
A prática da natação para crianças e adolescentes com deficiência em município do sertão paraibano
Paraíba
Práticas
Potencializando ações e atendimentos itinerantes nos bairros para melhoria e alcance de metas
Paraíba
Práticas
Implantação do cuidado farmacêutico na atenção básica, integrando farmácia a rede de atenção a saúde
Paraíba
Práticas
A eficácia do instrumento de classificação de risco gestacional na atenção primaria à saúde.
Paraíba