Olá,

Visitante

A Participação da Rede no Atendimento Às Vítimas de Violência Sexual

O Hospital Regional de Cotia (153 leitos 100% SUS) implantou em março de 2009 o 1º Serviço de Referência ao Atendimento de Violência Sexual da região. O objetivo é propiciar aos pacientes e seus familiares um atendimento médico e psicossocial acolhedor e humanizado, estabelecendo relação de confiança e vínculo, garantindo uma atenção integral a qual se apresenta como um dos norteadores do modelo de gestão transversal da Instituição. A implantação contou com as etapas: a) Conhecer serviços de referência b) Montar equipe multiprofissional c) Realizar sensibilização da equipe (GO, PED, Cirurgia, Enfermagem, Serviço Social, Psicologia, Recepção e Segurança) d) Articular as instituições (Conselho Tutelar, Vara da Infância, Secretaria da Mulher, Delegacias, Secretaria do Idoso, Secretarias da saúde e IML) e) Elaborar Protocolo de Atendimento f) Capacitar a equipe g) Implantar discussão de casos h) Avaliar resultados. Na implantação do serviço percebemos que a relação com a Rede Sócio-Assistencial Regional é um elemento chave na identificação, condução e finalização do dos casos. O fortalecimento dos caminhos da rede amplia a perspectiva do atendimento à violência sexual, seja ele voltado para a saúde, assistência social, segurança pública, etc. Em quatro anos e cinco meses de funcionamento como referência, o serviço atendeu 282 casos sendo, 80,9% na faixa etária de 0 – 14 anos, 8,5% de 15 – 17 anos e 10,6% acima de 18 anos. Quanto ao perfil do atendimento, temos 82% dos casos do sexo feminino e 48,9% de violência intrafamiliar. A sensibilização da Rede, frente à problemática da violência sexual que ocorreu na implantação, permanece como atividade fixa no calendário da instituição. Anualmente realizamos um encontro que além da Rede, agrega a sociedade civil para a sensibilização, discussão de estratégias e divulgação de resultados, propiciando assim um espaço para discussões, reflexões, troca de experiências e o fortalecimento da rede. O resultado dessa integração se evidencia no percentual de encaminhamentos de novos casos, 47,5% foram encaminhados pelos Conselhos Tutelares, 18,8% por demanda espontânea da população, 11,7% pelas Unidades Básicas de Saúde Municipais. Os demais encaminhadores se subdividem em Departamentos de Polícia, Hospital Pérola Baygton que contra referência os casos pertencentes a Cotia e demais secretarias. Avaliamos que apenas com o fortalecimento das redes e participação efetiva da sociedade civil alcançaremos a não revitimização dos pacientes, propiciando a consolidação do atendimento enquanto Política Pública. Estes são os desafios que se colocam na nossa parcela de participação e responsabilidade enquanto serviço público de saúde, frente à problemática da violência sexual. Autor: Abreu, FS(1) Matos, Co-autor: TRL(2) Ramalho, J(3).

A PARTICIPAÇÃO DA REDE NO ATENDIMENTO ÀS VÍTIMAS DE VIOLÊNCIA SEXUAL – Hospital Regional de Cotia Eixo: Governança e Regionalização em Saúde

Principal

Fabiana Silva E Abreu

A prática foi aplicada em

Cotia

São Paulo

Sudeste

Instituição

Endereço

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Fabiana Silva e Abreu

Conta vinculada

ideiasus@gmail.com

A prática foi cadastrada em

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos