Olá,

Visitante

A Importância do Desenvolvimento dos Cursos de Qualificação Profissional em uma Instituição 100% SUS

Sendo assim, a promoção do trabalho decente para os jovens constitui um elemento decisivo para a diminuição da exclusão social, da erradicação da pobreza e para atingir o desenvolvimento sustentável. Para facilitar o ingresso do jovem no mundo do trabalho, foi promulgada a Lei Federal 10.097/00, conhecida como a Lei da Aprendizagem. Ela alterou a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e deu nova regulamentação à aprendizagem profissional direcionada aos adolescentes e jovens. Em 2005 o Governo Federal, através do Decreto 5598, firmou ainda mais estes compromissos com a juventude brasileira, inclusive atribuindo também responsabilidades para o setor público em relação ao programa Jovem Aprendiz. Em 2006, o Grupo Hospitalar Conceição e a Escola Técnica Mesquita e o Centro Social Maristas passam a executar este programa, através de parceria institucional, onde já beneficiou 1349 jovens, através de cursos de Assistente Administrativo, Atendente de Nutrição e Dietética e Auxiliar de Manutenção Elétrica e Eletrônica, Jardinagem e Recondicionamento de Computadores. Para participar do programa são observados na seleção, critérios de vulnerabilidades sociais, como: renda familiar, jovens vítimas ou vitimizadores de violências, o fator étnico, priorizando os afro descendentes, às questões de gênero, jovens mães e pais e jovens com defasagem de escolaridade idade/série. Visando ações estruturadas de qualificação profissionais, articuladas com a formação para a vida, valoriza conteúdos específicos da formação profissional e também conteúdos transversais de formação para o exercício da cidadania. Assim, o Projeto contribui com o jovem, através da construção de saberes e também com questões muito objetivas, envolvendo, a geração de renda para jovens, através do pagamento de meio salário mínimo e direito social como vale transporte, vale refeição, FGTS e previdência social. O principal desafio do Programa é enraizá-lo institucionalmente, de uma forma que o mesmo possa ser incorporado como uma política pública de estado, compreendida, assimilada e potencializada pelos trabalhadores e gestores envolvidos direta e indiretamente e esteja articulado com os serviços de saúde mantidos pelo GHC.

O problema do desemprego entre jovens se caracteriza por um ciclo vicioso, no qual aquelas com mais necessidades são os que têm menos qualificação e menos oportunidades de trabalho.

Principal

Estella Maris da Silveira Dutra

A prática foi aplicada em

Porto Alegre

Rio Grande do Sul

Sul

Instituição

Endereço

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Estella Maris da Silveira Dutra

Conta vinculada

ideiasus@gmail.com

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Seu Período de Execução foi de

até

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Centro Administrativo Senador Dr. Teotônio Vilela – Paço Municipal – Bairro Jardim América
Rondônia
Práticas
A Participação da Comunidade na Qualificação dos Processos de Trabalhos das Esfs no Município de Santa Rosa – Rs
Rio Grande do Sul
Práticas
Exitosa Parceria Entre Controle Social e Gestão
Mato Grosso
Práticas
Avaliação da Qualidade e Satisfação do Usuário do SUS com os Hospitais Conveniados
Mato Grosso
Práticas
Análise Institucional dos Conselhos de Saúde de Joinville
Santa Catarina
Práticas
Organização do Modelo de Gestão Através do Planejamento Estratégico
Pernambuco
Práticas
Análise das Principais Potencialidades de Atuação do Conselho Municipal de Saúde de Goianinha/Rn em Relação ao Controle Social na Gestão da Política de Saúde Local
Piauí
Práticas
A Integração do Conselho Municipal de Saúde nas Ações da Secretaria Municipal de Saúde do Município de Jaboatão dos Guararapes
Pernambuco
Práticas
Informatização da Assistência Farmacêutica e Implantação do Sistema Hórus
Pernambuco
Práticas
Condições do Financiamento em Saúde nos Municípios de Pernambuco ?
Pernambuco