Olá,

Visitante

A Criação de Banco de Dados Georreferenciado de Domicílios e Indivíduos Como Forma de Estruturação das Ações da Atenção Básica e Atualização do Banco do ESUS.

Desde dezembro de 2017, os ACS passaram utilizar tablets com recurso de georreferenciamento em suas ações, o que permitiu o recenseamento da população, criando um banco de dados (BD) atual, dinâmico, confiável e integrado ao eSUS, que até então contava com poucos registros em sua base. Esse novo BD foi a base para a organização da AB, com impacto na gestão de recursos da saúde como um todo.A criação do BD georreferenciado objetivou:- conhecer de forma detalhada e segura o território de saúde

Deficiência histórica de se ter um banco de dados seguro, completo e dinâmico que de luz ao território de saúde, com as informações de domicílios e indivíduos, que seja a base para o planejamento e execução de ações pela SMS.

Analisar de maneira minuciosa o banco de dados eSUS, buscando levantar as seguintes questões:- é completo, ou seja, todos os domicílios e indivíduos estão ali inseridos?- é limpo, ou seja, há no banco duplicações, cadastros desatualizados, cadastro de moradores de outros domicílios?- é seguro, ou seja, as informações ali constantes expressam de maneira fiel a realidade dos territórios?

Principal

Marcelo Poeys Dair

mpdair@gmail.com

A prática foi aplicada em

São José de Ubá

Rio de Janeiro

Sudeste

Instituição

Endereço

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Marcelo Poeys Dair

Conta vinculada

mpdair@gmail.com

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Seu Período de Execução foi de

até

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
O Encontro como Estratégia de Fortalecimento da Rede de Atenção Psicossocial: Conectando e Mobilizando Fluxos nos Diferentes Pontos da Atenção Básica no Vale do Jamari, Rondônia
Rondônia
Práticas
Projeto Menina do Laço de Fita: Integralidade do Cuidado na Garantia do Direito Sexual e Reprodutivo da População de Abaetetuba – Pará
Pará
Práticas
Aperfeiçoamento do Processo de Gerenciamento do Programa do Tratamento Fora do Domicílio de Santa Luzia do Pará
Pará
Práticas
Criança Vacinada e Feliz
Práticas
Outside Vaccine: Rorainópolis Fora dos Muros
Práticas
Estratégias para Vacinação Contra Covid: Busão +saúde – Palmas-to
Práticas
Estrategias para Contornar Dificuldades e Elevar Cobertura Vacinal de Polio e Penta
Práticas
Reorganização do Processo de Trabalho das Equipes da Atenção Básica para o Fortalecimento das Ações de Imunização no Município de Jandaíra-ba
Práticas
Vacinar para Proteger: Metodologias Sistematizadas Aplicadas para o Alcance da Cobertura Vacinal em Pindoretama-ceará
Práticas
Imunização na Terceira Idade: Educação em Saúde Como Estratégia para Adesão de Idosos em um Município do Estado do Maranhão