Olá,

Visitante

A Criação de Banco de Dados Georreferenciado de Domicílios e Indivíduos Como Forma de Estruturação das Ações da Atenção Básica e Atualização do Banco do ESUS.

Desde dezembro de 2017, os ACS passaram utilizar tablets com recurso de georreferenciamento em suas ações, o que permitiu o recenseamento da população, criando um banco de dados (BD) atual, dinâmico, confiável e integrado ao eSUS, que até então contava com poucos registros em sua base. Esse novo BD foi a base para a organização da AB, com impacto na gestão de recursos da saúde como um todo.A criação do BD georreferenciado objetivou:- conhecer de forma detalhada e segura o território de saúde

Deficiência histórica de se ter um banco de dados seguro, completo e dinâmico que de luz ao território de saúde, com as informações de domicílios e indivíduos, que seja a base para o planejamento e execução de ações pela SMS.

Analisar de maneira minuciosa o banco de dados eSUS, buscando levantar as seguintes questões:- é completo, ou seja, todos os domicílios e indivíduos estão ali inseridos?- é limpo, ou seja, há no banco duplicações, cadastros desatualizados, cadastro de moradores de outros domicílios?- é seguro, ou seja, as informações ali constantes expressam de maneira fiel a realidade dos territórios?

Principal

Marcelo Poeys Dair

mpdair@gmail.com

A prática foi aplicada em

São José de Ubá

Rio de Janeiro

Sudeste

Instituição

Endereço

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Marcelo Poeys Dair

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Oferta e Inserção do DIU pelo Enfermeiro na Atenção Primária a Saúde do Município de Assunção
Paraíba
Práticas
A prática da natação para crianças e adolescentes com deficiência em município do sertão paraibano
Paraíba
Práticas
Implantação do cuidado farmacêutico na atenção básica, integrando farmácia a rede de atenção a saúde
Paraíba
Práticas
A eficácia do instrumento de classificação de risco gestacional na atenção primaria à saúde.
Paraíba
Práticas
Projeto saúde no bairro: um novo modelo de assistência à saúde
Paraíba
Práticas
Plantas medicinais utilizadas para tratamento de afecções ginecológicas em mulheres da Estratégia Saúde da Família
Ceará
Práticas
Do Ventre ao Nascer – Imunização, parto e nascimento, entenda a relação entre eles.
Paraíba
Práticas
Ampliando a resolutividade da aps no atendimento à saúde mental: implantação do matriciamento
Paraíba