Olá,

Visitante

A Atuação do Enfermeiro Auditor no Monitoramento da Rede de Alta Complexidade do SUS em Santa Catarina

O elevado custo, a alta tecnologia e as dificuldades de acesso dos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) torna importante a atuação de profissionais que possam acompanhar sistematicamente a assistência, a fim de otimizar tanto a oferta quanto a monitorização da qualidade desta. Neste sentido, este trabalho se justifica por destacar a atuação dos enfermeiros neste contexto e a importância da auditoria na alta complexidade como ferramenta para a gestão, proporcionando visibilidade, evidenciando fragilidades e proporcionando uso racional dos recursos. Para tal, o objetivo do mesmo é descrever a atuação das enfermeiras auditoras da Secretaria Estadual de Santa Catarina (SES-SC) nas auditorias realizadas nos serviços de assistência de alta complexidade, entre 2008 e 2012. Especificamente apontam quais são os serviços de alta complexidade instalados em Santa Catarina, assim como, relata o modo como as auditorias programadas de alta complexidade são realizadas por esta equipe de profissionais. Utilizando a pesquisa documental, fundamentada nos achados das auditorias programadas realizadas nesses, entre outros aspectos, revelam que de modo geral que há fragilidades no cumprimento dos Termos de Compromisso de Garantia de Acesso à Assistência de Alta Complexidade firmado com a Secretaria Estadual da Saúde de Santa Catarina no tocante a oferta de exames diagnósticos, procedimentos cirúrgicos, radioterápicos, cuidados paliativos e controle da dor. Identificou-se ainda a insipiência de atuação das equipes multiprofissionais e dos serviços de regulação, controle, avaliação e auditoria.

O elevado custo, as altas tecnologias e as dificuldades de acesso dos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) tornam importante o acompanhamento sistematico da assistência dos seviços e sistemas de saúde, a fim de otimizar tanto a oferta quanto a monitorização da qualidade destes.

Acredita-se que a replicação do protocolo/método adotado pelas enfermeiras auditorias da Gerência de Auditoria da Secretaria Estadual da Saúde de Santa Catarina no Monitoramento da Rede de Alta Complexidade, pode ser utilizado e adaptado para outros serviços de auditoria, promovendo assim a padronização deste processo de trabalho em diferentes regiões.

Principal

Rosiane Kniess Kryckyj

A prática foi aplicada em

Florianópolis

Santa Catarina

Sul

Instituição

Endereço

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Rosiane Kniess Kryckyj

Conta vinculada

ideiasus@gmail.com

A prática foi cadastrada em

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Conselho itinerante:fortalecendo o controle social em Junco do Serido-PB
Paraíba
Práticas
Oficina de Culinária Afeto e Sabor
Paraíba
Práticas
Aproximando a Comunidade com a Gestão da Atenção Primária em Saúde
Rio de Janeiro
Práticas
Gestão Estratégica e Participativa no SUS: Implantando Novas Instâncias Deliberativas no Município Paulo Jacinto – Al
Alagoas
Práticas
Importância da Conferência Municipal de Saúde para o Fortalecimento da Participação da Comunidade na Defesa do SUS.
Paraíba
Práticas
Participação Popular na Estratégia Saúde da Família em Petrópolis-Rj
Rio de Janeiro
Práticas
Roda de Conversa com As Famílias: Cuidando de Quem Cuida
Rio de Janeiro
Práticas
Implantação de Colegiado Gestor nas Unidades de Saude da Família de Japeri-Rj
Rio de Janeiro
Práticas
Controle Social e Saúde do Trabalhador: a Experiência Regional do Conselho Gestor do Cerest- Pólo Duque de Caxias – Rj
Rio de Janeiro
Práticas
A Experiência do 1º Curso de Capacitação para Conselheiros de Saúde e Membros das Comissões Intersetoriais de Saúde do Trabalhador (Cists) Sobre a Temática da Saúde do Trabalhador do Cerest- Pólo Duqu
Rio de Janeiro