Olá,

Visitante

“ Integração das Ações Atenção Básica em Saúde e Vigilância em Saúde no Município de Barra de Santana – Paraíba “ – uma Realidade no Território “

A experiência da integração da Atenção Básica e a Vigilância em Saúde no município de Barra de Santana/PB, população estimada em 8.249 habitantes, distribuída quase totalmente na zona rural. Esta integração iniciou-se em 2010, mas sem avanços. Em 2018 houve uma evolução significante. Este trabalho mostra vantagens e benefícios para os profissionais da saúde e população, que ora são acompanhados por equipes integradas e qualificadas. Conforme a Portaria 2.436/2017 a Atenção Básica e Vigilância em Saúde devem trabalhar integradas, de modo que identifiquem os problemas de saúde e planejem o processo trabalho em conjunto. Nas atividades específicas dos Agentes Comunitários de Saúde e de Combate as Endemias, são realizadas ações de promoção, de prevenção, de doenças e agravos prevalentes, identificando e registrando situações de importância epidemiológica de forma individual e coletiva, buscando parcerias e recursos que possam potencializar esta integração.

Mostrar como está ocorrendo à integração entre Atenção Básica e Vigilância em Saúde no município de Barra de Santana/PB, destacando os benefícios trazidos por ela para os profissionais de saúde, para a população e para a gestão.

Concluímos que essa integração foi uma das iniciativas mais exitosas para o município. Como resultado tivemos o 1º LIA de 2019 com resultado de 1,7, melhor em 07 anos. Este trabalho ser deve continuo e não pode retroceder, pois, estas ações foram integradas em busca de resultados que impactem na saúde da população. “A gente trabalhava na mesma secretaria, mas não trabalhava lado a lado como deveria, era como se a gente não fizesse parte de uma mesma equipe” ( Penha, ACE desde 2007)

Principal

Francisca Eudezia Damaceno Nunes

eudeziadamaceno@yahoo.com.br

A prática foi aplicada em

Rio Grande do Norte

Nordeste

Instituição

Barra de Santana

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Ideiasus/Conasems

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

09 set 2019

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Vigilancia em Saude e Saúde na Escola: uma Parceria de Sucesso no Municipio de Queimadas-Pb
Rio de Janeiro
Práticas
Implantação do Núcleo de Vigilância Epidemiológica e Laboratorial do Lacen-Pb: Um Relato de Experiência
Paraíba
Práticas
A Feira Livre de Esperança-Pb: Vigilância Sanitária e As Ações de Prevenção e Combate À Covid-19
Rio de Janeiro
Práticas
Ferramentas Tecnológicas Aplicadas no Núcleo de Vigilância Epidemiológica e Laboratorial do Lacen-Pb
Paraná
Práticas
Medidas Sanitárias Aplicada ao Controle Datransmissão da Leishmaniose Animal
Paraíba
Práticas
Fortalecimento e Ampliação da Rede Nacional de Vigilância Epidemiológica Hospitalar na Paraíba
Paraíba
Práticas
Covid 19 – Experiência de Enfrentamento das Arboviroses, Combatendo As Endemias Durante a Pandemia
Rio de Janeiro
Práticas
Novas Estratégias para o Monitoramento e a Fiscalização das Práticas de Segurança do Paciente pela Vigilância Sanitária nos Hospitais do Distrito Federal.
Distrito Federal
Práticas
Experiência de Integração Intersetorial no Controle ao Aedes Aegypti e Bloqueio da Doença Chikungunya no Município de Cunha Porã, Sc.
Santa Catarina
Práticas
Lei Municipal Nº 7438/2013: a Vigilância Sanitária na Construção e Inspeção dos Estabelecimentos Residenciais Terapêuticos no Município de Rio Grande – Rs
Rio Grande do Sul