Olá,

Visitante

Vigilância em Saúde do Trabalhador e Trabalhadora na Atenção Básica

Curso itinerante em Saúde do Trabalhador e Trabalhadora e criação de Unidades Amiga do Trabalhador e Trabalhadora de Olinda (UATTO).15 Unidades de Saúde, das 50 Unidades existentes – 3 em cada um dos 5 territórios de saúde (TS) – recebem a equipe de instrutores que lhes passam informações sobre os seus territórios e solicita para que as equipes de campo ACS ou ACEs, façam levantamento dos arranjos produtivos dentro das suas áreas de abrangências. Em três encontros de duas horas, as equipes de formação repassa informações sobre a política Nacional de Atenção á Saúde do Trabalhador e Trabalhadora para toda equipe da AB instruído-os para a importância da identificação e notificação dos eventos encontrados, por nexo causal, relacionados a saúde dos tralhadores e trabalhadoras daquele território.

SAÚDE DO TRABALHADOR E TRABALHADORA NOS TERRITÓRIOS DA ATENÇÃO BÁSICAOs novos arranjos produtivos, e o fenômeno da pandemia, acelerou um processo que já estava em curso: a desindustrialização e o consequente desemprego em massa. A população buscou formas alternativas de sobrevivência. Alguns se integrando as equipes de trabalhadores precarizados de Fest food, outros montando seus próprios negócios e, tudo isso acontecendo sem nenhum cuidado com a saúde. O SUS e a sua Universalidade de acolhimento detectou adoecimentos nestes ambientes domésticos e precarizados de trabalho. A partir daí a Vigilância em saúde do trabalhador da Diretoria de Vigilância em Saúde em parceria com a Diretoria de Atenção Básica realizam um curso itinerante, em cada unidade de Saúde, de Atenção á Saúde do Trabalhador e Trabalhadora na Atenção Básica, com o objetivo de identificar e notificar os eventos nocivos a saúde dos trabalhadores e Trabalhadoras nos territórios da Atenção Básica de Olinda

A política de Atenção a Saúde do Trabalhador e Trabalhadora sempre foi um tabu para as equipes da Atenção Primária, nossa experiência mostra que é possível fazer com que as equipes da AB possam identificar, cuidar e notificar os eventos desta política, levando informações preventivas para os trabalhadores das áreas de abrangência das UBS.

Principal

Gildazio José Moura

gildaziomoura@gmail.com

A prática foi aplicada em

Nordeste

Rodovia PE 15

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Gildazio José Moura

gildaziomoura1@gmail.com

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Seu Período de Execução foi de

até

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
O Sarampo “Navegou” Pelo Rio Madeira e “Parou” em Porto Velho: Relatando A Experiência da Vigilância em Saúde do Município
Rondônia
Práticas
Enfrentamento do Surto de Sarampo no Município de Boa Vista: uma Experiência que Demonstrou o Quanto É Possível A Integração Entre Atenção Básica e Vigilância em Saúde
Roraima
Práticas
Cuidando de Quem Cuida: Um olhar Terapêutico Aos Profissionais de Saúde na Pandemia de Covid-19.
Paraíba
Práticas
Expresso Chagas 21
Práticas
Qualificação do Sistema de Informação Sobre Mortalidade (Sim) – uma Questão de Estratégia
Pará
Práticas
Detecção Precoce da Hanseníase: a Eficácia da Triagem de Pele, Realizada por Técnicos de Enfermagem do Ecg na Atenção Primária de Saúde
Minas Gerais
Práticas
Implantação de Instrumento Eletrônico no Monitoramento de Covid-19em Venda Nova do Imigrante
Espírito Santo
Práticas
Programa Saúde do Trabalhador: Vigilância em Saúde Interprofissional no Município de Rio do Sul,Sc
Rio Grande do Sul
Práticas
Monitoramento Remoto: Garantindo a Vigilância em Saúde de Pacientes em Isolamento Domiciliar com Sars-Cov-2
Paraíba
Práticas
Vigilância em Saúde do Trabalhador: Conflitos no Ambiente de Trabalho e a Saúde Mental
Mato Grosso