Olá,

Visitante

Vigilância Ambiental em Saúde e o Desenvolvimento do Programa Municipal de Controle da Esporotricose e Sua ocorrência Humana e Felina em Maricá no Período de 2017-2018.

A esporotricose era associada a pessoas que lidavam com a terra, porém a área urbana tem registrado a ocorrência da transmissão zoonótica. Micose subaguda ou crônica causada por implantação traumática do Sporothrix schenckii na pele. Vem se tornando um problema de saúde pública no Estado do Rio de Janeiro, em razão do aumento significativo de casos em seres humanos e animais nos últimos anos.

Descrever o desenvolvimento do Programa Municipal de Controle a Esporotricose e sua ocorrência humana e felina realizado pela Vigilância Ambiental em Maricá/RJ entre os anos 2017 e 2018.

A esporotricose em Maricá mostrou-se como urbana, não laboral, com condições de infraestrutura e saneamento precários. A epidemia se caracteriza pela transmissão zoonótica em ambiente domiciliar. Potencial de disseminação por intermédio do gato é altamente significativo para o ambiente. O contato dos indivíduos com os gatos no ambiente domiciliar cresceu nos últimos anos, fato que contribui para o aumento da possibilidade de infecção da população.Desta forma o Programa Municipal de Controle da Esporotricose e sua ocorrência humana e felina em Maricá se faz necessário,para cercar por todos os lados a zoonose, para que o controle efetivo se faça de forma eficiente.

Principal

Micheli de Moraes Ferreira – 107.144.917-64Kelly Valesca Alvarenga Baquero - 069.000.127-44Felipe Nascimento Santiago – 130.874.897-35Mariluce da Silva Coelho – 031.213.617-08Mariana Gremião Ramos Alvarenga – 116.439.797-44Patríciaismério Ramos – 107.385.

michelimedvet@yahoo.com.br

A prática foi aplicada em

RJ

Rio de Janeiro

Sudeste

Instituição

Maricá

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Michele de Moraes Ferreira

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

03 jan 2020

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Estudo das infecções do trato urinário na população de Queimadas (PB) atendida pelo SUS
Paraíba
Práticas
VIVER BEM É SER SAUDÁVEL: ACOMPANHAMENTO DE PORTADORES DE DOENÇAS CRÔNICAS NÃO-TRANSMISSIVEIS
Paraíba
Práticas
Vigilância Epidemiológica: relato de experiência sobre a operacionalização do trabalho no município de Quatis
Rio de Janeiro
Práticas
Vacinação antirrábica animal itinerante – a vigilância ambiental em saúde vai até você!
Rio de Janeiro
Práticas
Estratégia de rodízio para ampliação do acesso da população às vacinas com apresentação multidoses
Rio de Janeiro
Práticas
Projeto agrotóxicos: Um olhar consciente
Paraíba