Olá,

Visitante

Uso do Futsal Como Estratégia de Promoção da Saúde e Diminuição do Risco de Marginalização: Projeto Caminhos do Viver.

A Política nacional de Promoção da Saúde surgiu em 2006, com objetivo de “promover qualidade de vida e reduzir vulnerabilidades e riscos à saúde”. Um dos eixos é a prática corporal. O esporte, uma prática corporal coletiva, é caracterizado por tomadas de decisões e conteúdos táticos, necessitando desenvolvimento e aprendizagens. Para a aprendizagem, é necessário desenvolvimento de potencialidades e competências individuais, dando oportunidade de integração e personalidade enriquecida. A atividade física não se limita apenas na promoção da saúde, mas também contexto social. Portanto o esporte, além de promover a saúde, é um instrumento transformador de caráter, desenvolvimento humano e social, além de reduzir chances de marginalização. Então, o incentivo ao esporte pode ampliar os cuidados e atenção às crianças e adolescentes em território de risco social e, baseado nesse contexto surgiu no município de Araçatuba- SP, em uma proposta da ESF com o NASF, o projeto Caminhos do Viver.

O objetivo do projeto é através do esporte (Futsal), diminuir o risco de marginalização, além de promover saúde, disciplina, desenvolvimento motor e cognitivo e vínculo familiar de crianças e adolescentes moradores de um território com vulnerabilidadeO Projeto apresenta 100 crianças e adolescentes, de 06 a 18 anos, do sexo masculino, praticantes de Futsal, treinados por educador físico do NASF, em uma quadra cedida no território. Além dos treinos, os adolescentes são avaliados e acompanhados por profissionais da equipe NASF: Nutricionista (avaliação nutricional), Fisioterapeuta (avaliação postural) e Psicóloga (identificação de vulnerabilidades psicossociais). Também são acompanhados pela equipe da Estratégia Saúde da Família. Há feedback da escola sobre o rendimento e boletim escolar. Secretaria municipal de saúde, Associação Saúde da Família e patrocinadores incentivam os participantes do projeto a competirem em diversos jogos da região.

Após o início do projeto, o número de participantes vem crescendo, sendo observado menor risco de marginalização, além de promoção da saúde e qualidade de vida, visto acompanhamento da ESF e equipe NASF em todo contexto de saúde, social, afetivo e escolar.

Principal

Diego Roberto Moreno

drm_edfisica@hotmail.com

A prática foi aplicada em

Araçatuba

São Paulo

Sudeste

Instituição

R. Rio de Janeiro, 300 - Vila Mendonca, Araçatuba - SP, 16015-150

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Ideiasus/Conasems

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

02 jun 2023

e atualizada em

22 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Caminhos estratégicos da APS frente a cobertura vacinal no município de Bernardino Batista
Paraíba
Práticas
projeto interagir sorrindo
Rio de Janeiro
Práticas
PROJETO PRIMEIROS SOCORROS E PREVENÇÃO DE ACIDENTES NAS ESCOLAS – LEI LUCAS
Rio de Janeiro
Práticas
Consciência Vacinal: fortalecendo as estratégias e combatendo a desinformação para o cumprimento do calendário de vacinação de crianças no município de São Francisco-PB.
Paraíba
Práticas
Dengue: uma abordagem além do combate ao vetor nos centros de educação infantil
Rio de Janeiro
Práticas
Imunização na Zona Rural, em áreas de difícil acesso: Projeto Vacina Volante
Maranhão