Olá,

Visitante

Uma estratégia inovadora na oferta do cuidado tratamento de estabilização de coluna equipe Nasf/AB

Doenças da coluna vertebral são consideradas um problema de saúde pública: alta prevalência, alto custo no tratamento e impacto negativo na qualidade de vida dos indivíduos. 80% a 90% dos adultos sentirão ao menos um episódio de lombalgia ao longo da vida. Destes, 40% tendem a se tornar uma condição crônica.Tendo em vista a grande demanda deste tipo de atendimento no setor de Fisioterapia Ambulatorial, viu-se a necessidade de implantar uma estratégia eficaz de tratamento e prevenção dos agravos e recidivas, visando melhorar a qualidade de vida dos pacientes, devolvendo-os FUNCIONALIDADE. Foi criado então, em abril de 2015, o Tratamento de Estabilização de Coluna, desenvolvido pela equipe de Fisioterapia do NASF/AB.

Reduzir a demanda de pacientes com dor crônica na coluna vertebral ao serviço de Fisioterapia ambulatorial. Reduzir recidivas. Proporcionar qualidade de vida e funcionalidade aos portadores de problemas na coluna. Promover a sensibilização da neces FORMAÇÃo / MOBILIZAÇÃo TÉCNICA/ METODOLOGIA o Tratamento foi planejado e alicerçado em técnicas fisioterapêuticas de fortalecimento da musculatura estabilizadora da coluna vertebral. A TRIAGEM COMo MOMENTo DE EQUIDADE No SUS 1- triagem: norteia e qualifica o encaminhamento de pacientes. Paciente agudo e sem funcionalidade: direcionado ao tratamento ambulatorial individualizado. Paciente crônico e com bom nível de funcionalidade: direcionado para o tratamento coletivo (estabilização), liberando a vaga para pacientes agudos. 2- por ser um tratamento dinâmico e de demanda espontânea foi estruturado com exercícios específicos para cada fase do tratamento para acolher o usuário iniciante, o intermediário e o usuário avançado.

o Grupo de Estabilização de Coluna é um serviço público que procura fazer a diferença para a população que sofre com problemas de coluna, buscando sempre melhorar a qualidade de vida de seus participantes minimizando a intensidade dos quadros de dor relacionados às patologias vertebrais e melhorando o desempenho funcional dos indivíduos. A grande maioria dos participantes do programa tiveram seus sintomas estabilizados e em muitos casos abolidos, fazendo com que não necessitassem mais do tratamento fisioterapêutico ambulatorial, liberando a vaga para o paciente agudo, redução do uso constante de medicamentos (analgésicos e anti-inflamatórios) e de consultas frequentes ao ortopedista.Entendemos que a integração e articulação das ações entre os pontos de atenção Ambulatório Municipal de Fisioterapia e equipe NASF/AB foi essencial para garantir a integralidade e universalização do cuidado promovendo desde a promoção e prevenção da saúde até a reabilitação, repercutindo positivamente na saúde e qualidade de vida dos indivíduos.

Principal

Suzana Marinzek

suzana.marinzek@gmail.com

Coautores

Flaviana Vilela Diogo, Gustavo Silva Oliveira, Márcia Silva Teófilo Pimenta, Márcio Roberto De Oliveira, Danilo Simoni Soares

A prática foi aplicada em

São Sebastião do Paraíso

Minas Gerais

Sudeste

Esta prática está vinculada a

Rua Sassafrás 271. São Sebastião Do Paraiso. Mg

Uma organização do tipo

Instituição Pública

Foi cadastrada por

Wandilson Aparecido Bícego

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

23 set 2023

e atualizada em

04 abr 2024

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Vigilância da Febre Amarela: Monotoramento Rápido da Cobertura Vacinal Contra Febre no Município de Rio Claro-Rj
Rio de Janeiro
Práticas
Vigilância das Síndromes Febris Agudas
Práticas
A Redução da Mortalidade Infantil no Município de Guarujá-Sp
São Paulo
Práticas
Promovendo e Fazendo a Saúde do Homem no Território
Tocantins
Práticas
Elaboração Coletiva de Um Guia Prático de Diluição de Medicamento Intravenoso Adulto
Rio de Janeiro
Práticas
Experiências no Enfrentamento da Febre Amarela no Município de Valença em 2018, os Desafios Ante Principais Peculiaridades do Município, Problemas e Desafios da Gestão Local de Saúde
Rio de Janeiro
Práticas
“Implementação do Programa Seja Bem Vindo – Visita Aberta no Hospital de Pronto Socorro Canoas”
Rio Grande do Sul
Práticas
Ressignificação do processo de adolescer
Minas Gerais