Olá,

Visitante

Um olhar Sobre os Acumuladores no Território de São Miguel Paulista, no Desafio de Um Trabalho Multiprofissional Intersetorial, Visando À Atenção Integral.

O munícipe em situação de acúmulo compulsivo, chega à Rede por meio das Unidades Básicas de Saúde ou por meio da Suvis. Antes de qualquer intervenção, o caso é discutido em reunião mensal do Grupo Técnico GAMA (Grupo de Apoio aos Munícipes Acumuladores). Nesta reunião discute-se um projeto terapêutico intersetorial. Importante ressaltar que a retirada de inservíveis é executada em último lugar. As ações são voltadas para a atenção integral quanto a saúde e o resgate da cidadania.Dessa forma o sujeito em sofrimento psíquico passa a ser assistido e monitorado pela Rede, considerando que o acumulador compulsivo necessita de tratamento contínuo. No momento em que estiver mais organizado e estabelecido o vínculo com a equipe de referência, é então realizada a retirada dos inservíveis de modo não invasivo, com a presença e participação do sujeito e sua família.Atores envolvidos:Representantes do Gabinete da Subprefeitura de São Miguel, Defesa Civil, Supervisão técnica de Saúde de São Miguel, SUVIS, Hospital Tide Setubal, SAS. CRAS. CREAS, SAMU, GCM, CAPS Adulto II São Miguel, CAPS Álcool e Drogas III São Miguel, unidades básicas de referência do paciente.Período de realização:Início em outubro de 2014 e publicado e validado em fevereiro de 2015 pelo diário oficial do município de São Paulo em realização até a presente data.Aprendemos que o vínculo é a nossa principal ferramenta nas intervenções e que a maior dificuldade é a sensibilização da família e vizinhos com relação ao sofrimento psíquico do acumulador compulsivo.

Chegada de munícipes em situação de acúmulo compulsivo à Rede da Subprefeitura de São Miguel por meio das Unidades Básicas de Saúde ou por meio da Suvis, precisando de ações voltadas para a atenção integral quanto a saúde e o resgate da cidadania.

O grupo técnico realiza seminário anual que tem como público alvo, a população e profissionais de todos os setores envolvidos nas ações, também realiza capacitações e sensibilizações de setores específicos no decorrer do ano. Quanto as Perspectivas futuras, esperamos ampliar o número de seminários e capacitações na região Leste do Município de São Paulo e outras regiões que se fizerem necessárias para o município de São Paulo.

Principal

Valéria Iracy Lira Florentino, João Gabriel Zerba Corrêa, Guilherme Costa Ferreira, Sueli Alcântara Ambrósio, Patrícia Garcia Braga dos Anjos.

lupereira09@hotmail.com

A prática foi aplicada em

São Paulo

São Paulo

Sudeste

Instituição

RUA GENERAL JARDIM, 36 - VILA BUARQUE

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Valéria Iracy Lira Florentino, João Gabriel Zerba Corrêa, Guilherme Costa Ferreira, Sueli Alcântara Ambrósio, Patrícia Garcia Braga dos Anjos.

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

03 nov 2020

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
A importância do trabalho em rede para a efetivação da reinserção social aos dependentes químicos enquanto sujeitos de direitos: observações acerca do eixo reinserção social no Centro de Acolhimento e Atenção Integral Sobre Drogas do município de Cachoeiro de Itapemirim (ES)
Espírito Santo
Práticas
Atuação intersetorial nos casos suspeitos de TEA na primeira infância, um relato de experiência.
Paraíba
Práticas
Explorando as possibilidades: atividade aquática no tratamento de TEA no município de Queimadas – PB
Paraíba
Práticas
Inovação do cuidado em saúde mental no município de São José do Sabugi-PB a partir da prática.
Paraíba
Práticas
Em boas mãos: valorização dos profissionais de saúde e os impactos na proatividade em Queimadas – PB
Paraíba
Práticas
Protocolo de passagem de plantão no serviço residencial terapêutico: um relato de experiência
Paraíba
Práticas
Ressignificando vidas através das artes manuais: uma vivência do CAPS I Umbuzeiro-PB
Paraíba