Olá,

Visitante

Setembro amarelo: aporte da educação física na promoção da saúde mental e prevenção do suicídio

Contextualização:

No cenário atual, a saúde mental tem se destacado como uma pauta essencial para a promoção do bem-estar e qualidade de vida das populações. Diante disso, o Setembro Amarelo, movimento mundial de conscientização sobre a prevenção do suicídio, surge como um importante marco na luta contra esse grave problema de saúde pública. Nesse contexto, a Educação Física emerge como uma poderosa aliada, oferecendo estratégias e práticas que contribuem significativamente para a promoção da saúde mental e prevenção ao suicídio. O presente relato de experiência apresenta ações realizadas durante o Setembro Amarelo dos anos de 2022 e 2023, pela equipe da UBS. Severina Jácome de Oliveira, situada na zona rural do município de Cajazeirinhas, Paraíba. As atividades propostas buscaram não apenas disseminar informações sobre como prevenir o suicídio, mas também quebrar o estigma associado aos transtornos mentais, encorajando a população a discutir abertamente sobre o tema. A iniciativa partiu de um reconhecimento da necessidade urgente de abordar questões de saúde mental de maneira aberta e inclusiva, considerando o aumento de casos de depressão, ansiedade e suicídio em diversas faixas etárias. É interesse dos profissionais prosseguir com a execução das atividades em todos os anos subsequentes, sensibilizando a referida sociedade para a importância de cuidar da saúde mental, promovendo a solidariedade, o apoio mútuo e a esperança para aqueles que enfrentam desafios psicológicos.

Objetivos:

• Objetivo Geral

Analisar a contribuição da Educação Física durante o Setembro Amarelo, visando compreender seu papel na promoção da saúde mental e na prevenção ao suicídio.

• Objetivos Específicos

a) Analisar a importância da Educação Física como ferramenta de promoção da saúde mental durante o Setembro Amarelo.
b) Investigar as estratégias e práticas da Educação Física que podem ser aplicadas na prevenção do suicídio.
c) Identificar os impactos da participação em atividades físicas na saúde mental e bem-estar emocional dos indivíduos durante o Setembro Amarelo.
d) Proporcionar subsídios para o desenvolvimento de programas e intervenções de Educação Física voltados para a promoção da saúde mental e prevenção ao suicídio, especialmente durante o mês de setembro.

Metodologia:

O cenário no qual a experiência é narrada se dá a partir da UBS Severina Jácome de Oliveira, localizada na zona rural do município de Cajazeirinhas – Paraíba. O processo de execução das ações seguiram o seguinte percurso: 1) contextualização: em julho de 2022, foi identificado pela equipe de saúde, a necessidade de abordagem sobre o Setembro Amarelo, bem como, a importância da promoção da saúde mental na prevenção do suicídio e o papel da Educação Física nesse contexto, especialmente na zona rural de Cajazeirinhas – PB. 2) planejamento das atividades: foram delineadas atividades específicas a serem desenvolvidas durante o mês de setembro, considerando as características da população rural, como aulas de Educação Física ao ar livre, palestras educativas, caminhadas, atividades esportivas e recreativas; 3) execução das atividades: as atividades planejadas foram executadas ao longo do mês de setembro, com o apoio de profissionais da área de Educação Física, Psicologia, Enfermagem, Odontologia e Medicina, garantindo uma abordagem inclusiva e adaptada às necessidades da população rural; 4) análise dos resultados: no ano de 2022 tivemos a participação de 25 pessoas, concentradas exclusivamente na Academia de Saúde da zona rural; no ano de 2023 evoluímos o evento para a participação de mais de 40 pessoas, com atividades ocorridas tanto na Academia de Saúde, como extensiva as escolas do campo.

Variados foram os motivos que levaram os profissionais de saúde a executar ações frente ao tema, são eles: a) conscientização sobre saúde mental – o Setembro Amarelo é uma campanha de conscientização sobre saúde mental e prevenção ao suicídio. Através do trabalho com esse tema, é possível educar as pessoas sobre a importância de cuidar da saúde mental e de buscar ajuda quando necessário; b) papel da Educação Física – a Educação Física desempenha um papel importante na promoção da saúde mental, pois a atividade física regular pode reduzir o estresse, a ansiedade e a depressão. Ao trabalhar com esse tema, os profissionais de Educação Física podem destacar os benefícios da atividade física para o bem-estar mental; c)prevenção ao suicídio – o suicídio é uma das principais causas de morte em todo o mundo, e a prevenção é uma prioridade de saúde pública. Ao abordar o tema do Setembro Amarelo, é possível fornecer informações sobre os sinais de alerta de suicídio, como buscar ajuda e como oferecer apoio a quem está em crise; d) inclusão e acolhimento – trabalhar com o tema do Setembro Amarelo também promove a inclusão e o acolhimento de pessoas que enfrentam problemas de saúde mental. Isso ajuda a reduzir o estigma em torno das doenças mentais e encoraja as pessoas a buscarem ajuda sem medo de julgamento; e, e) engajamento da comunidade escolar – ao envolver alunos, professores e pais no trabalho com o tema do Setembro Amarelo, é possível criar um ambiente escolar mais solidário e compassivo. Isso fortalece os laços comunitários e promove uma cultura de apoio mútuo.

Os resultados deste relato de experiência revelaram um impacto significativo das atividades de Educação Física na promoção da saúde mental e prevenção ao suicídio na zona rural de Cajazeirinhas – PB durante o Setembro Amarelo. A participação ativa dos membros da comunidade nas atividades propostas foi notável, demonstrando um interesse genuíno em abordar questões relacionadas à saúde mental. Observou-se uma melhoria na disposição e no bem-estar emocional dos participantes após a realização das atividades físicas ao ar livre, bem como um aumento na conscientização sobre a importância do autocuidado e da busca por ajuda em momentos de crise. Além disso, a interação social proporcionada pelas atividades contribuiu para fortalecer os laços comunitários e criar um ambiente de apoio mútuo entre os moradores da zona rural. Os resultados também indicaram a necessidade de continuarmos investindo em iniciativas semelhantes, adaptadas às especificidades da população rural, e de promover uma abordagem integrada e multidisciplinar na promoção da saúde mental e prevenção do suicídio.

Diante da experiência vivenciada durante o Setembro Amarelo na zona rural de Cajazeirinhas, podemos concluir que o aporte da Educação Física desempenhou um papel crucial na promoção da saúde mental e prevenção ao suicídio. As atividades desenvolvidas demonstraram ser eficazes não apenas na melhoria do bem-estar emocional dos participantes, mas também na criação de um ambiente de apoio e acolhimento na comunidade. A participação ativa e o engajamento dos envolvidos destacaram a importância de abordagens integradas e multidisciplinares na promoção da saúde mental. Dessa forma, reiteramos a necessidade de continuar investindo em iniciativas semelhantes, adaptadas às particularidades da população rural, e de promover uma cultura de cuidado e prevenção do suicídio ao longo de todo o ano, não apenas durante o mês de setembro.

Principal

Kecyanna Cristovão Nascimento Formiga

kecynha27@gmail.com

Psicóloga

Coautores

Kecyanna Cristovão Nascimento Formiga Christianne Urtiga Rocha Arianny Keylla de França Sousa Tiago Almeida Alves

A prática foi aplicada em

Cajazeirinhas

Paraíba

Nordeste

Esta prática está vinculada a

Rua Admilson Leite de Almeida, número 80, centro, Cajazeirinhas - Paraíba

Uma organização do tipo

Instituição Pública

Foi cadastrada por

Kecyanna Cristovão Nascimento Formiga

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

14 abr 2024

e atualizada em

14 abr 2024

Início da Execução

02/07/2022

Fim da Execução

30/09/2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

Você pode se interessar também

Práticas
Experiência do Preventivo Humanizado no SUS
Maranhão
Práticas
Implantação do serviço de curativos na atenção básica do município de Arara: experiência exitosa
Paraíba
Práticas
Assistência odontológica aos trabalhadores da saúde municipal de Esperança: relato de experiência
Paraíba
Práticas
Caminhos do Cuidado, levando serviços de saúde para as comunidades rurais no município de Condado (PB)
Paraíba
Práticas
Gestar saudável – de 0 a 1000 dias
Paraíba
Práticas
Mapa territorial em saúde mental: instrumento exitoso do cuidado na atenção primária à saúde
Paraíba
Práticas
Implementação da estratégia Tenda da Imunização para aumento de coberturas vacinais
Todos os Estados (Nordeste), Paraíba