Olá,

Visitante

Relato de Experiência com Implantação da Politica de Humanização na Reafirmação da Dignidade dos Usuários de Drogas na Prática Capsiana no Município de Ponta Grossa – Pr

Elaborou-se um plano de ação anual do CAPS ad com execução de um cronograma de sugestões de atividades extramuros, com datas pré-fixadas que vai de fevereiro a novembro de 2016, sendo que, se estabeleceu a exploração de espaços públicos e privados dentro da cidade de Ponta Grossa e cidades vizinhas, o cronograma prevê a visitação nos parques municipais, passeios turísticos (Parque Estadual de Vila Velha, Parque histórico de Carambeí, parques aquáticos, cachoeiras, cinemas, entre outros). O deslocamento é realizado com os ônibus de linha municipal e intermunicipal, onde cada participante arca com as suas próprias despesas, incluindo a alimentação. O grupo apresenta-se de forma heterogênea. Ressalta-se que os principais protagonistas da atividade são os frequentadores do CAPS ad e seus familiares, com grupo de quinze ou vinte pessoas, acompanhados por uma equipe média de cinco terapeutas e guia ou funcionário do local visitado.

O presente relato visa demonstrar a experiência exitosa das práticas de vivências sociais baseadas na participação dos usuários de drogas nos diversos contextos sociais do seu território, baseado nas práticas da politica de humanização, reafirmando a sua própria dignidade na sociedade da qual está sendo reinserido.

Têm-se como objetivos e perspectivas futuras, a mudança de hábito, a reinserção do usuário de droga no território do qual faz parte, fortalecendo assim o empoderamento de seus direitos civis, o respeito à sua dignidade humana, o fortalecimento dos laços familiares, incentivo a busca por estratégias de organização e planejamento financeiro, bem como possibilitar experiências sociais das quais não costumam exercitar e reduzir danos à saúde, produzindo e transformando os valores culturais e sociais desses sujeitos. Dessa forma, o serviço do CAPS ad apresenta um elenco de alternativas, focadas na cidadania de cada participante deste projeto, conforme os seus recursos pessoais, familiares e comunitários.A partir do exposto, analisa-se a garantia dos direitos humanos e cidadania visando o equilíbrio da interação dos diversos atores: usuários, familiares, comunidade e Estado mediado pelo serviço de saúde CAPS AD do município de Ponta Grossa – Paraná.

Principal

Michelle da Silva Claudino

michelle_cto@hhotmail.com

A prática foi aplicada em

Ponta Grossa

Paraná

Sul

Instituição

Av. Visc. de Taunay, 950 – Centro

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Michelle da Silva Claudino

Conta vinculada

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Seu Período de Execução foi de

até

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Acolhimento Como Ferramenta de Escuta e Mobilização no Grupo de Mães do Tea no Município de Sumé
Paraíba
Práticas
Programa de Atendimento Fisioterapêutico Domiciliar em Pacientes Crônicos Restrito ao Leito em Locais de Difícil Acesso
Rio de Janeiro
Práticas
Agenda Jovem Aprendiz
Minas Gerais
Práticas
Hiperdia em Ação nas Comunidades: Estratégias para Melhorar a Qualidade de Vida dos Cidadãos Coqueirenses.
Práticas
Uso do Futsal Como Estratégia de Promoção da Saúde e Diminuição do Risco de Marginalização: Projeto Caminhos do Viver.
São Paulo
Práticas
Qualidade de Vida no Grupo “Mulher Ativa” na Cidade de Montalvânia – Mg
Minas Gerais
Práticas
Qualidade de Vida e Longevidade: Educação/Prevenção/Promoção em Saúde Sob os Aspectos Biopsicossociais Como Ferramenta para o Cuidado de Pacientes Hipertensos e Diabéticos.
Minas Gerais
Práticas
Projeto “Viva Leve”
Minas Gerais
Práticas
Grupo Girassol: Relatos de Experiência de Ações de Promoção da Saúde para Melhoria da Qualidade de Vida de Pessoas com Doenças e Sequelas
Minas Gerais
Práticas
Praticas Exitosas no Grupo de Emagrecimento.
Minas Gerais