Olá,

Visitante

Projeto Emagrecer Saudável – uma Experiência do Nasf-Ab e Cristinápolis, no Combate ao Sobrepeso e obesidade.

A presente experiência trata do Projeto Emagrecer Saudável, como parte das ações de promoção da Saúde e prevenção de doenças, realizada em 2017 e 2018, pela equipe multiprofissional, nutricionista, educadora física, psicóloga, fisioterapeuta e fonoaudióloga, do Núcleo Ampliado de Saúde da Família e Atenção Básica. A prevalência de sobrepeso e obesidade vem aumentando rapidamente no mundo, sendo considerada um importante problema de saúde pública. O Brasil, que até pouco tempo lutava para combater a fome e a desnutrição, agora precisa conter a obesidade, que é uma doença crônica, que envolve fatores sociais, comportamentais, ambientais, culturais, psicológicos, metabólicos e genéticos. Assim, diante deste contexto, notou-se se a importância de desenvolver ações de promoção em saúde e prevenção dos agravos associadas a patologia em questão. E, levando em consideração os atendimentos realizados pelas ESF, com sobrepeso e obesidade e encaminhados para o NASF-AB, o projeto foi elaborado.

Motivar e apoiar a população a adotar hábitos de vida saudáveis com o objetivo de perder peso, ganhar saúde e qualidade de vida Incentivar a alimentação adequada e saudável e a prática de exercícios físicos Estimular o autodomínio do corpo e das vontadesInicialmente, foi realizada reunião com as ESF e distribuídas as fichas de inscrição para o projeto. Foram selecionadas mulheres com idade entre 20 a 45 anos, com IMC acima 25 kg/m². Com Duração de quase três meses, com encontros semanais, a maioria deles aconteceram na academia da saúde, contou com a participação dos profissionais do NASF, com orientação nutricional roda de conversa com a psicóloga atividades físicas alternativas avaliação antropométrica (início, meio e fim) avaliação e Orientação postural dinâmicas técnica de mastigação e respiração oficina culinária “Saladas e Molhos”. No último encontro, aconteceu o concurso gastronômico “Bolos Funcionais”. Houve premiação para as três participantes que perderam mais peso.

Este projeto fomentou reflexões sobre como melhorar a qualidade de vida, com a adoção de uma alimentação adequada e saudável, com a prática de exercícios físicos e controle natural do estresse. As participantes além de refletirem sobre suas escolhas, passaram a estimular as pessoas do seu convívio a fazerem o mesmo. Assim, mudanças nos hábitos de vida das pessoas podem constituir uma das melhores formas de promover a saúde. A ideia é continuar com o projeto e ampliar para outros NASF-AB.

Principal

Amanda Viana Soares

nutriamandasoares@gmail.com

A prática foi aplicada em

Bahia

Nordeste

Instituição

Cristinápolis

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Ideiasus/Conasems

Conta vinculada

mayaragoncalves.job@gmail.com

01 jul 2018

e atualizada em

22 set 2023

Seu Período de Execução foi de

até

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
O Encontro como Estratégia de Fortalecimento da Rede de Atenção Psicossocial: Conectando e Mobilizando Fluxos nos Diferentes Pontos da Atenção Básica no Vale do Jamari, Rondônia
Rondônia
Práticas
Projeto Menina do Laço de Fita: Integralidade do Cuidado na Garantia do Direito Sexual e Reprodutivo da População de Abaetetuba – Pará
Pará
Práticas
Aperfeiçoamento do Processo de Gerenciamento do Programa do Tratamento Fora do Domicílio de Santa Luzia do Pará
Pará
Práticas
Criança Vacinada e Feliz
Práticas
Outside Vaccine: Rorainópolis Fora dos Muros
Práticas
Estratégias para Vacinação Contra Covid: Busão +saúde – Palmas-to
Práticas
Estrategias para Contornar Dificuldades e Elevar Cobertura Vacinal de Polio e Penta
Práticas
Reorganização do Processo de Trabalho das Equipes da Atenção Básica para o Fortalecimento das Ações de Imunização no Município de Jandaíra-ba
Práticas
Vacinar para Proteger: Metodologias Sistematizadas Aplicadas para o Alcance da Cobertura Vacinal em Pindoretama-ceará
Práticas
Imunização na Terceira Idade: Educação em Saúde Como Estratégia para Adesão de Idosos em um Município do Estado do Maranhão