Olá,

Visitante

Projeto Emagrecer Saudável – uma Experiência do Nasf-Ab e Cristinápolis, no Combate ao Sobrepeso e obesidade.

A presente experiência trata do Projeto Emagrecer Saudável, como parte das ações de promoção da Saúde e prevenção de doenças, realizada em 2017 e 2018, pela equipe multiprofissional, nutricionista, educadora física, psicóloga, fisioterapeuta e fonoaudióloga, do Núcleo Ampliado de Saúde da Família e Atenção Básica. A prevalência de sobrepeso e obesidade vem aumentando rapidamente no mundo, sendo considerada um importante problema de saúde pública. O Brasil, que até pouco tempo lutava para combater a fome e a desnutrição, agora precisa conter a obesidade, que é uma doença crônica, que envolve fatores sociais, comportamentais, ambientais, culturais, psicológicos, metabólicos e genéticos. Assim, diante deste contexto, notou-se se a importância de desenvolver ações de promoção em saúde e prevenção dos agravos associadas a patologia em questão. E, levando em consideração os atendimentos realizados pelas ESF, com sobrepeso e obesidade e encaminhados para o NASF-AB, o projeto foi elaborado.

Motivar e apoiar a população a adotar hábitos de vida saudáveis com o objetivo de perder peso, ganhar saúde e qualidade de vida Incentivar a alimentação adequada e saudável e a prática de exercícios físicos Estimular o autodomínio do corpo e das vontadesInicialmente, foi realizada reunião com as ESF e distribuídas as fichas de inscrição para o projeto. Foram selecionadas mulheres com idade entre 20 a 45 anos, com IMC acima 25 kg/m². Com Duração de quase três meses, com encontros semanais, a maioria deles aconteceram na academia da saúde, contou com a participação dos profissionais do NASF, com orientação nutricional roda de conversa com a psicóloga atividades físicas alternativas avaliação antropométrica (início, meio e fim) avaliação e Orientação postural dinâmicas técnica de mastigação e respiração oficina culinária “Saladas e Molhos”. No último encontro, aconteceu o concurso gastronômico “Bolos Funcionais”. Houve premiação para as três participantes que perderam mais peso.

Este projeto fomentou reflexões sobre como melhorar a qualidade de vida, com a adoção de uma alimentação adequada e saudável, com a prática de exercícios físicos e controle natural do estresse. As participantes além de refletirem sobre suas escolhas, passaram a estimular as pessoas do seu convívio a fazerem o mesmo. Assim, mudanças nos hábitos de vida das pessoas podem constituir uma das melhores formas de promover a saúde. A ideia é continuar com o projeto e ampliar para outros NASF-AB.

Principal

Amanda Viana Soares

nutriamandasoares@gmail.com

A prática foi aplicada em

Bahia

Nordeste

Instituição

Cristinápolis

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Ideiasus/Conasems

Conta vinculada

01 jul 2018

e atualizada em

22 set 2023

Seu Período de Execução foi de

até

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Programas de provimento médico federais: estratégias de monitoramento e avaliação municipais
Rio de Janeiro
Práticas
Acessibilidade no SUS: Implantação de um laboratório da Língua Brasileira de Sinais em unidades de Estratégia da Família em São Pedro da Aldeia
Rio de Janeiro
Práticas
Arte como instrumento de cuidado na Atenção Primária à Saúde
Bahia
Práticas
O Agente Comunitário de Saúde e a integralidade do cuidado no controle das Arboviroses.
Rio de Janeiro
Práticas
O Nasf de Armação dos Búzios como uma fênix em tempos sombrios: novas tecnologias a serviço do cuidado
Rio de Janeiro
Práticas
ATHIS Casa Saudável
Rio Grande do Sul
Práticas
Campanha Permanente de Castração de Cães e Gatos: Combate Estratégico às Zoonoses Centrado nos Princípios do SUS e no Conceito Território em Saúde, em Gurupi – To
Tocantins
Práticas
Cuidado de Enfermagem aos Portadores de Diabetes com “Pés Diabéticos” em Equipe de Estratégia Saúde da Família Relato de Experiência
Rondônia
Práticas
Territorialização e Expansão do Acesso na Atenção Básica em Pimenta Bueno: Redução de Nove para Duas Áreas des cobertas Pelos Agentes Comunitários de Saúde – Acs
Rondônia