Olá,

Visitante

Processo de Monitoramento e Avaliação de Serviços na Atenção Básica do Município de Boa Vista do Cadeado

Desde então toda a estrutura de atendimento da UBS/ESF de Boa Vista do Cadeado iniciou um processo de reestruturação física e funcional para se adequar aos objetivos propostos pelo PMAQ-AB. Após a adesão ao programa, o gestor convocou uma reunião com todos os servidores da Secretaria da Saúde para esclarecer que o recurso da PMAQ-AB seria dividido 50% para a gestão e 50% para os servidores da Atenção Básica. No ano de 2012 a gestora repassou o recurso recebido durante o ano igualitariamente entre todos os funcionários da AB. Nesse mesmo ano, a gestora cogitou a necessidade de desenvolver um mecanismo para avaliar o desempenho de cada funcionário, dentro de sua área de atuação, vinculando a distribuição do recurso a este. Uma vez que o PMAQ-AB traz consigo a responsabilidade sanitária dos profissionais e gestores de saúde com a melhoria das condições da saúde da população e satisfação dos usuários, bem como um compromisso permanente com a melhoria da qualidade e ampliação do acesso aos serviços prestados pela AB. Em 2013, formou-se uma equipe com um servidor de cada serviço da UBS (1 Agente Comunitário Saúde, 1 Representante da Gestão, 1 Farmacêutico – NASF, 1 Fisioterapeuta – NASF, 1 Enfermeira ESF, 1 Enfermeira da Atenção Básica, 1 Motorista, 1 Odontóloga, 1 Visitadora PIM, 1 Representante dos Serviços Gerais) com o intuito de construir um instrumento, a partir de ideias, conhecimentos e experiências mútuas, para avaliação e consequente monitoramento da qualidade dos serviços prestados na UBS. A construção coletiva de um instrumento que fosse viável avaliar os serviços prestados. Para isso, primeiramente, cada integrante da equipe discutiu com seus colegas de serviço, quais itens poderiam ser avaliados e trouxe para o grande grupo. A partir das demandas trazidas, a equipe formulou um instrumento de avaliação, denominado Instrumento de Avaliação Geral para Distribuição dos Recursos do PMAQ, sendo elencados os seguintes critérios: efetividade e pontualidade, produção, presença nas Reuniões, avaliação do usuário e interpessoal. O Relógio Ponto fornece relatórios dos registros diários de entradas e saídas dos servidores. As informações da Produção vêm dos registros de atendimentos de cada profissional, através da média de atendimentos dos últimos três meses, que deverá no mínimo se manter. Devido às particularidades de alguns serviços, houve a necessidade de elaborar um instrumento especifico para avaliar a Produção (ACS, Serviços Gerais, Motoristas e PIM). A Presença Efetiva nas Reuniões é verificada pelo percentual de presenças registradas em atas. A Avaliação do Usuário é obtida por meio da “Caixa de Opiniões dos Usuários” localizada na recepção da UBS, com acesso livre a toda a população, na qual, os serviços ofertados, são avaliados entre ÓTIMO, BOM E RUIM. E, finalmente, a Avaliação Interpessoal é realizada com base num instrumento elaborado para esse fim, que aborda o Relacionamento Interpessoal, Trabalho em Equipe, Comunicação, Atualização e

A ideia da implantação de um instrumento de avaliação dos servidores da Secretaria Municipal de Saúde de Boa Vista do Cadeado que desenvolvem atividades na Atenção Básica-AB surgiu a partir do Programa de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica – PMAQ-AB, o qual foi aderido pelo município em 2011, mesmo ano que foi proposto pelo Ministério da Saúde – MS.

Principal

Luciane Stanislawisk

saude@boavistadocadeado.rs.gov.br

A prática foi aplicada em

Boa Vista do Cadeado

Rio Grande do Sul

Sul

Instituição

AV. CINCO IRMAOS, 1130

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Luciane Stanislawisk

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Gestão de saúde em Queimadas – PB: uso estratégico da informação no planejamento das ações
Paraíba
Práticas
Implantação e ampliação de Serviço Especializado em município do sertão da Paraíba
Paraíba
Práticas
Gestão de saúde de Cabedelo na implantação da nova lei de licitações: desafios e conquistas
Paraíba
Práticas
Processo de elaboração do Plano Municipal de Saúde 2022-2025- relato de experiência.
Paraíba
Práticas
INFORMATIZAÇÃO DA REGULAÇÃO MUNICIPAL COM A ATENÇÃO PRIMÁRIA COMO COORDENADORA DO CUIDADO
Rio de Janeiro
Práticas
A importância da implantação de sistema de regulação de exames no Município de mendes.
Rio de Janeiro
Práticas
Ideação suicida e tentativas de suicídio: uma análise de casos do SAMU 192 no interior do estado do RJ.
Rio de Janeiro