Olá,

Visitante

Plano Institucional no Contexto das Violências: Serviço Humanizado no Hospital e a Rede de Cuidados

A Secretaria Municipal de Saúde de Mangaratiba (SMS), implantou em 2008 o SINAN, para a vigilância das violências interpessoais e autoprovocadas. Em 2017, foi criado o ARTE VIVA (AV), núcleo responsável pela articulação de estratégias de prevenção e enfrentamento às violências, que lidou com os desafios da subnotificação das situações de violência

1-Subnotificação das violências.2- Naturalização da violência contra as mulheres e a cristalização da vulnerabilidade.3- Inexistência de fluxo de atendimento para as situações de violência e descontinuidade do cuidado.4- Falta de serviços especializados para atendimento de pessoas em situação de violência no âmbito da saúde.

A SLM utiliza algumas tecnologias da Sala Lilás do TJ, que funciona nos IML para atendimento humanizado de mulheres em exames periciais, no entanto, o fato da SLM ser da saúde distingue a dinâmica de acolhimento e encaminhamentos do setor. As enfermeiras que atuam na SLM apresentam competências, que lhes asseguram lidar com as situações de violência, de forma ética e livre de preconceitos, tratando as situações demandadas com o sigilo que os casos requerem. Tais enfermeiras estão em constante processo de formação para identificar as motivações e tipos de violências, avaliar risco de feminicídio, risco de suicídio e vulnerabilidade social, realizar os protocolos de profilaxia nos casos de violência sexual, realizar testes rápidos e fazer os aconselhamentos. Ainda serem capazes de acolher a pessoa em situação de violência, oferecer apoio emocional e orientações sobre direitos, acesso à assistência, equipamentos da saúde, justiça e o uso do Boletim de Atendimento Médico, que pode ser empregado como prova em caso de denúncia para que seja feito Corpo de delito Indireto. Deve também conhecer o campo de trabalho da urgência e emergência para atuar junto à Equipe do Trauma nos casos de violência que chegam pela emergência do Hospital, dominar os Protocolos Operacionais Padrão (POP): da SLM e dos que fazem interface com o hospital, e por fim, conhecer a rede de atenção primária em saúde e os fluxos de encaminhamento, que viabilizam a continuidade do cuidado no território.CONCLUSÃOO trabalho objetivou apresentar o serviço da SLM no Hospital Municipal, que é realizado por enfermeiras instrumentalizadas para responder de forma competente e humanizada às pessoas e a complexidade das demandas das situações de violência interpessoal e autoprovocada. Todo o projeto é desenvolvido com o suporte técnico multidisciplinar, que faz parte da estrutura do trabalho, onde contamos com a parceria da rede de apoio do próprio hospital, como também com a rede de enfrentamento às violências do município, que é acionada por meio de protocolos e fluxos de atendimento pactuados com os serviços especializados e não especializados. A SLM demostrou eficiência nos acolhimentos e orientações realizadas para garantir que às mulheres, crianças, adolescentes, idosos, negros e LGBTQIA+ tenham acesso à saúde, assistência e justiça, que possam se resguardar após denúncia e ver os autores de agressão responsabilizados. Acreditamos que a organização do serviço, tal como descrito, foi capaz de visibilizar a violência, estreitar o diálogo intersetorial e promover a assistência integral dos usuários do serviço.

Principal

Maria Elisa Barretto Goulart

elisabgoulart@gmail.com

A prática foi aplicada em

Mangaratiba

Rio de Janeiro

Sudeste

Instituição

Rua Nilo Peçanha, 85 - Centro - Mangaratiba - RJ

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Maria Elisa Barretto Goulart

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Os caminhos para alcançar os indicadores de desempenho do Previne Brasil pelo município de Bom Jesus (PB)
Paraíba
Práticas
ADESÃO DAS GESTANTES AO PRÉ-NATAL ODONTOLÓGICO: UMA PROPOSTA DE INTERVENÇÃO NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE
Paraíba
Práticas
A PRÁTICA DE PRIMEIROS SOCORROS NO CONTEXTO DE UM CURSO TÉCNICO PARA AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE
Paraíba
Práticas
Programa Bolsa Família: processo formativo para profissionais da atenção primária
Paraíba
Práticas
Humanização na prática do cateterismo vesical de demora na atenção básica.
Paraíba
Práticas
Metodologias ativas no processo de atualização de profissionais de saúde: relato de experiência.
Paraíba