Olá,

Visitante

Nasf no AEE: aprendendo que na diferença somos todos iguais.

A iniciativa intitulada NASF NO AEE: APRENDENDO QUE NA DIFERENÇA SOMOS TODOS IGUAIS, carrega consigo a intenção de beneficiar diretamente os alunos (as) com deficiência que frequentam a rede regular de ensino municipal e são atendidos em contraturno na Sala de Recursos Multifuncionais com Atendimento Educacional Especializado (AEE). A referida sala implantada pela gestão municipal em parceria com o MEC no ano de 2007 conta atualmente com 16 alunos com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento, assegurando-lhes condições de acesso, participação e aprendizagem, promovendo assim a inclusão. Para o êxito das ações vale destacar a importância do trabalho intersetorial entre saúde e educação que vem sendo efetivado através da transversalidade e de um trabalho contínuo especificamente através do NASF (Núcleo de Apoio à Saúde da Família) que atuam diretamente na sala e no ambiente escolar, realizando acompanhamento especializado nas áreas de fisioterapia, fonoaudiologia e psicologia. Nos itens a seguir apresentaremos detalhes de como acontece a iniciativa.

O sistema de saúde brasileiro (SUS) criado com o intuito de atender às necessidades de saúde da população, vem ao longo dos anos travando inúmeras lutas para que possa se firmar como uma política pública de saúde eficaz e que de fato seja universal, equitativo e integral. Existem Inúmeras são as barreiras e desafios que faz com que o SUS esteja sempre em constante transformação, não temos ainda um sistema pronto e acabado, faz-se necessário que a classe política passe a enxergar o SUS com bons olhos, pois um dos maiores entraves nesse processo é o cofinanciamento, espera-se que as propostas tão bem apresentadas sejam demandadas na prática para que nossa população tenha seus direitos preservados ocorrendo assim a melhoria da qualidade de vida e bem-estar. Somos conhecedores da implantação de novos mecanismos e tecnologias, implementação e aplicabilidade de políticas, programas e estratégias que buscam dar respostas às nossas inquietações. É mister, destacar que a porta de entrada do acesso da população aos serviços de saúde é cada vez mais o foco central para a melhoria da qualidade de vida, isso por que, é o primeiro contato direto com o usuário, é onde passamos a conhecer, entender, aprender e compreender os determinantes sociais que cercam o indivíduo em todo seu contexto sócio-político e econômico. A atenção primária à saúde ou atenção básica, conforme define a portaria 2.488 de 21 de outubro de 2011:Caracteriza-se por um conjunto de ações de saúde, no âmbito individual e coletivo, que abrange a promoção e a proteção da saúde, a prevenção de agravos, o diagnóstico, o tratamento, a reabilitação, redução de danos e a manutenção da saúde com o objetivo de desenvolver uma atenção integral que impacte na situação de saúde e autonomia das pessoas e nos determinantes e condicionantes de saúde das coletividades. Reconhecemos a grande importância que uma atenção primária de qualidade exerce no município, por ser esta a porta de entrada para os nossos usuários. Uma de suas principais características tem sido a forma de organização e planejamento priorizando a interdisciplinaridade, a intersetorialidade e o processo de saúde coletiva, visando atender ás necessidades dos usuários de forma resolutiva e eficiente. Seguindo os preceitos da Política Nacional de Promoção da Saúde (Brasília, 2010) que afirma: A promoção da saúde, como uma das estratégias de produção de saúde, ou seja, como um modo de pensar e de operar articulado às demais políticas e tecnologias desenvolvidas no sistema de saúde brasileiro, contribui na construção de ações que possibilitam responder às necessidades sociais em saúde.

A Secretaria Municipal de Saúde de Major Sales/RN vem desenvolvendo através das Estratégias Saúde da Família (ESF) e Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF) ações e atividades de promoção á saúde que visam melhorar a qualidade de vida da nossa população, merecendo destaque as ações promovidas em parcerias com outras instituições fortalecendo a intersetorialidade que tem nos proporcionado grandes êxitos no processo de saúde coletiva.

Consideramos que a iniciativa NASF NO AEE: APRENDENDO QUE NA DIFERENÇA SOMOS TODOS IGUAIS por ser uma experiência inovadora e exitosa merece ser apresentada e divulgada, pois as ações que vem sendo desenvolvidas é de relevância nacional, por mostrar compromisso da gestão em olhar com atenção para as pessoas com deficiência e por promover ações que ofertem a socialização e a participação dos mesmos na nossa sociedade, pois não medimos esforços em garantir aos alunos com deficiência condições para que esses participem ativamente do ensino regular como todos os demais. Os esforços aqui apresentados dos profissionais da saúde e educação vão além do processo ensino/aprendizagem, juntos nos tornamos uma grande família, primamos pelo vínculo afetivo e de companheirismo com todos os especiais e seus familiares, compartilhando momentos de alegria e de tristeza. Portanto, participar da 14ª Mostra Brasil Aqui Tem SUS – 2017 apresentando como experiência o nosso projeto, teremos a oportunidade de mostrar para todo o Brasil que práticas como a nossa deve ser realizada em todo município brasileiro, pois nossas comunidades precisam de um atendimento educacional especializado de qualidade para que possamos de fato mostrar que na diferença somos todos iguais, e que os direitos das pessoas com deficiências devem ser preservados e livres de preconceitos e tabus.

Principal

Ângela Wilma Rocha

angela_wilma@hotmail.com

A prática foi aplicada em

Major Sales

Rio Grande do Norte

Nordeste

Esta prática está vinculada a

R. Nilza Fernandes, 640

Uma organização do tipo

Instituição Pública

Foi cadastrada por

Ângela Wilma Rocha

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

02 jun 2023

e atualizada em

18 mar 2024

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

Você pode se interessar também

Práticas
Ações intersetoriais: integrando estratégias no combate às arboviroses na cidade de Belém do Brejo da Cruz (PB)
Paraíba
Práticas
Re(h)abilitando a interdisciplinaridade e o cuidado na atenção primária à saúde
Paraíba
Práticas
A (in) visibilidade de quem está em situação de rua: caminhos possíveis para cuidado em saúde
Paraíba
Práticas
Do ambulatório LGBTQIAPNB+ ao Café com Diversidade: garantindo acesso e fortalecimento de vínculos
Paraíba
Práticas
Fato ou fake: utilizando a força da internet no combate a fake news sobre vacinação em Esperança – PB.
Paraíba
Práticas
Projeto saúde na feira: ampliando o acesso de serviços de saúde no município de Ingá.
Todos os Estados (Norte)
Práticas
Promoção da saúde mental dos trabalhadores da estratégia de saúde da família: cuidando do cuidador.
Paraíba