Olá,

Visitante

Implantação do Serviço de Atenção Domiciliar em Um Município do Alto Sertão Paraibano

Trata-se de um relato de experiência acerca da implementação e atuação do SAD no município de São José de Piranhas, no alto sertão paraibano por meio de uma Equipe Multiprofissional de Saúde Domiciliar (EMAD). O serviço foi iniciado em dezembro de 2019 através da habilitação de uma equipe EMAD II com uma equipe composta por médico (1), enfermeira (1), fisioterapeuta (2), técnicos de enfermagem (4), e uma EMAP com apoio da nutrição e serviço social, que atendem semanalmente uma demanda proveniente do Hospital Municipal, da Unidade Covid-19 local e, principalmente, das doze Unidades Básicas de Saúde, perfazendo uma cobertura populacional estimada em 20.406 habitantes. Após habilitação e formação da EMAD, em fevereiro de 2020 iniciou-se a construção de fluxos e a capacitação, através de cursos presenciais, para a equipe de atendimento domiciliar. Nesse processo de formação, o início da pandemia do Covid-19 foi um fator limitante na implementação em decorrência das altas taxas de transmissibilidade e morbidades que a enfermidade rapidamente assolou o mundo. No contexto pandêmico a atuação da equipe acontecia de forma reduzida e em conformidade com o boletim epidemiológico local, preservando a segurança da equipe e usuários. Nesse período, os atendimentos eram reduzidos por dois aspectos: pela necessidade do distanciamento social e pela dificuldade do repasse na RAS de fluxos e critérios de elegibilidade para o atendimento, visto que o combate ao Corona vírus era prioritário. A construção de uma ficha de solicitação para o SAD, contendo a história clínica e as demandas dos usuários facilitou a comunicação com as unidades solicitantes. Com o surgimento e avanço da vacinação, os atendimentos ampliaram-se e a continuidade do cuidado foi sendo mantida. De outubro de 2021 a março de 2022, realizou-se 550 atendimentos, prevalecendo o acompanhamento de pacientes em cuidados paliativos, com necessidade de oxigênioterapia permanente, reabilitação respiratória após Síndrome Respiratória Aguda Grave

O Serviço de Atenção Domiciliar (SAD) constitui uma modalidade recente de atenção à saúde, complementar às já existentes e caracterizada pelo cuidado sistemático de prevenção, promoção, tratamento e reabilitação prestados em domicílio. Assim, o Programa Melhor em Casa, desde 2011 tem expandido sua cobertura e ampliado seu escopo de atuação em domicílio. O município de São José de Piranhas, no alto sertão paraibano, foi contemplado com o programa em 2019 após atender os critérios de habilitação: população igual ou superior a 20.000 habitantes, cobertura por SAMU e unidade hospitalar para referência.

Para subsidiar gestores locais que desejem ampliar a rede de saúde implementando um serviço inovador de atendimento domiciliar. A nossa estratégia iniciou na vigência e auge da infecção pelo coronavírus, então, alguns processos foram interrompidos e retardados. Mas vemos a necessidade constante de enfatizar e sistematizar o fluxo de atendimentos com melhor articulação das unidades que compõe a rede, principalmente mas questões de referenciamento, elaboração do parecer, contrarreferência.

Principal

Teógenes de Oliveira

teogenesoliveira@gmail.com

A prática foi aplicada em

São José de Piranhas

Paraíba

Nordeste

Instituição

Rua Inacio Lira

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Teógenes de Oliveira

Conta vinculada

teogenesoliveira@gmail.com

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Seu Período de Execução foi de

até

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
O Encontro como Estratégia de Fortalecimento da Rede de Atenção Psicossocial: Conectando e Mobilizando Fluxos nos Diferentes Pontos da Atenção Básica no Vale do Jamari, Rondônia
Rondônia
Práticas
Projeto Menina do Laço de Fita: Integralidade do Cuidado na Garantia do Direito Sexual e Reprodutivo da População de Abaetetuba – Pará
Pará
Práticas
Aperfeiçoamento do Processo de Gerenciamento do Programa do Tratamento Fora do Domicílio de Santa Luzia do Pará
Pará
Práticas
Criança Vacinada e Feliz
Práticas
Outside Vaccine: Rorainópolis Fora dos Muros
Práticas
Estratégias para Vacinação Contra Covid: Busão +saúde – Palmas-to
Práticas
Estrategias para Contornar Dificuldades e Elevar Cobertura Vacinal de Polio e Penta
Práticas
Reorganização do Processo de Trabalho das Equipes da Atenção Básica para o Fortalecimento das Ações de Imunização no Município de Jandaíra-ba
Práticas
Vacinar para Proteger: Metodologias Sistematizadas Aplicadas para o Alcance da Cobertura Vacinal em Pindoretama-ceará
Práticas
Imunização na Terceira Idade: Educação em Saúde Como Estratégia para Adesão de Idosos em um Município do Estado do Maranhão