Olá,

Visitante

Implantação do Protocolo de Critérios de Atendimento por Prioridade na Atenção Básica em Saúde

Desta forma, a Secretaria Municipal de Saúde de Cambará se viu na responsabilidade de qualificar a Atenção Básica para que os casos fossem ali solucionados e assim diminuíssem os encaminhamentos e solicitações de exames para as especialidades.Porém, a melhor forma encontrada foi à criação de um Protocolo de Critérios para Atendimento por Prioridade, que trouxesse ao médico atuante na Atenção Básica a realidade da pequena quantidade de vagas mensais aos médicos especialistas e de exames de média e alta complexidade, para que houvesse um critério no momento em que o paciente fosse encaminhado. Assim, houve um estudo das leis e portarias citadas na referência deste estudo e verificou-se que o médico da Atenção Básica estava apenas referenciando os pacientes e não buscando solucionar o caso com as obrigações impostas pelas mesmas.Após análise da demanda represada de encaminhamentos e solicitações de exames e estudo das leis e portarias citadas na referência deste estudo, verificou-se que às solicitações de consultas e exames realizados pela Atenção Básica mediante as guias de referência/contra referência, não apresentavam o devido critério para posterior avaliação de prioridade no atendimento.

A realidade vivenciada no atendimento eletivo de consultas e exames no município de Cambará-PR é crítica devido ao alto número de pacientes que utilizam do SUS, gerando grande número de encaminhamentos da Atenção Básica ao Ambulatório de Especialidades. Como não há recursos financeiros para contratação de mais médicos especialistas atuarem no município, já que estendem como responsabilidade o atendimento de baixa complexidade, conforme a Portaria n°2.488 de 21 de Outubro de 2011 citada nas referências deste estudo,conta-se hoje apenas com o Consórcio Intermunicipal de Saúde (CISNORPI) que atende uma pequena demanda mensal destes encaminhamentos.

Os resultados esperados foram alcançados rapidamente mostrando-se eficaz nas deficiências da Secretaria Municipal de Saúde de Cambará, aprimorando a qualidade do atendimento na Atenção Básica, mesmo se tratando de um trabalho gradativo.

Principal

Jaciane de Lourdes Lobrigattemafrin Ribeiro

jacianemanfrin@yahoo.com.br

A prática foi aplicada em

Cambará

Paraná

Sul

Instituição

Rua Monsenhor João Bhelchior, nº 1007

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Jaciane de Lourdes Lobrigattemafrin Ribeiro

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Metodologias ativas no processo de atualização de profissionais de saúde: relato de experiência.
Paraíba
Práticas
Incluir e apreender: parceria entre saúde e educação no acompanhamento multidisciplinar
Paraíba
Práticas
V amostra Paraíba, aqui tem SUS
Paraíba
Práticas
Autonomia reprodutiva: empoderamento de mulheres em vulnerabilidade através da inserção do DIU
Paraíba
Práticas
Adote um sorriso: auto estima e saúde, buscar sorrisos felizes é nossa prioridade.
Paraíba
Práticas
Adesão às consultas de puericultura: uma intervenção na estratégia de saúde em Esperança – PB
Paraíba
Práticas
Descentralização do cuidado: levando as práticas de atividade física a população da zona rural
Paraíba
Práticas
Reterritorialização: desafios e avanços no município de Campina Grande-PB
Paraíba