Olá,

Visitante

Grupo de postura, educação e saúde: o cuidado das dores de coluna na Atenção básica

Trata-se de ações terapêuticas desenvolvidas no âmbito da atenção básica de saúde e direcionadas ao atendimento coletivo de pacientes com dores na coluna encaminhados pelas equipes de Saúde da Família. As atividades foram desenvolvidas e coordenadas pelo fisioterapeuta do NASF, com apoio dos agentes comunitários de saúde. Exercícios terapêuticos demonstram benefícios na redução da dor e melhora funcional em pacientes com dores de coluna, além de apresentarem boa relação custo benefício. No entanto, a maioria das intervenções ocorre nos centros secundários de reabilitação, prioritariamente com ações individuais de saúde, dificultando o acesso e adesão ao tratamento.Nesta experiência clínica desenvolvemos atividades terapêuticas e educativas, focadas no atendimento resolutivo das queixas dos usuários e também na promoção e prevenção de saúde. Estimulamos a corresponsabilização em saúde, com foco na mudança dos hábitos e comportamento, promovendo o cuidado com a saúde no dia-a-dia. Avaliamos de forma sistematizada os efeitos da intervenção em termos de parâmetros clínicos extremamente relevantes para monitoramento da saúde. As atividades foram realizadas na comunidade, em locais como salões, igrejas, associações comunitárias, indicados e disponibilizados por diversos atores sociais. Buscou-se a aproximação da prática clínica com a comunidade, facilitando o acesso e favorecendo a adesão e envolvimento dos usuários. O tratamento consistiu na realização de exercícios terapêuticos para coluna e educação em saúde, por período de 10 semanas, com uma sessão por semana.

Dor de coluna é uma condição de saúde muito prevalente e incapacitante na população geral, sendo comum a demanda e procura por atendimento nos serviços primários de saúde. Torna-se então necessário o desenvolvimento e aplicação de intervenções terapêuticas eficazes, resolutivas e de baixo custo.

As medidas de resultados foram avaliadas pré e pós-intervenção, sendo utilizadas: intensidade da dor (escala numérica da dor), incapacidade (Rolland-Morris), qualidade de vida (Perfil da Saúde de Nottingham) e percepção de melhora (Global Perceived Effect). Estatística descritiva e o teste T pareado foram utilizados, com nível de significância de 5%. Participaram 104 pacientes, com média de idade de 54,6 anos, sendo a maioria do sexo feminino (84,6%), casados (60,6%), e com baixa escolaridade (64,4%). Houve diferenças significativas nas medidas pré e pós-intervenção. A intensidade da dor reduziu 41,6% (de 8,1 para 4,7.

Principal

Juscelino Pereira da Silva

A prática foi aplicada em

Contagem

Minas Gerais

Sudeste

Esta prática está vinculada a

Avenida General David Sarnoff, nº 3.113, bairro Cidade Industrial. Contagem - MG

Uma organização do tipo

Instituição Pública

Foi cadastrada por

Juscels@Yahoo.Com.Br

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

02 jun 2023

e atualizada em

25 mar 2024

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Título: Autismo – uma causa municipal.
Paraíba
Práticas
TEA/TDAH: inclusão sem discriminação
Paraíba
Práticas
Visita de luto – uma atitude humanizada
Rio de Janeiro
Práticas
Vacinação Sem Barreiras: um Grande Desafio
Todos os Estados (Norte)
Práticas
Vacinação: Estratégias para o Aumento da Cobertura Vacinal no Município de Barrolândia – TO
Todos os Estados (Norte)
Práticas
Plano de Recuperação do Faturamento Ses/Df
Distrito Federal
Práticas
Sala de Situação Ses-Df
Distrito Federal
Práticas
Rede Inovases
Distrito Federal
Práticas
Diagnóstico de Atendimento da População Hipertensa/Diabética da Equipe 474/06
Distrito Federal