Olá,

Visitante

Fortalecendo a Imunização: Propostas de Estratégias para Proteger a Saúde da População

Categoria não especificada

Andradina é um município do estado de São Paulo com população estimada em 57.245 habitantes (IBGE, 2021). As ações de imunização são coordenadas pela Secretaria Municipal de Saúde, com base nas diretrizes do Programa Nacional de Imunização (PNI). O município possui seis unidades básicas de saúde que oferecem serviços de vacinação à população com horário estendido das 8h às 18h.. O painel produzido como resultado da pesquisa ImunizaSUS pode ser uma ferramenta útil para monitorar e avaliar a efetividade das ações de imunização, possibilitando a identificação de possíveis pontos de melhoria. Por meio dos dados levantados pela pesquisa, foi possível avaliar a cobertura vacinal do município em relação aos dados do Brasil e da região Sudeste, identificar grupos populacionais com baixa cobertura vacinal e avaliar a eficácia das campanhas de vacinação realizadas. Os resultados apresentados no Painel do Projeto ImunizaSUS dialogam com diversos desafios e problemas relacionados às ações de imunização identificados no município de Andradina, que podem afetar a cobertura vacinal, como a falta de conscientização sobre a importância da vacinação, dificuldade de acesso à vacinação e recusa vacinal. A análise da cobertura vacinal no painel mostra que o município de Andradina possui coberturas vacinais superiores para todos os imunobiológicos do que as alcançadas pela região Sudeste e Brasil como um todo, com exceção de dois, Tetravírus e Tetravalente. Isso não representa necessariamente um resultado positivo, pois apenas três imunobiológicos atingiram a meta de cobertura esperada (BCG, DTp e hepatite B infantil). A cobertura vacinal no Brasil e na região Sudeste, para o último ano disponível no painel, não atingiu as metas esperadas para nenhum imunobiológico, demonstrando a gravidade e risco iminente de retorno e aumento de doenças evitáveis. Assim, a análise do painel evidencia a necessidade de estratégias que envolvam todos os entes federativos. Para fortalecer as ações de imunização e melhorar a cobertura vacinal, é necessário desenvolver atividades de educação em saúde para maior conscientização da população sobre a importância das vacinas e os benefícios da imunização. Algumas estratégias que o município pretende realizar para fortalecer as ações de imunização são: Realizar atividades educativas e integradas com diversos setores do município (setores público e privado – comércio, indústria, escolas, faculdades, etc.) o grupo-alvo da vacina. Realizar um trabalho integrado com a secretaria de educação, que pode contribuir com a exigência de carteira de vacinação no ato da matrícula escolar e permanente integração e articulação com o Programa Saúde na Escola (PSE). Investir na integração de informações entre todas as unidades de saúde e no monitoramento constante das coberturas vacinais para identificar possíveis lacunas e desenvolver ações específicas para corrigir essas deficiências. Abordar espaços regionais de discussão (câmaras técnicas) para identificar estratégias regionais e apoio da secretaria estadual de saúde. A análise do Painel de Indicadores do ImunizaSUS evidencia algumas potencialidades e fragilidades no processo de imunização, indicando a necessidade de ações para fortalecer a cobertura vacinal, conscientizar a população sobre a importância das vacinas e integrar as informações entre as unidades de saúde.

Os resultados apresentados no Painel do Projeto Imuniza SUS dialoga com diversos desafios e problemas relacionados às ações de imunização, identificados no município de Andradina e que podem afetar a cobertura vacinal, tais como: falta de conscientização sobre a importância da vacinação: muitas pessoas ainda não entendem a importância da vacinação para a prevenção e/ou erradicação de doenças, o que pode levar a baixas coberturas vacinais; Dificuldade de acesso à vacinação: algumas pessoas podem ter dificuldade de acesso às unidades de saúde que oferecem vacinas, seja por falta de transporte ou por distância das unidades; Recusa de vacinas: algumas pessoas podem ser hesitantes em relação às vacinas por diversos motivos, como medo de efeitos colaterais ou crenças pessoais. A análise das coberturas vacinais do painel demonstra que: para todos os imunobiológicos, o município de Andradina, possui coberturas superiores àquelas alcançadas pela região Sudeste e o Brasil como um todo, com exceção de dois, Tetravirus e Tetravalente. O que não necessariamente representa um resultado positivo, uma vez que, apenas 3 imunobiológicos alcançaram a meta de cobertura esperada (BCG, DTp e hepatite B criança). As coberturas vacinais do Brasil e região sudeste, para o último ano disponíveis no painel, não alcançam as metas esperadas para nenhum imunobiológico, demonstrando a gravidade e o risco eminente de retorno e aumento de doenças evitáveis. Assim, a análise do painel deixa evidente a necessidade de estratégias envolvendo todos os entes da federação.

Para fortalecer as ações de imunização e melhorar as coberturas vacinais é necessário desenvolver atividades de educação em saúde, com a finalidade de alcançar maior conscientização da população sobre a importância das vacinas e os benefícios da imunização. Algumas estratégias para fortalecer as ações de imunização que o município pretende realizar são: – Realizar atividades educativas e integradas com vários setores do município (setores públicos e privados – comercio, indústria, escolas, faculdades, etc) com a finalidade de desmitificar possíveis crenças e inverdades sobre as vacinas e incentivar a adesão às campanhas de vacinação e Aproveitar as oportunidades para vacinar crianças ou pessoas do grupo alvo de vacina; – Realizar trabalho integrado com a secretaria de educação, que pode contribuir ao exigir caderneta de vacina no ato da matrícula escolar e além da integração e articulação permanente com o programa saúde da escola (PSE); – Investir na integração das informações entre todas as unidades de saúde e a realização de monitoramento constante das coberturas vacinais a fim de identificar possíveis lacunas e desenvolver ações pontuais para corrigir essas deficiências. – Pautar nos espaços de discussão regional (Câmaras técnicas) para identificação de estratégias regionais e apoio da secretaria estadual de saúde.

A Análise do Painel de indicadores da Pesquisa ImunizaSUS deixa evidente algumas potencialidades e fragilidades no processo de imunização no município tornando-se uma ferramenta fundamental para a identificação dos problemas e desafios enfrentados pela equipe de saúde e, assim, possibilitou a elaboração de estratégias para o fortalecimento das ações de imunização. Entre as potencialidades, a existência de uma rede de saúde bem estruturada com disponibilidade de salas de vacinas em todas as unidades e profissionais capacitados para a realização das ações de imunização, com oportunidade de aprimoramento na modalidade de ensino á distância e gratuito. Além disso, a parceria com a Secretaria de Educação para exigir a apresentação da caderneta de vacinação no ato da matrícula escolar também se mostrou uma estratégia eficaz para aumentar as coberturas vacinais em crianças e adolescentes. Sobre as fragilidades, a falta de conscientização sobre a importância da vacinação, a dificuldade de acesso á vacinação e a recusa de vacinas foram apontados como os principais fatores que podem afetar a cobertura vacinal. No entanto, a identificação desses desafios e problemas representa um importante passo para o fortalecimento das ações de imunização. Para que essas estratégias tenham êxito, é importante que haja um comprometimento por parte de todos os envolvidos, incluindo os gestores, profissionais de saúde, educação e população em geral. É fundamental que as ações sejam planejadas e executadas de forma integrada e que tenha uma constante avaliação e monitoramento dos resultados alcançados. Dessa forma, será possível garantir uma cobertura vacinal adequada e efetiva em Andradina, promovendo a saúde e prevenindo doenças.

Principal

RAFAELA BECCARIA CALESTINI

Coautores

MARISTELA RODRIGUES MARINHO

A prática foi aplicada em

Região

Instituição

Endereço

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Conta vinculada

ideiasus@gmail.com

A prática foi cadastrada em

23 dez 2023

e atualizada em

23 dez 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

Você pode se interessar também

Práticas
ADESÃO DAS GESTANTES AO PRÉ-NATAL ODONTOLÓGICO: UMA PROPOSTA DE INTERVENÇÃO NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE
Paraíba
Práticas
A PRÁTICA DE PRIMEIROS SOCORROS NO CONTEXTO DE UM CURSO TÉCNICO PARA AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE
Paraíba
Práticas
Vacinação nos espaços de formação: experiência no 2º Congresso Nordestino de Pediatria
Paraíba
Práticas
A (in) visibilidade de quem está em situação de rua: caminhos possíveis para cuidado em saúde
Paraíba
Práticas
Título: Autismo – uma causa municipal.
Paraíba
Práticas
Do ambulatório LGBTQIAPNB+ ao Café com Diversidade: garantindo acesso e fortalecimento de vínculos
Paraíba
Práticas
Atuação intersetorial nos casos suspeitos de TEA na primeira infância, um relato de experiência.
Paraíba
Práticas
Programa Bolsa Família: processo formativo para profissionais da atenção primária
Paraíba
Práticas
As PICS como ferramenta potencializadora no cuidado a saúde do trabalhador
Paraíba