Olá,

Visitante

Formação de Vínculo na Assistência ao Paciente Privado de Liberdade: Superando Desafios

A Atenção Primária a Saúde (APS) como ordenadora do cuidado no Sistema Único de Saúde (SUS), tem o compromisso de promover a integralidade do cuidado individual e coletivo da população, centrado em relações acolhedoras capazes de produzir vínculo.Dentro do contexto da integralidade, a população privada de liberdade tem o direito à assistência garantida pela Política Nacional de Atenção Integral à Saúde das Pessoas Privadas de Liberdade no Sistema Prisional (PNAISP). A fim de atender esse público historicamente conhecido por ser excluído de seus diretos assistências, a Cadeia Pública Franz de Castro Holzwarth, por meio da equipe de Atenção Primária Prisional (eAPP), presta assistência com equipe multidisciplinar à todas as pessoas privadas de Liberdade, onde desafios são vivenciados diariamente para compreender e atender as necessidades do paciente independente do seu delito, buscando estabelecer vínculo por meio do acolhimento com escuta qualificada considerando a capacidade de avaliar riscos.É válido ressaltar a experiência vivenciada com o início da assistência pela equipe eAPP em novembro de 2020. Durante o processo foi observado resistências ou desconfianças ao que era então desconhecido, tanto por parte da equipe de segurança quanto dos apenados. Essa situação mobilizou a equipe a traçar estratégias para superar os desafios enfrentados objetivando formação de vínculo e desconstrução desse cenário.

Trata-se de um relato de experiência vivenciado na Cadeia Pública Franz de Castro Holzwarth, localizada no município de Volta Redonda, relacionado a assistência à saúde dos apenados realizado pela equipe eAPP do município. Essa equipe é multiprofissional sendo composta por: médico, dentista, enfermeira, técnico de enfermagem, psicóloga e fisioterapeuta. O cotidiano do cuidado visa produção de vínculo necessário na construção ética da diversidade, da tolerância com os marginalizados e da inclusão social onde a escuta qualificada compromete-se tanto com a promoção da saúde e da cidadania considerando a segurança dos envolvidos.Neste contexto, durante a experiência vivenciada até o momento, observou-se que o cenário do confinamento limitava a relação necessária para a promoção das necessidades de saúde pelo comportamento reticente na confiança em declarar suas queixas e que vão além da cultura médico centrista e nas prescrições medicamentosas, tornando-se um desafio a ser superado pelos apenados e também pela equipe de segurança.A persistência no acolhimento com escuta qualificada em cada assistência prestada fortaleceu a formação de vínculo e confiança entre os envolvidos. A equipe entende a importância de acolher, escutar e respeitar a necessidade que cada paciente apresenta, o seu desejo de ser acolhido e compreendido, isso facilita o protagonismo do cuidado nas orientações recebidas pelos profissionais impactando positivamente na saúde e bem-estar dessas pessoas.

O vinculo estabelecido com a população privada de liberdade, equipe de segurança e equipe de saúde, fomenta experiências em ações comunicativas entre gestores, técnicos e usuários do serviço, visando a democratização das relações por meio de um atendimento garantindo a equidade e otimizando os resultados. As ações e atividades de acolhimento e aproximação dos serviços de saúde aos apenados busca a superação dos desafios visando promover qualidade de vida intramuros garantindo os direitos humanos e estimulando a ressocialização.

Principal

Rafaela Christine Medeiros Bartolini de Freitas Pereira

jussara.coord@gmail.com

A prática foi aplicada em

Volta Redonda

Rio de Janeiro

Sudeste

Instituição

Rodovia dos Metalúrgicos, s/n - Roma I, Volta Redonda - RJ

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Jussara Moreira de Oliveira

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Assistência odontológica aos trabalhadores da saúde municipal de Esperança: relato de experiência
Paraíba
Práticas
Caminhos do Cuidado, levando serviços de saúde para as comunidades rurais no município de Condado (PB)
Paraíba
Práticas
Gestar saudável – de 0 a 1000 dias
Paraíba
Práticas
Mapa territorial em saúde mental: instrumento exitoso do cuidado na atenção primária à saúde
Paraíba
Práticas
Implementação da estratégia Tenda da Imunização para aumento de coberturas vacinais
Todos os Estados (Nordeste), Paraíba
Práticas
Estratégias de imunização em município do interior da Paraíba resulta em 1º lugar no estado durante campanha de influenza 2024 : relato de experiência
Paraíba