Olá,

Visitante

Estratégia de Vacinação nas Escolas em Horário Estendido

Categoria não especificada

Em 2022 foram realizados 63 dias de vacinação nas Escolas de Educação Infantil e Ensino Fundamental de Esteio, incluindo instituições das redes pública e privada. Ao todo foram administradas 3.624 doses de vacinas, equivalente a cerca de 3 meses de vacinação das 12 (doze) salas de vacinas do município. Consequentemente observou-se o aumento da média da cobertura vacinal após início desta estratégia, sendo que no primeiro semestre poucos imunobiológicos atingiram cobertura adequada e no último semestre conseguimos atingir cobertura em algumas vacinas.

Escassez de vacinas; -Propagação de notícias falsas que geram falta de confiança em algumas vacinas, ocasionando recusa vacinal por parte dos pais/responsáveis; -Pouca divulgação das estratégias de vacinação nos veículos de informações; -Recusa na administração simultânea de mais de um imunobiológico;

Redução de barreiras de acesso nas unidades de saúde; Horários estendidos; Vacinação extramuros em locais de grande circulação; Vacinação em escolas de educação infantil; Busca ativa dos faltosos por meio das equipes de saúde, agentes comunitários e do PIM entre outros; Vacinação em eventos; Ampla divulgação das ações de Imunizações nos veículos de informações; Promover um dia “D” de vacinação no município.

A estratégia foi considerada pela Secretaria Municipal de Saúde/Vigilância em Saúde/Imunizações, de grande impacto e potente, sendo que após iniciarmos com a ação de vacinação nas escolas, conseguimos alcançar o objetivo: a cobertura vacinal adequada em alguns imunobiológicos. Percebemos que as baixas coberturas do primeiro semestre impactou para que o acumulado final do ano ficasse abaixo do preconizado pelo Ministério da Saúde (95% de cobertura vacinal), contudo, melhor do que a tendência apresentava. Continuamos apostando nesta ação, sendo que as escolas estão sendo agendadas regularmente durante todo ano de 2023.

Principal

Taine Tuziane Fischborn Andriolla

Coautores

IVIANE BELLEBONI ANTICH , ANA PAULA DUARTE DA TRINDADE , FLAVIA ROBERTA DA SILVA SCARIOT VIECELLI , GILSON ABREU DE MENEZES

A prática foi aplicada em

Região

Instituição

Endereço

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Conta vinculada

ideiasus@gmail.com

A prática foi cadastrada em

23 dez 2023

e atualizada em

23 dez 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

Você pode se interessar também

Práticas
ADESÃO DAS GESTANTES AO PRÉ-NATAL ODONTOLÓGICO: UMA PROPOSTA DE INTERVENÇÃO NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE
Paraíba
Práticas
A PRÁTICA DE PRIMEIROS SOCORROS NO CONTEXTO DE UM CURSO TÉCNICO PARA AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE
Paraíba
Práticas
Vacinação nos espaços de formação: experiência no 2º Congresso Nordestino de Pediatria
Paraíba
Práticas
A (in) visibilidade de quem está em situação de rua: caminhos possíveis para cuidado em saúde
Paraíba
Práticas
Título: Autismo – uma causa municipal.
Paraíba
Práticas
Do ambulatório LGBTQIAPNB+ ao Café com Diversidade: garantindo acesso e fortalecimento de vínculos
Paraíba
Práticas
Atuação intersetorial nos casos suspeitos de TEA na primeira infância, um relato de experiência.
Paraíba
Práticas
Programa Bolsa Família: processo formativo para profissionais da atenção primária
Paraíba
Práticas
As PICS como ferramenta potencializadora no cuidado a saúde do trabalhador
Paraíba