Olá,

Visitante

Elaboração Participativa do Plano Municipal de Saúde de Jaraguá do Sul (Sc)

A disponibilidade de infraestrutura adequada e contínua atualização nas técnicas e métodos de planejamento além do conhecimento das peculiaridades que cercam o SUS e do quadro epidemiológico do município são condições fundamentais para a coordenação do processo de elaboração do Plano Municipal de Saúde. OBJETIVOS:O objetivo do trabalho é apresentar a metodologia utilizada para a elaboração do Plano Municipal de Jaraguá do Sul a qual se baseou nos Cadernos de Planejamento do Sistema de Planejamento do SUS (Planejasus) e no Guia para Elaboração do Plano Municipal de Saúde elaborado pela Gerência de Planejamento do SUS da Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina. DESCRIÇÃO: Previamente a elaboração do Plano Municipal de Saúde foi realizado um amplo diagnóstico situacional do município, levantando-se dados populacionais, renda, estrutura sanitária, estrutura de saúde, recursos humanos, séries históricas de: taxa de natalidade, taxa de mortalidade infantil e materna, taxa de mortalidade (geral, por sexo, por causa) taxa de morbidade hospitalar, indicadores do COAP. Para o processo de elaboração do Plano foi solicitado, pela coordenação do mesmo, que cada Diretoria da Secretaria Municipal de Saúde indicasse entre 10 a 15 colaboradores de sua área para participarem das Oficinas de elaboração, também foram enviados convites ao Conselho Municipal de Saúde, Gerência Regional de Saúde e Hospitais conveniados do SUS. Foram realizadas 3 Oficinas com a participação dos atores indicados pelos segmentos convidados, além de inúmeras reuniões com técnicos da Secretaria Municipal de Saúde para discussão e definição de ações a serem incluídas no Plano para enfrentamento dos problemas levantados nas Oficinas, além de ações para contemplar as propostas indicadas pela Conferência Municipal de Saúde e pelo Plano de Governo. RESULTADO:O resultado deste processo foi um documento com 186 páginas, elaborado de forma participativa, elogiado e aprovado pelo Conselho Municipal de Saúde.

Para que o Plano Municipal de Saúde sintetize um processo de decisão sobre o conjunto de problemas relacionados à saúde a serem enfrentados pelo município, é importante na sua elaboração, além da análise das informações acerca da situação de saúde do município (diagnóstico situacional), a participação de diversos atores sociais como: dirigentes, profissionais de saúde, técnicos administrativos, conselheiros municipais de saúde, representantes de hospitais conveniados SUS, representantes da gerência regional de saúde, além de privilegiar proposições da Conferência Municipal de Saúde. Participaram diretamente da elaboração do Plano Municipal de Saúde de Jaraguá do Sul, para o período 2014/2017, mais de 70 atores sociais.

Principal

Fabiana Dallagnolo Müller

A prática foi aplicada em

Jaraguá do Sul

Santa Catarina

Sul

Instituição

Endereço

Uma organização do tipo

cerestduquedecaxias@hotmail.com

Foi cadastrada por

Fabiana Dallagnolo Müller

Conta vinculada

ideiasus@gmail.com

A prática foi cadastrada em

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Conselho Local de Saúde no fortalecimento do controle social no município de Crato (CE)
Ceará
Práticas
Implantação de Conselho Local de Saúde em Município de Pequeno Porte Através de Redes Sociais
Minas Gerais
Práticas
A Concretização do Controle Social Através de uma Associação de Usuários, Familiares e Amigos da Saúde Mental no Município de Silva Jardim – Rj
Rio de Janeiro
Práticas
Ouvidora da Saúde no Município de Lagoa da Prata – Um Espaço de Participação Efetiva, Controle Social, Mediação, Humanização e Fortalecimento da Rede.
Minas Gerais
Práticas
Ação Conjunta Entre a ouvidoria/Cms de Saúde e Secretaria Municipal de Saúde Promove Trabalho Diferenciado À População de Primavera do Leste Realizando Experiencias Exitosas.
Mato Grosso
Práticas
Pesquisa de Satisfação Usuários Internados – Hospitais Federais do Rio de Janeiro
Rio de Janeiro
Práticas
Avaliação do Impacto da Divulgação dos Serviços e Ações da Secretaria Municipal de Saúde Como Ferramenta de Prestação de Contas, Consolidação da Imagem da Instituição e Incentivo a Participação Popula
Paraná
Práticas
Ouvidoria Ativa – (Re) Aprendendo a Escutar o Usuário
Paraná
Práticas
Agenda participativa: contribuição para o fortalecimento do planejamento em saúde de Guaraí (TO)
Tocantins
Práticas
Intersetorialidade: Concepção Ampliada de Saúde nas Ações do Conselho Local de Saúde das Gramas – Castro /Pr
Paraná