Olá,

Visitante

de Geração para Geração – Valorizando a Herança Cultural

A cidade de Indaial fica localizada no Vale do Itajaí (Santa Catarina). Segundo o IBGE sua população estimada em 2017 é de 66.497 habitantes, sendo 4.202 pessoas acima de 60 anos, na maioria mulheres. Atualmente, convivemos com estas pessoas acima de 60 anos que buscam mudanças, querem reinventar sua própria história e realizar novos projetos. Indivíduos estes que refletem e buscam a sua autonomia para envelhecer com empoderamento. O aumento da expectativa de vida pode significar a possibilidade de um sentido novo à velhice, onde há maior convivência de diversas gerações, resultando em uma ampliação intergeracional. Em decorrência disso, a condição de avô/avó está assumindo uma importância crescente na sociedade atual. A contação de histórias são um ponto em comum entre as gerações e evocam no idoso, lembranças de sua infância, e, na criança, o interesse e a criatividade que podem ficar adormecidos em meio às tecnologias e comodidades atuais. Reconhecendo que os mais velhos carregam conhecimentos que podem ser valiosos e transmitidos através de gerações, as histórias e os jogos tradicionais poderão oportunizar que o idoso transmita essa experiência de vida. Nesse sentido, é importante conscientizar a sociedade sobre o processo de envelhecimento, pois segundo Ferrigno, 2006, na terceira idade, devido a inúmeros fatores culturais contemporâneos, os contatos sociais tendem a diminuir, e em algumas vezes contribui para que o idoso entre em crescente isolamento ou recolhimento ao espaço doméstico.

Este projeto trata da importância de manter-se as culturas na sociedade, indiferente do tempo que passe, promover a importância dos idosos na sociedade, contribuir para a reflexão sobre o processo de envelhecimento, de que este é parte constituinte da vida humana, e deve ser tratado com respeito, promover meios para ampliar o respeito as diferenças, especificamente as diferenças típicas do processo de envelhecimento, ensinar as crianças a respeitar os idosos, criar vínculo entre crianças e idosos e aumentar a autoestima do público alvo.

• Contribuir para a reflexão sobre o processo de envelhecimento, de que este é parte constituinte da vida humana, e deve ser tratado com respeito, • Promover meios para ampliar o respeito as diferenças, especificamente as diferenças típicas do processo de envelhecimento, • Ensinar as crianças há respeitar os idosos • Criar vinculo entre crianças e idosos • Aumentar a autoestima desse público-alvo

Principal

Malvina Juliane Ribeiro

juribeiro24@yahoo.com.br

A prática foi aplicada em

Indaial

Santa Catarina

Sul

Instituição

R: João Batista Deretti,226

Uma organização do tipo

Instituição privada

Foi cadastrada por

Malvina Juliane Ribeiro

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Experiência do Preventivo Humanizado no SUS
Maranhão
Práticas
Implantação do serviço de curativos na atenção básica do município de Arara: experiência exitosa
Paraíba
Práticas
Assistência odontológica aos trabalhadores da saúde municipal de Esperança: relato de experiência
Paraíba
Práticas
Caminhos do Cuidado, levando serviços de saúde para as comunidades rurais no município de Condado (PB)
Paraíba
Práticas
Gestar saudável – de 0 a 1000 dias
Paraíba
Práticas
Mapa territorial em saúde mental: instrumento exitoso do cuidado na atenção primária à saúde
Paraíba
Práticas
Implementação da estratégia Tenda da Imunização para aumento de coberturas vacinais
Todos os Estados (Nordeste), Paraíba