Olá,

Visitante

Construção e aplicação do plano operativo na assistência farmacêutica no município de Cedro (CE)

Este artigo trata da utilização do planejamento estratégico na gestão dos serviços de saúde, tendo como foco a assistência farmacêutica (AF) no município de Cedro/CE, apresentando o momento da construção e da aplicação do plano operativo (PO), utilizando-se como base o método do planejamento estratégico situacional (PES). O presente trabalho caracteriza-se como um estudo de cunho descritivo, do tipo relato de experiência, no qual, se descreve a experiência vivenciada na construção participativa do plano operativo, a partir do diagnóstico situacional com identificação dos problemas prioritários e na sua aplicação para a melhoria do serviço de saúde. A partir da causa “estrutura inadequada do serviço” e da consequência “pacientes sem medicamentos”, foi definido o objetivo geral: qualificar a distribuição e o acesso dos pacientes aos medicamentos essenciais nas farmácias das unidades básicas de saúde (UBS). Das ações e metas do plano operativo aplicadas na gestão da AF destacamos a aquisição de veículo exclusivo para o transporte de medicamentos, a aquisição de mobílias, computadores e centrais de ar para as Farmácias das UBS e CAF, contratação de funcionários, implantação do sistema Hórus nas farmácias, e troca de experiência no âmbito da AF através das oficinas participativas. A construção e aplicação do PO significou uma melhor utilização dos recursos disponíveis na AF do SUS, para investir na estruturação e qualificação do serviço para garantia do acesso do paciente aos medicamentos essenciais.

O problema priorizado foi: “A falta de Medicamentos e o excesso de burocracia no acesso e na distribuição dos mesmos para as Unidades Básicas de Saúde (UBS)”. A partir da causa convergente: “estrutura inadequada do serviço” e da consequência convergente: “pacientes sem medicamentos”, o objetivo geral definido foi “Qualificar a distribuição e o acesso dos pacientes aos Medicamentos essenciais nas UBS.

A estruturação da AF se configura em um dos grandes desafios que se apresenta aos gestores e profissionais da Saúde, especialmente pela necessidade de aperfeiçoamento contínuo com busca de novas estratégias no seu gerenciamento. Reconhecemos que as oficinas participativas se constituíram em espaços para planejamento, comunicação e troca de experiência. Nesse processo foi necessário articulação e sensibilização dos participantes das oficinas, bem como da Gestora da Saúde, o Prefeito municipal, técnicos da Secretaria de Administração e o próprio Conselho de Saúde. Esse processo de construção do Plano trouxe estímulo à participação e criatividade das pessoas, motivando-as e gerando compromissos. Também produziu uma lista de problemas, causas e consequências, e suas inter-relações, que poderão ser utilizadas no futuro para a formulação de outros Planos na AF do município para a continuidade do processo de planejamento para a melhoria do acesso, na qualificação do serviço e de educação e promoção ao uso racional de medicamentos.

Principal

Rondinelle Alves do Carmo

rondiron@hotmail.com

A prática foi aplicada em

Cedro

Ceará

Nordeste

Esta prática está vinculada a

Rua Sete de Setembro, 68

Uma organização do tipo

Instituição Pública

Foi cadastrada por

Rondinelle Alves do Carmo

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

02 jun 2023

e atualizada em

06 maio 2024

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

Você pode se interessar também

Práticas
Teste: verificando o recurso de emissão de certificados
Todos os Estados (Sudeste)
Práticas
Gestão de saúde em Queimadas – PB: uso estratégico da informação no planejamento das ações
Paraíba
Práticas
Implantação e ampliação de Serviço Especializado em município do sertão da Paraíba
Paraíba
Práticas
Gestão de saúde de Cabedelo na implantação da nova lei de licitações: desafios e conquistas
Paraíba
Práticas
Processo de elaboração do Plano Municipal de Saúde 2022-2025- relato de experiência.
Paraíba
Práticas
INFORMATIZAÇÃO DA REGULAÇÃO MUNICIPAL COM A ATENÇÃO PRIMÁRIA COMO COORDENADORA DO CUIDADO
Rio de Janeiro
Práticas
A importância da implantação de sistema de regulação de exames no Município de mendes.
Rio de Janeiro