Olá,

Visitante

Cobertura Vacinal de Poliomielite e Pentavalente em Crianças Menores de 1 Ano no Interior de Rondônia no Município de Pimenta Bueno

Categoria não especificada

A vacinação é a estratégia mais efetiva de se evitar uma doença imunoprevenível, contudo tem-se constatado diminuição das coberturas de diversas vacinas, por razões da Pandemia da COVID 19, desinteresse e desinformação dos responsáveis. Nos últimos anos, o Programa Nacional de Imunização (PNI), identificou uma queda na cobertura vacinal em menores de um ano de idade aproximadamente 20%. Com a baixa cobertura a Secretaria Municipal de Pimenta Bueno implementou estratégias para ampliação das coberturas vacinais, entre 2021 a 2022. As informações foram obtidas a partir das unidades de atendimentos, por meio do Sipni Web. No ano de 2021, os níveis de cobertura vacinal foi de 78,41%. Onde objetivou a criar medidas com urgência, utilizando de equipes multiprofissionais do sistema único de saúde para mudar esse cenário. Em virtude das estratégias realizadas o município de Pimenta Bueno, conseguiu alcançar o percentual de 95,85% nas vacinas pentavalente e poliomielite em 2022.

Nos últimos anos, o Programa Nacional de Imunização (PNI) identificou uma queda na cobertura vacinal em menores de um ano de aproximadamente 20%. Os determinantes e condicionantes associados à essa baixa na cobertura vacinal estão ligados, principalmente, à desinformação e ao desinteresse dos usuários na imunização, tomando-se proporções de negacionismo maiores com a ocorrência da pandemia Covid-19 em 2020. No ano de 2021 visto os baixos níveis de cobertura vacinal com o percentual de (78,41%) no município de Pimenta Bueno, objetivou-se à necessidade de criar medidas com urgência, utilizando de estratégias por parte da Coordenação da Imunização, participação e apoio das equipes multiprofissionais do sistema único de saúde e parceria com a rede intersetorial do conselho tutelar para fortalecer e garantir o direito ao acesso a saúde para mudar esse cenário.

A Secretaria Municipal de Saúde de Pimenta Bueno implementou um plano de intervenção para ampliação da cobertura vacinal, com o objetivo de atualizar as vacinas das crianças com prioridade . Para isso, realizou-se várias estratégias de multivacinação, como: intensificação da vacinação de casa em casa, Programa de Saúde nas Escolas (PSE) realizando vacinação e verificação do cartão vacinal, programa pago dos indicadores do previne brasil pec sus monitor, oferta de vacinação nas UBS em horário noturno e aos sábados, monitoramento de cobertura vacinal nas plataformas de MS SISAB – apoio ao cuidado onde é gerado um relatório nominal das crianças menores de 1 ano para vacinação. O processo se deu através do levantamento nominal das crianças menores de 1 ano e, separado por área de abrangência de cada equipe da Estratégia de Saúde da Família (ESF) e localizando o Agente Comunitário de Saúde (ACS), responsável pelas áreas no qual possui criança para completar os esquema vacinal e verificar se a criança foi vacinada na idade recomendada, e nos casos em que a criança está em atraso vacinal é realizado a busca ativa por toda a equipe ESF: ACS, enfermeiro, estagiário de enfermagem e diretora dos indicadores em saúde e imunização se mesmo assim não surtir resultado, entramos em contato com os responsáveis via telefone ligação e mensagem no whatsapp. Se ainda assim a criança não for levada a sala de vacina, a vacinadora itinerante se desloca até a residência da criança para realizar os imunizantes. Na zona rural, possui uma enfermeira específica para realizar as vacinações da população no qual tem dificuldade de acesso a cidade e é ofertado a vacinação no domicilio daqueles que não conseguem se deslocar ao ponto mais próximo de atendimento da zona rural. Em virtude disto, a partir destas estratégias, o município de Pimenta Bueno conseguiu alcançar o percentual de 95,85% da vacina pentavalente e poliomielite no ano de 2022.

Além de conscientizar a população adscrita de cada UBS acerca da importância em manter o calendário vacinal atualizado e como também o contato maior e intensivo com as equipes da ESF fortalecendo o vínculo com os responsáveis e mostrar que as vacinas são seguras, eficaz e salvam vidas. Esta experiência contribuiu de forma grandiosa para o fortalecimento ao acesso a saúde do nosso município e consequentemente o aumento da cobertura vacinal, evitando o surgimento de doenças imunopreveníveis.

Principal

Izabela Beatriz Santos Gomes Silveira

Coautores

Luzia Braz dos Santos Correia, Milene Alves Mendonça, Renato da Silva Mendes Vieira, Thainara Campos da Silva, Bruna Maria Roque Machado, Franciele Gonçalves do Nascimento, Elizabete Kazue Yokoyama Xavier

A prática foi aplicada em

Região

Instituição

Endereço

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Conta vinculada

ideiasus@gmail.com

A prática foi cadastrada em

23 dez 2023

e atualizada em

23 dez 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

Você pode se interessar também

Práticas
Caminhos estratégicos da APS frente a cobertura vacinal no município de Bernardino Batista
Paraíba
Práticas
Ampliando leque da rede: fortalecimento dos vínculos entre equipes e escola.
Paraíba
Práticas
Relato de experiência: humanização na atenção ao usuário no pronto atendimento de Pilar (PB))
Paraíba
Práticas
Implantação de laserterapia na rede de atenção à saúde de Pilar (PB): relato de experiência
Paraíba
Práticas
Paciente protagonista de sua terapia: o cuidado farmacêutico com pacientes atendidos no CAPS de Pilar (PB)
Paraíba
Práticas
Atenção e cuidado ao paciente portador de feridas no SUS em Pilar (PB)
Paraíba
Práticas
Quando a saúde vai além dos muros das UBS
Rio de Janeiro