Olá,

Visitante

Campanha “#Vouvacinar Com Show de Prêmios”, Melhora Cobertura Vacinal no Município de Juìna

Categoria não especificada

A equipe gestora do município de Juína MT, ao avaliar o indicador proporção de vacinas pactuadas no Plano Municipal de Saúde do Calendário Nacional de Vacinação para crianças menores de dois anos de idade, observou que no período de janeiro a agosto de 2022, o percentual de crianças imunizadas se encontrava abaixo do ideal para o segundo quadrimestre, colocando em risco a meta pactuada em algumas vacinas relevantes para a faixa etária. Para melhorar essa cobertura vacinal idealizamos algo inovador no município: a Campanha #VouVacinar Com Show de Prêmios, com o intuito de incentivar as crianças e os responsáveis a buscarem a atualização da caderneta de vacina. Para participar, os pais/responsáveis deveriam levar a criança ou adolescente para atualizar o esquema vacinal em uma USF, solicitar Declaração de Vacinação atualizada, para ser entregue no ato da matrícula, conforme a Lei Estadual nº 10.736/2018, e desta forma retirar o cupom da Campanha, a fim de concorrer aos prêmios. Inicialmente a Secretaria Municipal de Saúde e a Vigilância em Saúde reuniram-se com os representantes das escolas para apresentar e discutir o projeto sobre a cobertura vacinal no município, e assim propor parceria para melhorar esses índices. A proposta da Campanha que incentivasse as próprias crianças e adolescentes a irem buscar a atualização vacinal foi acolhida pela equipe. Também buscamos parceria com representantes do comércio local, os quais aderiram à ação e colaboraram com o total de 18 (dezoito) prêmios, entre eles, caixa de som, celulares, bicicletas, bolas e diversos kits de brinquedos para serem sorteados no último dia da Campanha. Como estratégias de divulgação, foram utilizadas mídias locais, redes sociais com vídeos orientativos que contaram com a colaboração de médicos pediatras e crianças que ressaltaram a importância da imunização. Após três meses de campanha, foi realizado o dia de intensificação em todas as USFs e em um ponto centralizado na Praça Central do Município. Foram disponibilizados para as crianças pula-pula, pirulitos e balas, tudo muito descontraído com animação de personagens e músicas infantis. Finalizando o dia com sorteio de diversos prêmios aos participantes. Portanto, foi possível observar que, das quatro vacinas pactuadas no Plano Municipal de Saúde, que apresentava uma cobertura de 60% no final do segundo quadrimestre de 2022, logo teve melhora com aumento significativo de 91%, entre as quatro vacinas pactuadas no último quadrimestre do ano.

O processos de trabalho (rotina dos serviços, busca ativa, sobrecarga de trabalho, insegurança do profissional); • Sistema de Informação complexo; • Baixa formação dos profissionais (educação permanente, rotatividade, incentivo); • Combate a hesitação da população; • Desabastecimento de algumas vacinas e insumos nas salas de vacinas.

Reestruturação de cobertura de todo território com agentes de saúde; • Dimensionar um técnico que atue somente em sala de vacina, focado em realizar vacinação, acompanhamento e monitoramento através dos sistemas de informação. • Unificação dos Sistemas de Informação, deixando menos complexo e aumentando a homogeneidade nos dados da cobertura vacinal; • Investir em treinamento, atualização e monitoramento contínuo dos servidores que atuam em sala de vacina; • Divulgação e mobilização social nas mídias de comunicação nacional sobre a importância da vacinação e o combate da hesitação; • Garantir vacinas e insumos para realizar a imunização conforme a demanda espontânea da população na rotina das salas de vacina, evitando a criação de cronogramas para abertura de imunobiológicos que estão faltando a nível nacional.

Neste contexto, as ações de vacinação caracterizam-se por uma ação simples e de grande eficácia na prevenção de doenças preveníveis sendo uma das principais ações de promoção da saúde inserida no contexto da atenção primária à saúde. Entretanto, a estratégia de conscientizar, aproximar o público e incentivar a vacinação através de Campanha de Premiação, não transparecendo a obrigatoriedade da vacinação, foi essencial para alavancar a imunização em nosso município. Mesmo diante da hesitação vacinal por parte da população, nós profissionais da saúde devemos continuar combatendo esses relatos falsos nas redes sociais, caracterizado como fake News, que atualmente tem colaborado para a recusa vacinal e as baixas coberturas nacionais.

Principal

Nilza Nobre e Silva

Coautores

Elizangela Cristina Alves de Souza, GEAINE RODRIGUES GONÇALVES, Karina de Castro Ferrari , Madalena Luiza Fogliarini Saviczki

A prática foi aplicada em

Região

Instituição

Endereço

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Conta vinculada

ideiasus@gmail.com

A prática foi cadastrada em

23 dez 2023

e atualizada em

23 dez 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

Você pode se interessar também

Práticas
Ações intersetoriais: integrando estratégias no combate às arboviroses na cidade de Belém do Brejo da Cruz (PB)
Paraíba
Práticas
Os caminhos para alcançar os indicadores de desempenho do Previne Brasil pelo município de Bom Jesus (PB)
Paraíba
Práticas
Re(h)abilitando a interdisciplinaridade e o cuidado na atenção primária à saúde
Paraíba
Práticas
ADESÃO DAS GESTANTES AO PRÉ-NATAL ODONTOLÓGICO: UMA PROPOSTA DE INTERVENÇÃO NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE
Paraíba
Práticas
A PRÁTICA DE PRIMEIROS SOCORROS NO CONTEXTO DE UM CURSO TÉCNICO PARA AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE
Paraíba
Práticas
Vacinação nos espaços de formação: experiência no 2º Congresso Nordestino de Pediatria
Paraíba