Olá,

Visitante

Campanha de Vacinação Contra a Poliomielite e Multivacinação: Parcerias que Fazem o Sus mais Potente!

Categoria não especificada

A Campanha Nacional de vacinação contra a Poliomielite no ano de 2022 foi realizada no período de 08 de agosto a 09 de setembro. Além da vacinação contra a Polio, foi realizada de forma concomitante a Campanha de Multivacinação para atualização da caderneta de vacinação das crianças e dos adolescentes menores de 15 anos. No município de Pomerode o público-alvo representou 1686 crianças menores de 5 anos e para realização da campanha a Secretaria de Saúde utilizou como estratégia para organização da campanha o planejamento, mapeando todas as necessidades e o histórico de outras campanhas buscando dirimir eventuais dificuldades e a busca por parcerias no município. Portanto foram dois parceiros primordiais para o sucesso da campanha de vacinação no município, a Secretaria de Educação e o Rotary club. A Secretaria de Educação e Formação Empreendedora (SEFE) foi o primeiro parceiro recrutado para a Campanha. O Secretário de Educação prontamente organizou uma reunião com os diretores das escolas e solicitou que todos auxiliassem e apoiassem a causa, sendo que todos estes momentos ocorreram antes do início da campanha nacional. A Secretaria de Saúde alinhou a parceria com o Rotary e contou com o apoio dos seus membros na divulgação da campanha. O engajamento da entidade foi além da divulgação e promoveram sorteio de 131 brindes arrecadados nas empresas e parques do município, e esta entidade confeccionou os cupons, folders e urnas. A campanha foi dividida em duas etapas: na primeira etapa foi prevista a vacinação nas escolas do município antes do dia de mobilização nacional, dia D, e na segunda etapa, após o dia de mobilização nacional, foi para realização de busca ativa das crianças não vacinadas pelos Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e demais profissionais das equipes de Estratégia de Saúde da Família. O principal objetivo da campanha foi vacinar de forma indiscriminada pelo menos 95% das crianças contra a poliomielite e avaliar e atualizar o máximo de cadernetas de vacina das crianças e adolescentes menores de 15 anos. As estratégias utilizadas mostraram-se efetivas e o município foi o primeiro da região a atingir a meta estipulada pelo Ministério da Saúde. Mesmo com 95% das crianças vacinadas contra a poliomielite, os profissionais foram incentivados e motivados a continuar a busca pelas crianças não vacinadas, e desta forma, 102,43% das crianças menores de 5 anos foram imunizadas contra a Poliomielite e 2.102 doses de vacina de rotina foram aplicadas em 932 pessoas até o final da campanha.

A queda da cobertura vacinal, como ocorre a nível nacional, também tem sido observada no município de Pomerode. Essa situação reforça a necessidade de reinventar o processo de imunização. Encontrar uma forma de ir até os usuários e levar os imunobiológicos tem se mostrado um desafio, considerando os recursos disponíveis e a demanda que já é atendida diariamente nas unidades de saúde. A Campanha de vacinação contra a Poliomielite realizada no ano de 2022 mostrou ser possível alcançar o objetivo quando há planejamento e quando vários segmentos e entidades da sociedade se co-responsabilizam e apoiam a causa. Por ter como objetivo vacinar de forma indiscriminada pelo menos 95% das crianças contra a poliomielite e avaliar e atualizar o máximo de cadernetas de vacina das crianças e adolescentes menores de 15 anos o planejamento da campanha de vacinação e realização de parcerias com outras secretarias e entidades foi de extrema importância.

A campanha foi dividida em duas etapas: até o dia 20/08, dia de mobilização nacional, a vacinação foi realizada nas unidades escolares do município. E na segunda etapa, após o dia 20/08, os profissionais fizeram a busca ativa das crianças que ainda não haviam sido vacinadas. Firmada a parceria com a Secretaria de Educação e Formação Empreendedora foi realizada a sensibilização da gestão e dos diretores para permitir a vacinação nas escolas, organizar as turmas e o calendário para vacinação, além de solicitar autorização da vacinação aos pais. Como o Rotary Club tem como missão a erradicação da poliomielite este era um parceiro perfeito para realização da campanha. A entidade arrecadou 131 prêmios para serem sorteados para as crianças que recebessem a vacina durante a campanha e que estivessem com a caderneta de vacinação em dia. Fizeram a impressão de cupons que foram entregues aos pais e após o preenchimento, foram depositados nas urnas disponíveis nas Unidades de Saúde. Para as crianças cujos pais não autorizavam a vacinação na escola era encaminhado um folder, que orientava sobre a importância da vacinação e sobre a promoção realizada pelo Rotary. Além disso, o município produziu um vacinômetro que era divulgado semanalmente nas redes sociais com dados atualizados da campanha. Investiu na contratação de carro de som e na ampla divulgação nas redes sociais e mídia local. Realizou horário estendido de vacinação todos os sábados até a meta da campanha ser atingida e ampliou a busca ativa por telefone e por meio dos Agentes Comunitários de Saúde (ACS). Na primeira etapa da campanha os profissionais de saúde, com a ajuda do Zé Gotinha, realizaram a vacinação em 22 unidades escolares. Até o dia 20/08, 72,24% das crianças menores de 5 anos foram vacinadas. Como todas as doses aplicadas registradas nominalmente no sistema próprio, na segunda etapa da campanha, foram emitidos relatórios com o nome das crianças que ainda não haviam sido vacinadas e foi iniciado o processo de busca ativa por telefone e com o auxílio dos ACS. Desta forma também foi realizada a higienização do sistema, com a inativação do cadastro das crianças que não residiam mais no município. No dia 09/09, data prevista para o término da campanha, o município havia vacinado 93,65% das crianças e a campanha foi prorrogada pelo Ministério da Saúde. No dia 12/09 o município atingiu a meta de vacinação, com 95,01% das crianças vacinadas, sendo o primeiro município da região do Médio Vale do Itajaí a atingir a meta estipulada. O engajamento das equipes de saúde continuou e no final da campanha 1.727 crianças haviam sido vacinadas contra a poliomielite (102,43%). Além da vacinação contra a poliomielite foi realizada a verificação das cadernetas de vacinação de todas as crianças e adolescentes menores de 15 anos e aplicadas 2.102 doses de vacina de rotina em 932 pessoas. O sorteio dos brindes foi realizado pelo Rotary Club no dia 14/09. O contato e a distribuição dos prêmios foi organizado pela entidade. Para valorizar o empenho das equipes de saúde, foram entregues certificados as equipes pelos gestão da Secretaria de Saúde, Diretoria de Atenção Primária e Coordenação da Vigilância Epidemiológica.

As campanhas de vacinação têm se mostrado um desafio para os municípios e as equipes de saúde precisam encontrar novas estratégias para garantir o maior número de vacinados. O planejamento é necessário para execução de qualquer tipo de ação e mostrou-se fundamental para atingir a meta da campanha de vacinação. Iniciar a busca ativa de forma intensa em prazo anterior ao previsto para o término da campanha foi uma das estratégias mais eficientes. A promoção realizada pelo Rotary Club, com sorteio de prêmios mostrou-se uma forma de incentivar as crianças a buscar pela vacinação, uma vez que assumiram para si a responsabilidade de apresentar a caderneta de vacinação e garantir o cupom para concorrer aos brindes. A parceria com a secretaria de educação permitiu que muitas crianças fossem vacinadas em um curto período de tempo. Com a vacinação nas unidades escolares foi possível manter o atendimento nas unidades de saúde sem nenhum prejuízo. Ouvir as opiniões das equipes é uma forma de valorizar seu trabalho e sua experiência, da mesma forma que demonstrar a gratidão, mesmo que por pequenos gestos, pelo trabalho executado, estimula o engajamento nas próximas campanhas que virão.

Principal

Simone Isabel Steffens da Silva

Coautores

Lígia Hoepfner, Maira Beatriz KamKe Herzog, Loraine Silveira Aurélio , Michaela Reimer Dopona , Jaqueline Suzan Borchardt Gustmann , Franciele Cecchin

A prática foi aplicada em

Região

Instituição

Endereço

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Conta vinculada

ideiasus@gmail.com

A prática foi cadastrada em

23 dez 2023

e atualizada em

23 dez 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

Você pode se interessar também

Práticas
Teste do Certificado
Minas Gerais
Práticas
ADESÃO DAS GESTANTES AO PRÉ-NATAL ODONTOLÓGICO: UMA PROPOSTA DE INTERVENÇÃO NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE
Paraíba
Práticas
A PRÁTICA DE PRIMEIROS SOCORROS NO CONTEXTO DE UM CURSO TÉCNICO PARA AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE
Paraíba
Práticas
Vacinação nos espaços de formação: experiência no 2º Congresso Nordestino de Pediatria
Paraíba
Práticas
A (in) visibilidade de quem está em situação de rua: caminhos possíveis para cuidado em saúde
Paraíba
Práticas
Título: Autismo – uma causa municipal.
Paraíba
Práticas
Do ambulatório LGBTQIAPNB+ ao Café com Diversidade: garantindo acesso e fortalecimento de vínculos
Paraíba
Práticas
Atuação intersetorial nos casos suspeitos de TEA na primeira infância, um relato de experiência.
Paraíba
Práticas
Programa Bolsa Família: processo formativo para profissionais da atenção primária
Paraíba