Olá,

Visitante

Atenção Domiciliar: a Integralidade do Cuidado Promovendo Saúde e Prevenindo Agravos

Relato de experiências vivenciadas no Departamento de Atenção Básica do município de Vassouras, no que tange a articulação transversal do cuidado prestado ao usuário, visando promover e proteger a saúde do mesmo, através da implementação que está em andamento do “Programa Melhor em Casa”, de atenção domiciliar, idealizado pelo Ministério da Saúde, que tem por propósito complementar a nível de média complexidade o trabalho de prevenção de agravos realizados na atenção básica.

Foram selecionados casos de duas pacientes, portadoras de feridas grau III, de etiologias distintas. Uma das pacientes portadora de linfedema primário apresentava feridas crônicas, a outra desenvolveu ferida na região sacra após trauma raquimedular e consequente longa permanência em leito hospitalar.A partir do cenário supracitado foi possível assistir a evolução do quadro clínico de ambas as pacientes e registrar o quanto a atenção domiciliar em parceria com a equipe ESF tem influenciado nos progressos obtidos e evitado a hospitalização das mesmas.

A experiência relatada possibilitou a comprovação da necessidade e da eficácia do Serviço de Atenção Domiciliar para o município de Vassouras, assim como para a integralidade do cuidado em qualquer região onde seja implementado. Ele promove um cuidado personalizado, tratando agravos e impedindo a agudização de condições clínicas que seriam alvo de hospitalização caso não houvesse a possibilidade da assistência domiciliar. Estreita o vínculo do usuário com a rede municipal de saúde, diminui a demanda de hospitalização, o que consequentemente gera redução dos custos de saúde com alta complexidade, além de proporcionar a população melhor qualidade de vida e assistência em saúde.É uma prática de saúde pontual e linear que deve ser divulgada e incentivada, pois soma recursos a atenção básica e possibilita ao usuário a promoção da saúde e prevenção dos agravos em um ambiente que lhe é caro, o próprio domicílio. Recomendo a implementação do Serviço de Atenção Domiciliar em todos os municípios onde for possível implementá-lo por se tratar de uma ferramenta de extrema utilidade ao usuário dos serviços de saúde e promover uma redução efetiva dos custos com hospitalização e dar um suporte fundamental ao trabalho desenvolvido pela ESF.

Principal

Priscila Machado Borgeslarissa Suely Vieira Ramosraiane Furtado Pereira de Carvalho Silea Coelho da Costa Leonardo Pereira da Rocha

priscilamborges@hotmail.com

A prática foi aplicada em

Vassouras

Rio de Janeiro

Sudeste

Instituição

Vassouras

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Priscila Machado Borges

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
PROJETO PRIMEIROS SOCORROS E PREVENÇÃO DE ACIDENTES NAS ESCOLAS – LEI LUCAS
Rio de Janeiro
Práticas
Consciência Vacinal: fortalecendo as estratégias e combatendo a desinformação para o cumprimento do calendário de vacinação de crianças no município de São Francisco-PB.
Paraíba
Práticas
Dengue: uma abordagem além do combate ao vetor nos centros de educação infantil
Rio de Janeiro
Práticas
Imunização na Zona Rural, em áreas de difícil acesso: Projeto Vacina Volante
Maranhão
Práticas
A importância da equipe multidisciplinar no tratamento e no cotidiano dos pacientes com Fibromialgia de Itatiaia-RJ
Rio de Janeiro
Práticas
Projeto “Saúde Aqui: Relato de Experiência”
Tocantins
Práticas
Projeto Viva Mais, práticas de exercícios físicos e orientações nutricionais com princípios funcionais para a melhoria de qualidade de vida no município de Ourém (PA)
Pará
Práticas
Combatente municipal – escola e comunidade livres do Aedes Aegypti
Amazonas