Olá,

Visitante

Apoio Matricial: uma Forma de Fazer Saúde. Fortalecendo a Atenção Básica

Indicadores/Variáveis/Coleta de dados

Trata-se de uma proposta de mudança do arranjo organizacional e das responsabilidades profissionais e gerenciais de modo a facilitar a cogestão em locais onde é necessário um trabalho em equipe. A proposta insere na busca em construir a responsabilidade que os trabalhadores tenham uma clientela (usuários do sistema e profissionais da Atenção Básica) sob sua responsabilidade ou seja, o profissional especialista responsável por um certo número de casos monitorados pelos médicos de atenção básica. A proposta de equipe de referências parte do pressuposto que existe uma interdependência entre os profissionais da equipe e prioriza a gestão do caso/usuário. Uma das funções importantes da coordenação do cuidado da equipe de atenção básica e o apoio dos especialistas na condução do cuidar, buscando a interação positiva entre os profissionais especialistas e os generalistas construindo objetivos e objetos comuns, apesar das diferenças (e não contra as diferenças). O Apoio Matricial objetiva assegurar, de um modo dinâmico e interativo, a retaguarda especializada às equipes e profissionais de referência. Nessa direção, a Secretaria de Saúde do Município da Serra, busca a organização institucionada do apoio matricial junto aos especialistas da rede de atenção à saúde, visando transformar a lógica tradicional de encaminhamentos, referências e contrarreferências No processo de Matriciamento, as equipes de referência fazem parte da porta de entrada do sistema, ou seja, as unidades básicas de saúde e as equipes de Matriciamento são áreas técnicas que possuem especialistas em determinado assunto ou conhecimento técnico. O apoio matricial justifica-se pela necessidade de buscar maior aproximação entre profissionais da rede de atenção à saúde por meio das discussões de casos clínicos. A equipe de especialistas pode desenvolver em suas atividades, juntamente com a equipe local da atenção básica, a troca de informações, orientação. Atualmente o município tem a adesão de treze profissionais médicos no projeto nas diversas áreas como: endocrinologia, urologia, ginecologia e obstetrícia, ortopedia, neurologia, outros profissionais estão sendo sensibilizados para desenvolverem ações no apoio matricial juntamente com os profissionais das unidades básicas de saúde. O município vem desenvolvendo também experiências importantes no apoio matricial nas áreas de saúde mental e DST/AIDS. Na área temática do Materno-infantil, está em processo de construção para a implementação.

O impacto é reverter a lógica do processo de trabalho em saúde buscando a reorganização dos serviços com o foco na vigilância em saúde, aproximando o cuidado com a vigilância, bem como instituir reuniões de saúde com os profissionais que implementam a política de saúde por meio do pensamento crítico, da corresponsabilidade, maior participação dos trabalhadores na decisão e construção do plano de ação, monitoramento e avaliação dos indicadores de saúde. Espera-se que o apoio institucional efetive uma relação mais circular e menos verticalizada na Secretaria de Saúde, buscando transformar, pensar e mudar suas práticas. A efetivação dos espaços coletivos de discussão, quando analisa os processos de trabalho que incluem os desafios a serem enfrentados define tarefas com prazos e responsabilidades. A figura do apoiador institucional possibilita maior integração entre atores e busca facilitar as linhas de comunicação, sendo este um papel fundamental de mediação e apoio nas discussões do processo de trabalho nas unidades básicas de saúde juntamente com o gestor local e sua equipe de saúde. Assim, espera-se a consolidação das relações interdisciplinares, bem como fortalecimento dos espaços de coprodução entre os trabalhadores, usuários e gestores, buscando o aperfeiçoamento do sistema de saúde local.

Principal

Sheila Cristina de Souza Cruz

sas.sesa@serra.es.gov.br

A prática foi aplicada em

Serra

Espírito Santo

Sudeste

Instituição

Avenida Talma Rodrigues Ribeiro, nº: 5416 – Portal de Jacaraípe.

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Sheila Cristina de Souza Cruz

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

03 dez 2018

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Teste: verificando o recurso de emissão de certificados
Todos os Estados (Sudeste)
Práticas
Gestão de saúde em Queimadas – PB: uso estratégico da informação no planejamento das ações
Paraíba
Práticas
Implantação e ampliação de Serviço Especializado em município do sertão da Paraíba
Paraíba
Práticas
Gestão de saúde de Cabedelo na implantação da nova lei de licitações: desafios e conquistas
Paraíba
Práticas
Processo de elaboração do Plano Municipal de Saúde 2022-2025- relato de experiência.
Paraíba
Práticas
INFORMATIZAÇÃO DA REGULAÇÃO MUNICIPAL COM A ATENÇÃO PRIMÁRIA COMO COORDENADORA DO CUIDADO
Rio de Janeiro
Práticas
A importância da implantação de sistema de regulação de exames no Município de mendes.
Rio de Janeiro